Sexta-feira, 6 de Março de 2009
O que escondes Sócrates???

O grupo parlamentar do PS vai rejeitar a proposta do CDS/PP para a criação de um Conselho Consultivo da Caixa Geral de Depósitos.


Em declarações ao Económico, o coordenador dos deputados socialistas para a área económica explica que “esse mecanismo deve existir apenas para os bancos privados” e acrescenta que “pode até ser contraproducente no caso da sua aplicação a um banco público”.

Vitor Baptista sublinha que “o acompanhamento já é feito pela tutela”, que cabe ao Ministério das Finanças e, por isso, “não há necessidade de criar mais um órgão ou elemento intermédio entre quem gere e quem tem a tarefa de acompanhar”.

No debate desta tarde, as críticas do PS à proposta do CDS deverão ser acompanhadas também pelo Bloco de Esquerda, que considera que a criação deste Conselho poderia servir para o Governo se desculpabilizar por eventuais falhas na gestão do banco público. Já o PSD, embora não tenha ainda o sentido de voto definitivo, pondera apoiar a ideia do CDS/PP.


 

in http://economico.sapo.pt/noticias/ps-chumba-criacao-de-conselho-de-supervisao-da-cgd_5096.html

 

*Foi chumbado.

 


: Enganado

uma psicose de jfd às 21:49
link directo

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.