Terça-feira, 23 de Setembro de 2008
Bliberaloggers

 

 

Será votado, no próximo dia 25 de Setembro, no Parlamento Europeu um Relatório sobre Concentração e Pluralismo nos Meios de Comunicação Social na União Europeia. Considerações anti-Berlusconi à parte, este relatório sugere também que "se clarifique o estatuto dos blogues" e é este um dos pontos que mais poderá interessar aos Psico-leitores.
 
Pessoalmente, defendo que a blogosfera começa a carecer de legislação sob pena de poder vir a desacreditar-se. Imaginem uma auto-estrada onde cada um circula à velocidade que quer, no sentido que lhe apetece, dando "uns toques" nas viaturas à volta por divertimento e - pior ainda - ninguém tem matrícula nem carta de condução! Não é esta a auto-estrada da informação que queremos. Ou será?
 
Parece que nem todos são da mesma opinião e há já quem diga que este tipo de controlo não deverá ser imposto pelo regulador e sim pela própria comunidade. Eu até costumo ser a favor de se "deixar o mercado funcionar" mas que isso não signifique transformar o mercado numa partida de futebol de uma qualquer liga sul-americana...

 



uma psicose de Bruno Ribeiro às 16:03
link directo | psicomentar

19 comentários:
De Bruno Ribeiro a 23 de Setembro de 2008 às 17:05
Como já disse no post, sou tendencialmente liberal e considero que os Estados devem legislar de forma a deixar o mercado funcionar.

Salvo melhor opinião, sinto que neste momento a blogosfera carece de algumas regras.

Não me parece correcto que alguém discuta e esgrima argumentos ao abrigo do anonimato.

Pior ainda se estivermos a falar de acusações e difamações em que o único objectivo é prejudicar terceiros ou até divertir-se à custa de "brincadeiras parvas"!

Não quer isto dizer que eu - se fosse Deputado Europeu - votasse a favor do referido relatório. Por isso mesmo coloquei o link para que cada um possa ler e tirar as suas conslusões.

Penso que pelo menos um ponto positivo esta situação já nos trouxe: lançou o debate sobre o tema!


De Paulo Colaço a 23 de Setembro de 2008 às 18:12
Bela posta!

Sou a favor de algumas regras. Sou a favor da responsabilização.

Já aqui postámos sobre as caixas de comentários do Público (e outros jornais) que parecem lavandarias onde, a coberto de anonimato, se escrevem e veiculam as maiores barbaridades.

Assinar em baixo do que escrevemos não é para todos, eu sei, mas defendo que a única cobardia impune é a cobardia do nada fazer (não escrever, não dizer, não acusar, etc). Ou outros, aqueles que querem dizer, fazer, acusar, etc, que mostrem o rosto.

A blogosfera surgiu de forma anárquica e descontrolada. Tal não significa, porém, que deva manter-se assim.

O Homem também nasceu nu...


De Tiago Azevedo Fernandes a 23 de Setembro de 2008 às 20:16
Quer explicar concretamente como é que legislaria? Como é que controlava quem escrevia anonimamente ou não? Usando servidores em Portugal ou no estrangeiro? Como é que implantava um sistema de controlo desses? Por que razão eu não deverei poder preservar a minha identidade, se assim o entender, do conhecimento público, se fizer um uso honesto dos meios que tenho à disposição? O que é que há de estruturalmente diferente na blogosfera em relação aos jornais, a panfletos anónimos, a telefones, etc.? A lei que existe para os outros meios não chega para os blogs?


De Paulo Colaço a 23 de Setembro de 2008 às 20:49
Boas perguntas, caro Tiago.
Haja resposta para elas: é isso que quase todos queremos no dia em que a acção cobarde de um blogger incide sobre nós ou sobre algo a nós ligado.


De Tiago Azevedo Fernandes a 23 de Setembro de 2008 às 21:29
Caro Paulo, eu falo com conhecimento de causa porque já me aconteceu um caso bem grave...


De Luís Nogueira a 23 de Setembro de 2008 às 21:50
Não concordo com comparação face às ligas sul americanas, pois indo por esse caminho, estariamos a negar a qualidade de milhares de futebolistas lol :)

Agora a sério. Claro que deve haver uma base de regulamentação, ainda que nacional ou europeia. Mas ponho em causa a aplicação eficaz da legislação que se vier a adoptar em Portugal, por força dos problemas que afectam o nosso sistema judicial.

À parte disso, fiscalizar toda a blogosfera, parece-me bastante intangível. Mas nunca se sabe...


De Tânia Martins a 23 de Setembro de 2008 às 21:55
Bem, parece-me exagerado que haja legislação sob blogs! O blog é um espaço pessoal (embora possa ser constituído por vários elementos) de acesso ao público. Isto é, há uma liberdade para se expor tudo o que se deseja, dentro dos limites do bom senso obviamente.

