Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

O problema do ar

Paulo Colaço, 17.10.08

Medina Carreira concedeu entrevista a Mário Crespo.

O Andarilho, uma das boas referências da blogosfera lusa, apelidou o entrevistado de “homem livre”.
Sem papas na língua, o antigo Ministro da Finanças, zurziu em todas as direcções.
No entanto, quando Mário Crespo lhe pedia soluções, Medina dizia que era tudo muito complicado e mudava de assunto.
 
Assim também eu sou livre...
 
Acho que é exemplar na identificação dos problemas mas tem amargura a mais nas suas palavras. Se me permitem a analogia, eu diria que Medina Carreira parece daqueles restaurantes a que falta algo para serem perfeitos.
 
Se a vista é boa, o serviço óptimo, a comida divina, é no preço que está o busílis.
 
Se o preço é simpático, a comida genial, o serviço esmerado, azar dos Távoras, está virado para a lixeira municipal.
 
Se a comida é magnífica, a localização insuperável e o preço acessível, os empregados são umas bestas...
 
Medina tem tudo o que é preciso, menos aquele ar pacificado com a vida que um crítico deve ter para as suas tiradas não soarem a mágoas.

10 comentários

Comentar post