Sexta-feira, 10 de Abril de 2009
Parabéns Duarte!

 

Numa altura em que tanto se fala de Europa, eleições europeias, candidatos e afins, a JSD marca pontos lá fora. O psico-amigo Duarte Marques foi eleito vice-presidente do YEPP (Youth of the European People´s Party/Juventude do Partido Popular Europeu).
O Duarte conseguiu a proeza de obter 100% dos votos, tendo sido eleito como presidente o francês Lauren Shouter, da Juventude da União por um Movimento Popular, do Partido de Nicolas Sarkozy.
Parabéns Duarte e bom trabalho!

tags:

uma psicose de Margarida Balseiro Lopes às 15:21
link directo | psicomentar

12 comentários:
De A.Costa a 10 de Abril de 2009 às 15:45
Parabéns para o Duarte.
Bom trabalho!



De Luis Melo a 10 de Abril de 2009 às 16:06
Distingui-vos com o prémio Jovens que pensam (http://mudaportugal.blogspot.com/2009/04/jovens-que-pensam.html). Continuem assim.


De Nuno Carrasqueira a 10 de Abril de 2009 às 18:42
Blog nomeado para o prémio Jovens que Pensam http://dedosemriste.blogs.sapo.pt/71119.html. Parabéns e que assim continuem.


De Anónimo a 10 de Abril de 2009 às 19:12
Já parece um resultado tipo Sócrates


De anokas a 10 de Abril de 2009 às 19:25
pois parece....à partida e chegada


De Bruno Ribeiro a 10 de Abril de 2009 às 20:36
Grande Duzinhoooooooooooooooo!

Este rapaz é um mouro de trabalho e isso é meio caminho andado para se merecer recompensa.

Acresce que o Duarte tem grande inteligência, boa capacidade política e muita humildade que lhe permite não se colocar em bicos de pés em situações em que muitos até dão pulos.

Eu confesso que não sei bem para que serve a YEPP porque os partidos europeus são algo que ainda anda aí pelo limbo mas a verdade é que com um Vice-Presidente destes têm uma boa oportunidade de crescer e afirmar-se!


De Paulo Colaço a 10 de Abril de 2009 às 20:47
Muitos parabéns, Grande Duarte!

É mais um passo num percurso de convicção, trabalho e capacidade de motivação: tua e daqueles que estão ao teu lado.

És um exemplo de afirmação e qualificação!
Sem pisar ninguém, nem jogadas feias.
Não é apenas a minha opinião: é reconhecimento geral.


De Ricardo Carvalho a 10 de Abril de 2009 às 21:34
Parabéns ao Duarte,

É com muito orgulho que tenho acompanhado todo o percurso do Duarte.
Digo sempre em jeito de brincadeira: De Mação para o ISCSP, do ISCSP para o País e hoje em dia do País para Bruxelas...
O Duarte é politicamente um dos quadros mais válidos da JSD, reconhecido por todos, reconhecido pelo seu trabalho, esforço e dedicação em torno das nossas causas, as da JSD, e das causas dos jovens portgueses.
Um digno representante e exemplo do que devem ser os quadros da JSD.
Como pessoa: acima de tudo um grande amigo, com valores nobres e uma maneira de ser que eu admiro e que motiva quem o rodeia!
O meu gosto pela Política e hoje em dia pela JSD em muito se deve a ele...tudo comçou em 2001 quando um dia no pateo do Palácio Burnay, na Junqueira, decidimos (um grupo de amigos por ele criado), concorrer e ganhar a AE do ISCSP!
Parabéns Duarte pela vitória, boa sorte, mãos à obra e sobretudo Obrigado Duarte por mais vitória para a nossa JSD!
Continua assim!


De Guilherme Diaz-Bérrio a 11 de Abril de 2009 às 23:33
Parabens Duarte!

Este senhor é a prova que o mérito e o trabalho ainda moram e são recompensados pelas bandas da JSD (e, pelos vistos, do YEPP :P)!



De Anónimo a 12 de Abril de 2009 às 16:10
Sempre ouvi dizer que os bons chegam sempre lá. Parabéns.


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.