Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

MUNDO PARANÓICO!

João Lemos Esteves, 07.10.09

                                    

 

Alguém dizia há dias que sofria de paranóia, após análise de tentativa de Pedro Marques Lopes (o alter ego de alguém que tenta a todo o custo ser líder do PSD) de empurrar Marcelo Rebelo de Sousa para a Presidência da República, desvalorizando-o como nome para possível sucessor de Ferreira Leite. Era óbvio que aquelas afirmações proferidas por aquela pessoa só se poderia integrar numa estratégia política mais ampla. E ontem, até o lado humorístico  (ou pelo menos, a sua aparência) de Passos Coelho, confirmou a minha análise: Passos Coelho está muito, muito, muito receoso que Marcelo Rebelo de Sousa avançe. Reparem: de manhã, abriu as hostilidades com um comentário pouco feliz sobre ser político e não comentador (isto vindo da pessoa que em plenas europeias exigiu a maioria absoluta a Rangel e se tem multiplicado em entrevistas a vários jornais e televisões - de facto não é comentador, mas gostaria muito de o ser); à noite, não perdeu uma única oportunidade de dar bicadas a Marcelo, ensaiando piadas de mau gosto (não sei se ele está na lista ngra, mas que é praticante de humor negro, sobre isso não tenho dúvidas).  Ontem, Passos Coelho deixou uma mensagem (ou direi confissão implícita?) que vai acentuar nos próximos dias e semanas: Marcelo Rebelo de Sousa é o seu principal adversário político neste momento e, pelo receio e ansiedade de Coelho, o único nome que pode dar um novo rumo ao nosso partido. Para pôr fim ao desastre da governação socrática. E construir um país mais coeso, dinâmico, competitivo. Mais justo. Connosco - com os jovens.   

 

Confesso que não deixo de sentir um certo prazer metafísico ao ver que a minha paranóia se confirma dia após dia. Que mundo paranóico este! O melhor é alguém pedir um parecer, não jurídico, mas médico para compreender os males do nosso tempo... Afinal, a vida política não passa - segundo alguns - de uma... paranóia. Se Passos Coelho estivesse aqui responderia com uma piada mais que infeliz, comparando a JSD ao BE, dizendo que por aqui não sabe se se fumam substâncias ilícitas. Humor! Humor! Se tiver tanto jeito para a política e liderança como tem para a comédia, não se safa. Mas há sempre Pedro Marques Lopes para o salvar!   

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.