Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Histórias da JSD

Diogo Agostinho, 18.11.10

 

 

Aí está uma grande obra que nos chega até nós!
“Histórias da JSD” é um livro que reúne histórias contadas por alguns dos mais representativos militantes da Juventude Social Democrata.
Dando voz às diversas gerações de dirigentes, estas Histórias pretendem registar momentos marcantes na existência de uma instituição incontornável da democracia portuguesa, reconhecidamente a maior força política de juventude.
É um livro dedicado a todos os actuais e futuros militantes da JSD, mas sobretudo aos que o foram um dia e cujas histórias de coragem, energia e convicção poderiam encher as páginas de outros mil livros iguais a este.
A “Edição Prestígio”, com capa cartonada, está neste momento em pré-venda na Fnac (site e livrarias) e poderá ser comprada no próximo Congresso da JSD.
 
Autores
António Lacerda, António Leitão Amaro, António Rebelo de Sousa, Carlos Coelho, Carlos Pimenta, Daniel Fangueiro, Fernando Gomes Pereira, Fernando Pedro Baptista, Gonçalo Capitão, Guilherme d'Oliveira Martins, Jaime Filipe Ramos, João Cunha e Silva, João Montenegro, Joaquim Cruz, Jorge Moreira da Silva, Jorge Nuno Sá, Jorge Paulo Roque da Cunha, José Eduardo Martins, Manuel Moreira, Miguel Goulão, Miguel Relvas, Nuno Freitas, Pedro Duarte, Pedro Passos Coelho, Pedro Rodrigues, Ricardo Almeida, Rodrigo Saraiva, Rui Rio
 
Enquadramento histórico por:
Paulo Colaço. O nosso Psicótico de psicose máxima. Os meus parabéns pela obra. Um excelente tributo à JSD, que tanto carinho e empenho dedicaste ao longo da tua vida.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paulo Colaço 19.11.2010

    Caro Companheiro Rui Carp,
    agradeço a amabilidade do seu comentário.
    De facto, há neste livro muitos e interessantes pormenores sobre tempos recuados.
    Estou certo de que gostará de os rever.
    Saudações.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.