Sábado, 23 de Setembro de 2006
China vs Investimento

 


Um artigo de Adriana Neves

Enquanto percorria a revista de imprensa deste nosso Portugal deparei-me com a seguinte noticia: "Em declarações aos jornalistas no final de um encontro que manteve com o chefe do Executivo de Macau, Edmund Ho, o ministro Mário Lino defendeu que o investimento chinês em Portugal é reduzido"

Sera que o nosso ministro so faz o percurso de casa para o ministerio e vice versa? So assim se justifica que diga que o investimento chinês em Portugal é reduzido mesmo com o número de estabelecimentos comerciais e de investimento empresarial chines por este pais fora.

Bem 再见 (adeus) é melhor começar a falar em chines porque depois de tanto investimento não se vai ouvir outra lingua :P

Adriana

p.s- se ja se quiserem ir habituando ouçam a radio onda viva (96.1 FM) entre as 14h 1 as 15h

 



uma psicose de Paulo Colaço às 23:09
editado por Essi Silva em 20/12/2012 às 11:45
link directo | psicomentar

7 comentários:
De Paulo Colaço a 24 de Setembro de 2006 às 01:33
Dri, diz-me:
que há de especial nessa rádio a esse horário?
Um programa falado em chinês?


De adriana a 24 de Setembro de 2006 às 01:37
É uma radio de Vila do Conde que durante uma hora passa musica chinesa e ensina aos chineses costumes e a lingua portuguesa.


De Paulo Colaço a 24 de Setembro de 2006 às 01:39
parece-me bem!
Um dos problemas dos países receptores de imigração é a exclusão social de quem recebemos. Urge integrar as pessoas.

É tudo falado em chines, ou a coisa é biling?


De adriana a 24 de Setembro de 2006 às 01:42
Tem partes so em chines e tem alturas em que é bilingue. Para alem de ouvires via radio podes ouvir no site da radio onda viva no mesmo horario.


De Marta a 25 de Setembro de 2006 às 01:53
Na zona industrial de Mindelo, em Vila do Conde há armazéns chineses a perder de vista. Armazéns esses que fornecem lojas chinesas na área do grande porto. Não haverá uma cidade deste país, que não tenha 1loja chinesa, ou 1restaurante chinês (pelo menos até há bem pouco tempo!).
Em felgueiras há 3lojas destas e o que seria de mim no natal, se não existissem? É que nunca esgotam o stock de neve artificial!
Tenho um buda na mesinha de cabeceira, virado de costas para a porta, como ensinam os manuais de Feng Shui e aprendi a fazer origamis, a cozinhar no Wok e a comer com pauzinhos. No ano novo compro sapatinhos vermelhos e dourados e penduro na porta e o meu signo chinês é o galo. Na minha faculdade (onde não há licenciaturas em letras) foi leccionado um curso de língua e cultura chinesa no ano passado, que em poucos dias atingiu o limite de inscrições.

Não podia estar mais de acordo contigo Adriana, o investimento chinês em Portugal é massivo.

E o mais interessante foi a forma como o nosso país não apenas acolheu uma cultura tão diferente, como aderiu a ela, de forma igualmente massiva.


De vasco neves a 25 de Setembro de 2006 às 14:22
O investimento chinês deve ser encarado como qualquer outro investimento estrangeiro! Actualmente em Portugal, existe um enorme e alarmante défice de investimento estrangeiro. Estando o tecido empresarial português tão inclinado para realizar os seus investimentos em mercados imergentes, Brasil, Africa e etc…, creio ser um pouco despropositado criticar o investimento chinês em Portugal, pois não sei muito bem quem será responsável por esse investimento em Portugal no futuro.

Afinal estamos a falar de um pais que no fim da próxima década será a segunda maior economia mundial e terá cerca de 1 terço da população mundial.

Não creio vir a ser muito provável e possível que o investimento chinês em Portugal signifique o mesmo dumping social existente na China.

O único receio que tenho relativamente ao investimento chinês é a ambição insaciável de aquisição de know-how, tecnológico, financeiro e etc…, pela economia chinesa… simplesmente tem que se tentar ao máximo evitar o já conhecido procedimento, por parte da GM, de espremer a laranja e depois apostar na deslocalização.

Negligenciar a potencialidade da economia chinesa, independentemente das motivações, é ignorar o futuro e tudas as oportunidades de crescimento económico e comercial das próximas duas décadas. Não vamos seguir o tão típico comportamento lusitano, fechando e ignorando as oportunidades que surgem.

