Sexta-feira, 8 de Abril de 2011
Sócrates: Mais uma demonstração de carácter

Capa do Sol

Uma vergonha.

Sócrates brinda-nos com mais uma demonstração do seu estilo inconfundível.

É esta pessoa que há 30% dos Portugueses que querem a comandar o país.

Pergunto-me: O que é necessário que ele faça para que deixem de votar nele?

Que ele roube notas do bolso de alguém em directo? Que esfaqueie alguém? Desculpem, mas não sei mais o que ele tem de fazer para perder o voto de alguns Portugueses...



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 06:13
link directo | psicomentar

13 comentários:
De Sandra Gomes a 8 de Abril de 2011 às 09:24
Há um provérbio que diz "quanto mais me bates, mais gosto de ti"... não entendo como há pessoas tão masoquistas????


De António Miranda a 8 de Abril de 2011 às 10:50
Vamos ver se conseguimos chegar a algum lugar. O que o PPC propõe é uma restruturação a fundo do estado e do sistema de SS Portuguesa. Agora os argumentos que são adiantados são argumentos populistas, que nada têm a ver com a realidade. Diz-se que o país não é competitivo devido á rigidez da legislação laboral, ora qualquer pessoa que já tenha pegado no código do trabalho sabe que isso é a maior das falsidades, o código do trabalho Português é dos mais flexiveis da Europa, com excepção claro está da figura jurídica do despedimento individual, mas que rapidamente pode ser ultrapassada, com a junção de 3 ou 4 pessoas e aí já se pode considerar dspedimento colectivo. Para juntar só uma curiosidade temos que saber para que é que serve o código do trabalho, para que é que foi feito, e acontece que foi feito para haver um equilibrio entre os empregadores e os trabalhadores, porque e retirando algumas muito isoladas excepções, se não houvesse código do trabalho iriamos ter um desrespeito completo dos empregadores pelos trabalhadores, numa prespectiva neo-liberal que deve assustar qualquer pessoa, principalmente aqueles que se assumem como sociais-democratas, se é que o são ou alguma vez o foram em Portugal. Este modelo do código do trabalho nasceu principalmente em 2 partes do mundo distintas, tendo-se depois espalhando ao resto do mundo. Uma delas foi após as revoltas mexicanas do inicio dop séc. XX, e outra foi a republica de Weimar na Alemanha também no incio do Sec. XX. Foi conseguido graças a constituições Repúblicanas que inseriram nos seus artigos os principios fundamentais de onde vieram a surgir as reformas laborais. Isto é um motivo de orgulho, um avanço civilizacional, e algo que qualquer pessoa com bom senso nunca deveria de prescindir.

Para complemantar sugiro a leitura do Art. 1º da Constituição da República Portuguesa. e se alguém também estiver contra este Art. ou o quiser modificar, que diga algo ao Sr. PPC, pode ser que ele também alinhe na ideia.


Então qual a causa do atraso Português?

- Certamente as insuficientes qualificações da população e as inadequidades das formações para a as funções desempenhadas, aqui entenda-se praticamente todos os politicos que nos governaram desde o 25 de Abril e pelo estado das coisas, os que se avizinham em nada irão melhorar este aspecto.
- A falta de formação continua, e a falta de auto-formação continua ao longo da vida.
- Um tecido de gestores empresariais ( e aqui entenda-se as pequenas e algumas médias empresas) e donos das empresas, sem qualquer formação em gestão ou relações humanas, sem visão de futuro e que continuam agarrados aos mercedes importados com 15 anos e cheios de pó.
- Jovens que tiveram uma boa vida, porque os pais se esfalfaram a trabalhar hipotecando as suas vidas e deixando de as viver para que os meninos hoje possam ter o curso que quiseram mas que nunca irão tirar proveito disso, uma vez que são demasiado preguiçosos e egoistas para irem á procura de opotunidades ou por medo de correr qualquer risco que seja. Claro que para as pessoas que não têm os paizinhos com dinheiro, para correrrem riscos têm que sentir que o estado as poderá ajudar em caso de aflição, com uma casa e filhos para sustentar. Isto não é dar sem sentido, é o papel do estado a nível social, ajudando pessoas que são válidas para a sociedade.
- Um país cada vez mais desigual a nível social, onde, e desculpem a linguagem - "onde uns comem tudo e outros não comem nada, mas também têm que trabalhar como os primeiros".

O problema que enfrentamos é grave, estamos dependentes dos "godzillas do capital", e neste momento temos que os respeitar. Os portugueses têm que se juntar neste momento dificil e deixar as querelas partidárias de lado. temos que trabalhar, produzir e mostrar á Sr. D. Merkl e ao idiota do Sarkozy que queremos, podemos e seremos um paíe com muito para dar ao mundo, respeitando sempre os outros assim como as suas diferenças. Quem não acredita nesta premissa não está habilitado para viver numa Europa do Sec. XXI.

|

De Rui C Pinto a 8 de Abril de 2011 às 13:07
Afinal os socialistas, como o amigo António Miranda, sabem quais são os males de Portugal, sabem qual é o caminho a seguir para combatê-los, sabem as medidas que são necessárias aplicar, sabem como sustentar o Estado Social, ...

Ai não, esperem! Afinal levaram o país a mais uma intervenção externa e deixaram o estado sem capacidade financeira...

