Domingo, 1 de Outubro de 2006
Fornecemos explicações!



Um artigo de Adriana Neves

 

 

 

De acordo com o Sol, os autarcas do PS vão receber um manual de instruções sobre a Lei de Finanças Locais, fornecido pelo Partido Socialista, e com o objectivo de demonstrar que "as regras que o Governo quer aprovar são boas para os autarcas, ou, pelo menos, que não são tão negativas como o Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) tem feito crer."

Esta noticia levanta algumas questões como:
- porque é que só os autarcas do PS é que são abrangidos?
- porque é que é o Partido Socialista a explicar a Lei das Finanças Locais e não Governo?
- será que é a prova que os autarcas do PS precisam, como muitos alunos deste país, de frequentar centros de explicações para aprender a fazer contas tendo como bibliografia obrigatória este manual?

Enfim, este manual de instruções e a sua consequente divulgação só demonstra, mais uma vez, a incoerência deste Governo, a discriminação com os demais autarcas e a violação de um direito de informação na medida em que não permite a explicação da lei a todos os intervenientes.



uma psicose de Paulo Colaço às 01:43
editado por Essi Silva em 20/12/2012 às 11:49
link directo

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.