Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Um Pequeno Grande Partido

Miguel Nunes Silva, 10.02.11

 

 

Para mal ou para bem, o Bloco de Esquerda é neste momento um partido bastante influente.

 

O tacticismo do Bloco é temível tendo conseguido várias vitórias nestas últimas semanas. Conseguiu impor Manuel Alegre como candidato da

esquerda unida de Socialistas, Trotskystas e Comunistas Renovadores. Com isto foi bem sucedido em dividir o PS e isolar o PCP.

 

 

Agora, a moção de censura bloquista ameaça lançar a direita para eleições quando é ainda incapaz de assegurar uma maioria absoluta ou que forçará o PSD a enfraquecer a sua coerência política em caso de não a aprovar.

 

O BE seria condenado pela esquerda se entregasse à direita de mão beijada, o domínio tanto da Presidência como do Parlamento. Estaria nesse caso o BE disposto a entrar em coligação com uma nova liderança do PS?

 

E se não, como evitar concluir que o Bloco apenas prospera quando todo o espectro esquerdista está na mó de baixo?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.