Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Censos mais úteis

Diogo Agostinho, 15.02.11

 

De há uma semana para cá, o País ficou chocado com a notícia da senhora que foi encontrada morta 9 anos depois, na própria casa. Os casos multiplicam-se desde então. São exemplos por todo o país de pessoas desaparecidas. Esta é mais uma constatação de que vivemos numa sociedade individualista e que olha apenas e só para o seu umbigo.

 

Neste mundo global, com as tecnologias a emergirem, afastamo-nos cada vez mais das pessoas. Não há vizinhança, não há vontade de conhecer quem está próximo, familiares inclusivé. Sabemos muito pouco uns dos outros. E depois vemos estes casos. Casos que nos chocam, que demonstram a fragilidade das relações humanas.

 

Saúdo pois a ideia de Desidério Silva, Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que no âmbito do trabalho que está a ser desenvolvido pelas equipas dos Censos 2011, poderiam fazer o levantamento das pessoas que vivem sozinhas. Seria uma informação útil a depositar nas Câmaras Municipais ou Juntas de Freguesia, para se pensar em formas de contacto, como teleassistência ou visitas frequentes.

 

Estas situações demonstram que pode estar ao nosso lado um caso grave e nem damos por nada.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.