Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

O Senhor do Adeus

Diogo Agostinho, 11.11.10

 

Começou por ser algo estranho. Um senhor a dizer adeus a todos os carros e pessoas no Saldanha? Está louco! Mas, depois dia após dia, ano após ano, continuava lá, no seu cantinho, sem nunca passar a estrada a dizer Adeus, a sorrir. Obviamente que loucos somos todos nós, cheguei a trocar algumas palavras com o senhor. Cheguei um dia a ver um vulto no cinema e dizer: "Olha o Senhor do Adeus!" Ele voltou atrás e acenou.

 

Tinha um gosto especial pelas pessoas, era a sua forma de contribuir para melhorar nem que fosse com um sorriso e um aceno o dia de cada um de nós.

 

Partiu esta semana, ainda a semana passada o tinha visto. Estava lá, em pleno Saldanha. José Manuel Serra, de seu nome, para muitos o Senhor do Adeus. Lisboa perdeu um dos seus grandes símbolos, Lisboa ficou claramente mais pobre!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.