Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008
Eles fazem bem?

 

Amanhã realiza-se o primeiro debate da plataforma política de Passos Coelho com o tema "Produção, consumo e eficiência energética para a próxima década em Portugal".

 

A Dra. Manuela Ferreira Leite não irá, por questões de agenda. Fez bem?

 

E Passos Coelho? Faz bem em promover estes debates?

 

 



uma psicose de Diogo Agostinho às 11:13
link directo | psicomentar

20 comentários:
De José Baptista a 19 de Setembro de 2008 às 11:42
A minha humilde oinião é que nem Passos Coelho devia ter lançado a dita plataforma nem Manuela Ferreira Leite lá deve estar.

O PSD tem uma líder e é a essa pessoa que cabe dirigir o partido e coordenar toda a estrutura. Usar o nome do partido para feitos pessoais já é demasiadamente óbvio!

Recebi um convite para estar presente na primeira sessão: não irei. Não faria sentido!

Abraço


De jfd a 19 de Setembro de 2008 às 11:52
O que não faz sentido é a forma como o assunto está colocado no post , o que me deixa profundamente irritado.
Assim como a resposta do Zé.
Protagonismo pessoal? Nome do partido? Dirigir o partido?
Alguém está com alguma coisa por resolver...
Esta é a minha humilde opinião.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

O que não faz sentido é a forma como o assunto está colocado no <i>post</i> , o que me deixa profundamente irritado. <BR>Assim como a resposta do Zé. <BR>Protagonismo pessoal? Nome do partido? Dirigir o partido? <BR>Alguém está com alguma coisa por resolver... <BR>Esta é a minha humilde opinião. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Humpft</A>


De Nélson Faria a 19 de Setembro de 2008 às 11:54
Todas as pessoas são livres de fazerem o que quiserem.

O objectivo de PPC de promover este ciclo de debates é marcar um pouco a agenda (lembrem-se que esta plataforma nasce por nenhum "passista" ter sido incluído na direcção do ISC).

Mas que todas as oposições internas se destacassem por este tipo de iniciativas.

Quanto à indisponibilidade, já o tinha escrito no meu blog quando a questão surgiu e volto a dizer: faz mal em não aceitar. Era uma boa oportunidade de "pacificar" um pouco as hostes.


De Nélson Faria a 19 de Setembro de 2008 às 11:55
O último parágrafo refere-se à presidente do psd, entenda-se.


De jfd a 19 de Setembro de 2008 às 11:56
Estás tão engano no que toca ao ISC . . .
Mas pronto, tu é que és o homem dos almoços.


De Nélson Faria a 19 de Setembro de 2008 às 12:19
Não é preciso almoços jfd... é só estar atento ao que PPC diz nesta entrevista ao EXPRESSO:

Disse que estava disponível para participar nesses movimentos e fiquei a aguardar uma decisão da direcção relativamente ao papel do Instituto Sá Carneiro. Não faria sentido duplicar coisas, funções, objectivos. Como essa definição tardou um bocadinho, entendi que devia avançar com a Plataforma Construir Ideias: reunir um conjunto de gente que, de forma regular, reflectisse e construísse ideias estratégicas para futuro, respondendo a um vazio.

http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/393265


De João Marques a 19 de Setembro de 2008 às 12:21
Eu acho que faz bem em não ir, e que Passos Coelho faz mal em criar Think Buses (não me venham cá com histórias de tanques em Portugal) à revelia da direcção. Não é porque tenha de dar explicações da sua actividade à nacional, era o que mais faltava. É antes por estarmos num período de grande turbulência do partido, em que qualquer sinal de um dos protagonistas das últimas eleições internas é visto como oposicionista e preparatório de futuros assaltos ao poder.
Diga-se o que se disser, podemos ser inocentes e acreditar na bondade desta iniciativa, mas todos sabemos que, lá no fundo, ela só serve para materializar a velha (nova) táctica de que, na política, só existe quem aparece.

Se PPC quer trabalhar em prol do partido e de Portugal que arregaça as mangas, porque não falta que fazer neste ano de eleições.

Imaginem se Menezes lança-se um Think Bus, o que é que achavam?

P.S.: Será que propôs esta iniciativa no Conselho Nacional? Não tinha que o fazer, mas ficava-lhe bem.

Mas, é só uma opinião.


De João Marques a 19 de Setembro de 2008 às 12:22
Perdão "se Menezes lançasse" (erro de principiante).


De Filipe de Arede Nunes a 19 de Setembro de 2008 às 12:25
Creio que a minha posição pessoal nas últimas eleições é conhecida: votei com profunda convicção em Manuela Ferreira Leite.

Tal facto não implica, no entanto, que desdenhe a mais valia que a discussão de ideias pode trazer ao PSD. Eu não fui convidado - é o que acontece a quem não tem votos na política tirando o seu - mas se tivesse sido, até acho que gostaria de ir. O PSD tem de pensar, e creio que este movimento pode ser um instrumento ao serviço do partido e do país.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes


De Nélson Faria a 19 de Setembro de 2008 às 12:28
João,

Foi apresentado no Conselho Nacional desta forma:

No Conselho Nacional, foi anunciada a criação do tal think-tank de Passos Coelho, que este assume ao DN ser "um instrumento para colocar ao serviço da Comissão Política Nacional". Segundo o ex-deputado, "não devemos acreditar em vitórias eleitorais assentes na queda dos outros. O PSD não pode ter uma vitória de Pirro em 2009, tem que saber o que quer da sociedade".

Filipe,

estamos todos convidados. Eu, infelizmente, não poderei ir, mas a iniciativa está aberta a todos os militantes. Subscrevo inteiramente a tua posição.

Vejo e leio a malícia e o oportunismo nesta iniciativa, mas que todas as oposições se comportassem desta forma frontal e honrada.


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.