Além disso penso que cada blog é um blog e o crédito que lhe é atribuído depende da qualidade do blog em questão!

O blog é o único meio de comunicação em que qualquer pessoa pode escrever qualquer coisa. Penso que não se deveria retirar isso.


De Marco Mendes a 24 de Setembro de 2008 às 01:14
Fantástico ...

Criar regras para a blogosfera ... Legislar sobre a internet ...

Convido a todos a fazerem uma pesquisa (usem o Google que guarda todas as migalhas de quem o usa e seus hábitos de uso, que ninguém pensa sequer 2 vezes quando o usa) para procurarem a origem da Internet e a sua evolução ... e o quanto já é possivel registar e validar do seu uso ... ou pensam que o "Big Brother" é apenas um programa copiado de uma qualquer programação internacional e não existe ...

A regulação da internet EXISTE, é no entanto invisivel. Vou dar um exemplo:

Se escrever neste post BIN LADEN, posso-vos GARANTIR que este post está a ser filtrado pela NSA e monitorado por sistemas automatizados que o fazem sem qualquer intervenção humana.

E com isto, este blog passa a ser monitorado automáticamente e verificado sem que ninguém o saiba, e sem qualquer esforço. E isto posso garantir.

Acredite quem queira, quem me conhece sabe do que falo (o Bruno por exemplo) que se controla mais que se pensa.

Não é necessário controlo na blogosfera, legislado e aprovado. Afinal de contas, os "donos" do Blog podem fazê-lo e moderando e aprovando os posts antes de colocados online.

E já agora deixo o repto, sabem qual a dificuldade de "hackar" o servidor do Sapo (mais uma palavra chave que inclusivé a PT verifica sem que se saiba pelo público de uma forma automática). Apenas o tempo e paciência de quem sabe fazê-lo. E olhem que não custa assim tanto.

Mais dificil era entrar nos servidores do Pentagono. FEITO. Mais ainda nos da NASA. FEITO.

Mais ainda o deveria ser da NSA. FEITO.

Aliás, pesquisem no dito google pelo autor do, para mim famoso, "Hackers Manifesto" (ora aí está mais 2 palavras chave que em conjunto dão direito a um alarme silencioso num determinado servidor), leiam o mesmo e digam-me que não concordam com esta "anarquia"

A Web pode e deve ser regulada pelos seus utilizadores, claro que deve e é regulada pelas entidades financeiras para garantir os seus mercados neste mundo vitual, e claro existe legislação para regular todo e qualquer conteúdo.

Mais um repto, pesquisem por um certo e determinado blog que acusava um certo e determinado presidente de junta de tudo e mais alguma coisa, que foi encerrado pelo seu provedor (Internet Provider) pelo seu uso e abuso que o tribunal entendeu a favor do referido presidente de junta, queixo-so num processo legal. O original fechou e não mais pode ser usado ... o novo está online e estará.

E assim deve permanecer ...

Se um determinado comentário é deixado em forma anónima, tem o seu peso, e se, os usuários do Blog o ignorarem, assim se manterá.

Vou deixar mais um repto, para "nós" que somos Social-Democratas: Escrevam um comentário no blog do Sr. Pedro Santana Lopes, o seu "pessoal" e que não seja a seu favor e garanto que não será publicado.

É necessário mais regulação que aquela que qualquer um pode efectuar directamente na blogosfera? Ou em qualquer forum, que tenha regras publicadas, mesmo sem os posts moderados, os quais podem ser "censurados" pelos moderadores ou encerrados? E os utilizadores abnidos. E caso se registem novamente fácilmente verificados e de novo banidos?

Devia-se sim, legislar para prender funcionários públicos, com cargos de poder que lesam todos os Portugueses, todos os dias, e são tratados de forma impune, isso sim.

A Blogosfera, os fóruns, os Newsgroups, locais de acesso público alojados em certos e determinados servidores não devem nem podem ser sujeitos a esse escrutinio. Censura ?

Quero ver quando a Google colocar os seus servidores no MAR em barcos, sem legislação para regular os mesmos, quem vai fazer algo? Ninguém, e assim se deve manter.

A internet é controlada, mais do que pensam, e cada "proprietário" do seu espaço é livre de fazer o seu control por regras que o mesmo pode definir ... se não em um servidor de blogs do Sapo, mudem-no para outro, ou montem o seu próprio. Uma coisa boa da NET, existe software open source que chegue para tudo, e se falta algo, amigos, é open source, alterem-no à vossa vontade e coloquem-no online. Se calhar ainda ganham dinheiro com isso.