Não é por nada que a IBM vendeu o negócio do hardware a uma empresa chinesa. Será que eles também tem receio dos armazéns, dos restaurantes e das lojas chinesas????


De jorge a 5 de Junho de 2010 às 22:15
Mensagem reencaminhada , ( com muito merito de quem escreveu)


Porque do desemprego do norte do pais !!! está cá a resposta .

OS CHINESES MANDAM EM PORTUGAL E NA EUROPA :








As empresas têxteis nomeadamente as fabricantes e as de comercio a retalho estão a passar por graves dificuldades em comercializar os seus produtos nacionais, muitas estão a fechar as portas, tudo por causa dos importadores e comerciantes chineses, não sei como as autoridades competentes não fazem nada.

Antes de começar a falar daquilo que se passa por detrás das costas das autoridades ou pensamos que essas autoridades não sabem do que se passa, mas sabem,!! Mas deixam andar porque lhes convêm ou para benefício de favores ou contrapartidas monetárias que esses jogadores chineses fazem, sim jogadores trocam o dinheiro no casino , para poder passar por dinheiro adquirido limpo.

Como é que essas mesmas autoridades justificam os grandes impérios que os chineses vão fazendo no nosso pais, nomeadamente em Mindelo Vila do Conde, se eles poucas facturas passam aos comerciantes e fabricantes que lá vão comprar em massa, e as que passam tem de ser de metade do que a peça custa na realidade !
Durante a semana principalmente no início de colecções vai lá muita gente de negócios abastecer-se até parece uma peregrinação a Fátima.
Como se justifica esses mesmos chineses ir para o casino da Povoa do Varzim jogarem pesado, sim pesado até um simples ignorante vê o elevado valor das apostas desses mesmos, mas elevado não é 1000€, mas sim muitas vezes mil (s), será para lavar o dinheiro ganho sem factura no comercio dos artigos de vestuário e outros? Como justificam os carros que andam? Sim carros de 100.000€ e mais caros?
Os nossos fiscais aparecem lá de vez enquanto, tipo uma vez por ano mas quando aparecem, os chineses comunicam-se entre eles como nunca visto e as autoridades não passam de uma corrente de ar que lá passou naquele dia, as mesmas autoridades vão se embora ao fim do dia e os chineses telefonam logo aos clientes a avisar que já podem levantar a mercadoria comprada durante o dia sem factura nas costas dos fiscais, mas que não a puderam levar para casa por causa da fiscalização dos mesmos.
Eu sei e já vi muita coisa que me dói o coração, á muitas empresas que não podem com eles mas junta-se a eles para poder se safar ou seja, os chineses fazem a venda aos mais poderosos grupos de comércio a retalho sem uma única factura, e essa mesma empresa que compra a primeira coisa que faz a esse produto é trocar as etiquetas tanto as de origem do produto, como a marca que lá bem estampada, tudo isto para dizer indirectamente que não vendem nada chinês até porque também marcam o preço do produto 5 vezes mais, aliás sei de lojas chiques que compram a 10€ e depois de trocar etiquetas vendem a 200€ e mais ainda, o consumidor final é enganado.
Já vi grandes grupos a deixarem caixas de embalagem de sapatos cheias de euros a esses chineses, euros esses que não vão ficar no nosso país, mas sim vai para a china, vendas essas sem uma única factura, depois esses grupos de manipularem as peças também vendem ao balcão sem factura ou seja registam com outras referencias internas para que na venda ao balcão as possa poder passar por outros produtos, como na eventualidade de ser vendido por Multibanco e ai tem de registar o que foi vendido mas nunca registam o que é na realidade, manipulações que fazem as fortunas particulares de alguns grupos de venda a retalho.
Não sei ma esses empresários mal sabem que estão a criar desemprego aos seus irmãos primos e vizinhos e amigos etc.
E a dar prejuízo ao próprio estado.
Mas aqueles que ainda trabalham vão pagando as facturas e as pensões daqueles que perdem o emprego, uma injustiça.
Pois isto é uma roda-viva, o nosso país sabe trabalhar bem os vestuário já fomos os maiores fabricantes de moda design e qualidade em artigos de vestuário mas o estado antes quer dar a mão a esses chineses.
Eles estão a invadir a Europa e assim as nossas fábricas também vão cair nas vendas de exportações para o mercado externo uma vez que os chineses estão-nos a tirar os clie


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.