Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

A GNR não jura a Constituição?

Rui C Pinto, 21.02.11

O meu estimado Primeiro-Ministro visitou Murça, essa terra que me deu raízes no interior transmontano. Uma vila pacata e ordeira que, como todas as outras vilas esquecidas no interior, se aprimoram para receber o poder... Dada a serrana prostração perante o poder, não são admissíveis manchas sonoras ou visuais que incomodem o visitante, pelo que, prontificou-se a GNR de Murça a terminar com os protestos que se faziam ouvir - com uma aparelhagem - por parte de um movimento cívico de contestação às portagens nas SCUT, alegando "excesso de ruído junto a uma escola".

 

 

 

Quando é que os partidos da esfera da governação começam a exigir às forças de segurança deste país que cumpram o juramento que fazem à Constituição? Este fenómeno é um dos mais evidentes abusos do Estado aos cidadãos e mostra a imbecilidade de umas forças de segurança aspirantes a polícias políticas...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.