É preciso muito topete para aplicar um programa político durante 15 anos, destruir financeiramente a República pondo em causa todos os ideais que se defende, e depois ainda vir falar dos problemas do país e acusar os outros de não estarem habilitados para viver numa Europa do Sec. XXI! Bolas, santa venda têm nos olhos!

|

De k. a 8 de Abril de 2011 às 11:00
A) (gosto do senhor de cima)

B) Façam Google das seguintes duas palavras:
"Desmente" "Sol"

epah, atacar a credibilidade do socas com o sol é o mesmo que atacar um fogo com gasolina

|

De Rui C Pinto a 8 de Abril de 2011 às 13:08
De facto tens razão k., esse é um fogo que lavra sem ser necessário deitar mais combustível..

|

De jfd a 8 de Abril de 2011 às 11:54
Senhor Miranda, portanto a solução real e pragmática é?
É que de conversa estamos fartos...


De António Miranda a 8 de Abril de 2011 às 13:15
A solução real é justamente deixarmos de vez as politiquices da treta, deixar-mos de andar com lutas de poder entre os partidos, unicamente para haver lugar no governo.

Temos que conseguir atrair pessoas competentes para os orgãos de estado. Se for necessário pagar mais a uma pessoa competente, prefiro mil vezes do que esta escória que nos vem governando, com os sucessivos governos PS/PSD.

Temos que ter pessoas que sintam que governar um país além de ser um orgulho, é uma honra e um dever supremo. Só após termos este tipo de pessoas nos nossos orgãos de governação podemos ter as lutas ideológicas que tanto nos fascinam e que tanto têm a dar ao mundo, ou seja a verdadeira politica.

Até lá, continuaremos sempre na mediocridade, porque se é verdade a expressão que os povos têm os politicos que merecem, também é verdade que é função da politica alterar essa triste realidade.

Quanto a opções concretas, acho que para nós, comuns dos mortais (perdão talvez deve-se ter falado só em meu nome, ainda ofendo alguém que tem aspirações a alguns tachos politicos), e como foi dito no meu comentário, o que temos a fazer é não desanimar, aumentar a nossa formação, tentar fazer o nosso trabalho o melhor que conseguimos, para em conjunto podermos ter um futuro melhor.

|

De jfd a 8 de Abril de 2011 às 13:25
Muito fala a esquerdalha...
Concretizar?
É o que se vê...

|

De k. a 8 de Abril de 2011 às 14:35
http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1826006

Esperem.. já sei.. é a Comissão Europeia que também está em conluio com o Socas! É ISSO MESMO PAH!


E o Sol tem esta manchete por algum motivo obscuro, mas certamente a mando do PS - Afinal, desde os tempos da asfixia democrática que sabemos que apenas o Psicolaranja é o último bastião da opinião livre em Portugal!


De Bruno Duarte a 8 de Abril de 2011 às 14:41
Grande post Ricardo!

Ao PSD cumpre a (árdua) tarefa de desmontar esta teatralização e fazer com que 5% desses 30% "abram" os olhos".

Porque meus amigos, os outros 25% dependem do sistema e estão escravizados pela lógica socialista, que acabará por revelar-se e quem dera coloque o socialismo no mesmo patamar do comunismo, impraticável, indesejável, fútil!


De IT a 8 de Abril de 2011 às 17:01
Mesmo que a notícia não seja verdade, ou totalmente verdade, não é inverosímel! Porque o Socas tanto mente que num dia em que diga a verdade ninguém o acreditará -nem os tipos a quem ele dá 'taxo', embora finjam para as câmaras :). É a história do Pedro e do lobo...

Agora também não vão desmentir o Sr. espírito santo, mais conhecido por Ulrich, que afirmou que a sua corporação avisara Socas & Teixeira que não lhes iam emprestar mais dinheiro -isto dia 4, antes da palhaçada «PEC».

E depois o Santana é que fazia trapalhadas (sic). Aliás parece que, a corporação, nessa altura não quis pagar impostos, como as outras empresas e pediu ao Compaio acção, que lhe foi ordenada no fim de semana seguinte... Aliás, alguns dos Srs banqueiros também pertencem à confraria...
«Yo no creo em brujas, pero...»


De Guillaume Tell a 8 de Abril de 2011 às 17:11
Como ainda há pessoas a acreditar no Socrates, há quem continue a acreditar no Berlusconi.

http://www.visionsdureel.ch/festival/programme/details/film/5656.html


De IT a 8 de Abril de 2011 às 20:18
Li com interesse os seus comentários Antº Miranda. Devo dizer que alguns dos argumentos colhem, mas são apenas uma cortina de areia para não falarmos do que realmente distingue Portugal de outras nações: a falta de uma elite -no sentido de vanguarda - e não no sentido de sobas.

A implantação do liberalismo, criou em Portugal uma classe de 'sobas', que se vendiam a potências estrangeiras -e eram protegidos contra as revoltas da população portuguesas por esses mesmos poderes.

Como qualquer grupo de piratas, só conhece o saque e nunca a construção de riqueza/dignidade para a população.

Para os que dizem que a Europa está com Sócrates, com as suas políticas e que este tem sempre razão leiam o: Statement by Eurogroup and ECOFIN-on Portugal

http://2.bp.blogspot.com/-xiV6UXnPlpA/TZ8QFgSSGSI/AAAAAAAAAWA/TrB55TlkVyU/s1600/Statement-by-Eurogroup-and-ECOFIN-on-Portuga.jpg


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.