Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Polvo à Sócrates

Ricardo Campelo de Magalhães, 24.03.11

(imagem com link)

 

Com a desgraça que se abateu sobre o país nos últimos anos (e que quer voltar!), RIR é o melhor remédio.

Então aqui fica: Polvo à Socrates.

É um povo low-cost, óptimo para enrascados, ou qualquer vítima dos diversos PECs.

 

Portugal não precisava destes PECs.

Se tivesse optado por uma Política de Verdade. Como foi pelo Oásis Rosa...

Agora, seja quem for o próximo 1º Ministro, vem aí o PEC4, o 5 e os que os Alemães quiserem.

Causa e consequência.

 

Como já conhecem o meu receituário, hoje publico o meu diagnóstico.

No  link a que acedem carregando na imagem está uma descrição que eu fiz, para Liberais Europeus verem, da crise que assola Portugal.

Quem ouviu Marques Mendes a apresentar o seu livro, reconhecerá a estrutura do post e as suas 4 crises.

Ele é óptimo na parte do diagnóstico (e no receituário político, a sua especialidade) e bebi inspiração dessa apresentação.

Aproveitei para os preparar para a música a concurso na Eurovisão (e pelos comentários por e-mail já ganhei para Portugal alguns votos).

Se tudo podia ser diferente. Poder, podia, mas é o país que temos.

Estímulo à Economia, versão Governo PS!

jfd, 13.02.09

O Governo prometeu à Comissão Europeia aumentar os impostos em 2010 e 2011. A decomposição da receita fiscal, prevista no Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) aprovado no final de Janeiro no Parlamento e já entregue em Bruxelas, deixa claro que os impostos directos e indirectos vão aumentar nos próximos dois anos. Depois do alívio aplicado em 2009, a carga fiscal aumentará 0,3 pontos percentuais nos próximos dois anos. E, caso o PIB seja próximo dos 160 mil milhões de euros por ano, os portugueses pagarão mais 320 milhões de euros em impostos, em 2010.

in CM