Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009
Faça as suas próprias "sondagens"!

 

(trocasdeopiniao.eu)

 

É conservador e não tem telefone fixo? Disse "Portas" e a empresa de Sondagens entendeu "Miguel"? Ou é daquelas pessoas que pensa onde se fazem as sondagens porque nunca ninguém lhe perguntou nada?

 

Depois de muita celeuma acerca das sondagens das Europeias, o Mercado decidiu resolver o problema sem regulação, arranjando um... "mercado de apostas".

 

O conceito é simples: cada utilizador tem uma carteira de créditos virtuais com as quais pode comprar e vender contractos sobre um determinado evento. Por exemplo, a votação do PS ou PSD nas próximas eleições. Também não é novo: nos EUA já existe desde 1988 (Iowa Electronic Market, que deu o nome a este tipo de mercados onde os utilizadores podem "apostar" em eventos da vida real). 

 

Nos EUA, em mais de 20 anos, os desvios das previsões destes mercados são por norma inferiores às sondagens. Veremos como se comporta em Portugal...


:

uma psicose de Guilherme Diaz-Bérrio às 10:48
link directo

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.