Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Robin Hood: Justiceiro ou Desordeiro?

Essi Silva, 29.12.09

Todos vós conhecem a história de Robin Hood, o justiceiro que tirava aos ricos para dar aos pobres. Também conhecem a história do BPP - Banco Privado Português .

Pois bem, se já estava convencida que a Justiça em Portugal é um mito, uma "urban legend", agora estou ainda mais convencida.

 


Habituámo-nos a ver manifestações que acabavam em mortes por todo o mundo. Em países com regimes totalitários ou tendencialmente totalitários, a desobediência civil era e é comum, quando a população se apercebe que os seus direitos não são reconhecidos e respeitados.


Para nós, uma manifestação é algo natural. Ninguém necessita de manifestações ilegais, quando podem fazer-se ouvir através de manifestações autorizadas. Contudo, os mecanismos que servem para a promoção e salvaguarda de direitos no nosso país têm vindo gradualmente a falhar. Onde está o nosso sistema judicial quando procuramos igualdade e justiça? E o que é que o nosso sistema político e legislativo, Governo e Parlamento, Estado no geral, tem feito pela nossa Justiça?


Hoje fiquei chocada. O BPP está a desintegrar-se e como tal, alguns clientes, cujo lucro e poupanças foram depositados num Banco aparentemente idóneo (esperava-se que o Banco de Portugal existiria para fiscalizar e assegurar que as condições necessárias ao funcionamento do banco fossem cumpridas), decidiram barricar-se ontem na sede do Banco no Porto.

 

Na minha opinião, o Estado devia intervir de uma forma mais positiva. Afinal de contas, estas pessoas estão só a revindicar o que é seu. Ou estarei enganada?

Para perceberem o meu choque aconselho-vos a ver o vídeo e a ler o artigo.


"Clientes do BPP dizem ter sido ameaçados com carga policial"

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Essi Silva 29.12.2009

    Quatro questões (inicialmente eram duas):

    - Então abominas a decisão do Estado ao nacionalizar o BPN certo?

    - Achas que mesmo assim as pessoas deviam ter sido tratadas assim quando só estavam a lutar pelos seus direitos?

    - O Estado não deveria controlar melhor esse tipo de "promessas", a idoneidade e funcionamento do banco?

    - A Justiça parece (ou faz de conta) estar a encarregar-se da terrível administração do BPN que levou à sua crise. Não deveria pressionar mais o BPP e retirar os culpados de uma forma mais severa, sem deixar o caso arrastar-se tanto?
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.