Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Da campanha

jfd, 20.01.11

 

Esta campanha está a ser uma campanha que me agrada muito. Para muitos é uma campanha negra e desprovida de interesse. Eu assim não penso. Precisamos de campanhas acesas e com polémica. Que façam falar e das quais se fala. Só assim podem os portugueses separar finalmente o trigo do joio e só assim os políticos se dão realmente a conhecer. A campanha tem de falar dos temas? Do país? Do que esta na ordem do dia?

 

Claro que sim.

Mas também tem de discutir e fazer ver o carácter de cada um dos candidatos. É precisa transparência. No final haverá um vencedor e derrotados. Mais ainda saberemos quem perdeu e como perdeu, quem ganhou e como ganhou. Está-se assim lentamente a trilhar o caminho da selecção natural; neste caso pelo voto do povo. O povo é estúpido digo eu. Pois é.

Mas através de campanhas duras, secas, com paixão e totalmente elucidativas do que é realmente uma batalha política poderemos quiçá fazer esse povo começar a pensar um pouco e acordar para a vida. Só assim as verdadeiras cores dos candidatos vêem ao de cima e o povo lá se deslumbra ou se desencanta com factos e factoides ao invés de se embalar no transe das campanhas do catch-all-parties.

Caberá a cada director de campanha e a cada candidato fazer por dominar a espuma dos dias.

Ás claras. Sem vergonha de ir à guerra e sem qualquer tipo de complacência.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.