Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008
Happy birthday NASA

A NASA celebra 50 anos.

Criada em Julho de 1958 pelo congresso norte-americano, entrou em funcionamento a 1 de Outubro.
A maior agência espacial do globo, com um orçamento de cerca de 17 biliões de dólares, é sinónimo de inovação, curiosidade e procura de respostas.
 Com um currículo tecnológico e científico ímpar, onde se destaca a conquista da Lua, as missões robóticas em Marte, a revolução da astronomia pelo telescópio espacial Hubble e os satélites que detectaram a mudança climática, a NASA continua a procurar novos mundos e novas respostas para as dúvidas do Ser Humano. Recentemente provou a existência de água em Marte.
Foi criada no período da guerra fria para competir com a Rússia na «corrida espacial». Hoje emprega cerca de 40000 pessoas por todos os EUA. Hoje é reconhecida em todo o mundo.
Dos seus maiores sucessos destacam-se os vaivéns espaciais. O Columbia foi o pioneiro, lançado a 12 de Abril de 1981, a partir do Cabo Canaveral, na Florida. Depois surgiram mais cinco: Enterprise, Challenger, Discovery, Atlantis e Endeavour. Todas estas naves foram concebidas de forma a serem reutilizadas.
Mas nem tudo correu bem. A Challenger explodiu momentos após a descolagem, a 28 de Janeiro de 1986, e a Columbia desintegrou-se, na atmosfera, a 1 de Fevereiro de 2003, quando regressava à Terra. Ambas transportavam sete astronautas.
Hoje a frota da agência espacial está a ser renovada. Os vaivéns Discovery, Endeavour e Atlantis devem terminar as suas actividades até Setembro de 2010. Depois disso, a NASA passará a usar um novo tipo de nave, parecido com a Apollo, que será lançado por um foguetão e será utilizado nas missões de exploração na Lua e em Marte.
Mas há dúvidas que permanecem. Apesar das grandes descobertas e do grande contributo da NASA para com a ciência, será realmente positivo o seu papel? Estou em crer que sim. Porém, a sua intervenção/utilização na, e pela, política norte-americana levanta poeira negra sobre o seu funcionamento.
Considero que no espírito da NASA está muito presente o sentimento português do tempo dos Descobrimentos: a procura de novos mundos, novas respostas, a satisfação da curiosidade humana. Mas será a NASA capaz de dar respostas ao mundo? É realmente importante o seu papel? Tem limites? A que preço?
Só o futuro o dirá, mas muito desse futuro passa pela NASA.
 
Parabéns NASA!


uma psicose de Carlos Carvalho às 12:07
link directo | psicomentar

2 comentários:
De Tânia Martins a 25 de Setembro de 2008 às 18:56
O sonho de qualquer criança era ser astronauta, mas sinceramente foi uma profissão que nunca me seduziu, gosto de ter os pés na Terra ;).

Agora falando sério, a NASA tem servido para um grande progresso científico e o mundo agradece. Sei que a NASA não irá ler isto (a não ser que o psico já tenha chegado ao outro lado do atlântico) mas deixo os meus parabéns pelos seus tão poucos 50 anos, que no universo nada significam!

Gosto da comparação que fazes com os Descobrimentos, fomos pioneiros em descobrir que "mundos" havia na Terra mas deixámos a descoberta além-Terra para EUA e Rússia. Isso demonstra o quanto quebrámos ao longo dos tempos!

Se a NASA nos dará respostas ou não, é uma incógnita! Eu própria não sei se quero que dê ou não, o desconhecido é sempre um risco (e os filmes americanos não nos deixam muito entusiasmados com os ET's hehe).


De Alberto Fernandes a 26 de Setembro de 2008 às 01:03
Agradeço ao Carlos por me dar (e a todos) esta importante informação: a celebração das 5 décadas de vida da NASA.
Eu acredito que é importante. A conquista do espaço sempre me fascinou, sempre a comparei aquela que os nossos Antepassados fizeram quando saíram daqui no século XV à descoberta de um mundo desconhecido. Acho que é um daqueles domínios da actividade humana onde o sonho não tem limites, onde sentimos o carácter verdadeiramente efémero, mas onde podemos ser Homens melhores, de onde poderemos estar todos juntos enquanto Humanidade. A NASA é uma grande instituição ao serviço da Ciência, e, em última análise ao serviço do Homem.
É certo que surgiu como parte da confrontação ao Bloco Comunista, mas já reparam que em 8 anos apenas, 8 anos, passamos do primeiro homem no espaço à chegada à Lua?! De facto, em 1961 Yuri Gagarin foi o primeiro ser humano a ser colocado no espaço, e no dia 11 de Julho de 1969 Armstrong e Aldrin tornavam-se nos primeiros seres humanos a pisarem o solo de outro planeta.
E ainda há aí um Universo por descobrir!


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.