Possuo um forum que está online há anos ... e a publicidade pagava o seu alojamento ... hoje paga parte da minha vida ... e não digo mais.

Cpts,

Marco Mendes


De Marco Mendes a 24 de Setembro de 2008 às 01:30
Lamento monopolizar o tema, com 2 tópicos seguidos, e aproveito para indicar que existem alguns (bastantes) erros ortogáficos no post anterior devido à veloicidade com que "teclo"...

Fica o Manifesto original. Leiam, ponderem e não podem deixar de concordar.

Deixo mais um repto, "googlem" o autor, e podem ver quem é, o que faz hoje em dia e o que defende. Se quiserem usem mais um "icone" de hoje, que é a wikipedia, pelo seu Nick chegam lá. E afinal de contas não é um assassino ou um Vale e Azevedo ... ooops, não devia ter exercido o meu direito de opinião na Net em realão a esse "senhor" ... se calhar este post deveria ser regulado por alguma lei ...

___________________________________

" The Hacker Manifesto

by
+++The Mentor+++
Written January 8, 1986

Another one got caught today, it's all over the papers. "Teenager Arrested in Computer Crime Scandal", "Hacker Arrested after Bank Tampering"...

Damn kids. They're all alike.

But did you, in your three-piece psychology and 1950's technobrain, ever take a look behind the eyes of the hacker? Did you ever wonder what made him tick, what forces shaped him, what may have molded him?

I am a hacker, enter my world...

Mine is a world that begins with school... I'm smarter than most of the other kids, this crap they teach us bores me...

Damn underachiever. They're all alike.

I'm in junior high or high school. I've listened to teachers explain for the fifteenth time how to reduce a fraction. I understand it. "No, Ms. Smith, I didn't show my work. I did it in my head..."

Damn kid. Probably copied it. They're all alike.

I made a discovery today. I found a computer. Wait a second, this is cool. It does what I want it to. If it makes a mistake, it's because I screwed it up. Not because it doesn't like me... Or feels threatened by me.. Or thinks I'm a smart ass.. Or doesn't like teaching and shouldn't be here...

Damn kid. All he does is play games. They're all alike.

And then it happened... a door opened to a world... rushing through the phone line like heroin through an addict's veins, an electronic pulse is sent out, a refuge from the day-to-day incompetencies is sought... a board is found. "This is it... this is where I belong..." I know everyone here... even if I've never met them, never talked to them, may never hear from them again... I know you all...

Damn kid. Tying up the phone line again. They're all alike...

You bet your ass we're all alike... we've been spoon-fed baby food at school when we hungered for steak... the bits of meat that you did let slip through were pre-chewed and tasteless. We've been dominated by sadists, or ignored by the apathetic. The few that had something to teach found us willing pupils, but those few are like drops of water in the desert.

This is our world now... the world of the electron and the switch, the beauty of the baud. We make use of a service already existing without paying for what could be dirt-cheap if it wasn't run by profiteering gluttons, and you call us criminals. We explore... and you call us criminals. We seek after knowledge... and you call us criminals. We exist without skin color, without nationality, without religious bias... and you call us criminals. You build atomic bombs, you wage wars, you murder, cheat, and lie to us and try to make us believe it's for our own good, yet we're the criminals.

Yes, I am a criminal. My crime is that of curiosity. My crime is that of judging people by what they say and think, not what they look like. My crime is that of outsmarting you, something that you will never forgive me for.

I am a hacker, and this is my manifesto. You may stop this individual, but you can't stop us all... after all, we're all alike. "

____________________


De Marco Mendes a 24 de Setembro de 2008 às 01:49
Mais ... (e lá estou eu a monopolizar este espaço)

Quantos de vós, habituais utilizadores e comentadores deste espaço, leram toda a proposta de resolução do parlamento europeu sobre a concentração e o pluralismo nos meios de comunicação social na União Europeia, a sua exposição de motivos e os restantes pareceres?

E o resultado da votação.

Pois percam uma imensidade de tempo a ler tudo e verão a hipocrisia de tudo isto ...

Aguardo comentários, certo que virá aí polémica e comentários contraditórios com o meu, devidamente fundamentados, por vós, livres pensadores que vão, com toda a certeza, o vosso comentário.

E se vos tirarem, ou regularem esse direito ...

E se, por algum acaso se decrete que as manifestações devem ser banidas, uma vez que atentam com ... sei lá eu o Q.

E se Hugo Chavez fosse presidente de Portugal? (bem, esta pergunta é bonus, pois se calhar com ele não havia tantos assaltos a bancos, nem outros atentados aos nossos direitos ...)

Nota: Este ultimo comentário é o acumular do sarcásmo dos restantes posts ... perdão ;)


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.