Quarta-feira, 18 de Julho de 2007
3º Debate do PsicoLaranja

Bem sei que 6 artigos em 3 dias é uma violência mas tinha de realçar o seguinte:

1 – É o terceiro debate do Psico em pouco mais de 3 meses
2 – Para o Psico a formação de quadros é essencial à política
3 – Rumamos a uma nova era de interactividade no Psico. Tal como no processo de revisão do programa do PSD, avançamos com as chamadas “perguntas à distância”: quem não puder estar presente no nosso 3º debate, deixe aqui a sua pergunta sobre os seguintes temas:

a) aproximação entre eleitos e eleitores
b) redução do número de deputados
c) círculos uninominais
d) redefinição dos debates em Plenário
e) trabalho das Comissões Parlamentares
f) estatuto do deputado (faltas, suspensão de mandato, incompatibilidades…)


uma psicose de Paulo Colaço às 04:15
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 08:29
link directo | psicomentar

20 comentários:
De Paulo Colaço a 18 de Julho de 2007 às 04:21
Tema: "Reforma do Parlamento"
Oradores: Luís Rodrigues (Deputado do PSD eleito pelo Círculo de Setúbal) e Carlos Filipe Mendonça (Jornalista do Jornal de Negócios)
Moderador: Nuno Matias (Presidente da CPD/JSD-Setúbal)
Data: 19 de Julho
Hora: 21.30 h
Local: Almada, Anfiteatro dos Bombeiros Voluntários de Cacilhas (Frente à Lisnave)
Organização: Psicolaranja e PSD/Almada
Contacto: Bruno Ribeiro (914751046)


De Bruno a 18 de Julho de 2007 às 11:14
Eu cá não mando perguntas à distância porque vou lá estar de certeza!!!


De Mendonça a 18 de Julho de 2007 às 12:32
Vejam lá não me lixem a carreira! :)


De Bruno a 18 de Julho de 2007 às 12:45
Mais ainda do que já está? (brincadeirinha)

Um grande abraço para o Mendonça, um agradecimento pela disponibilidade e um desejo de que mantenha o nível das suas participações a sul do Tejo ;)


De Margarida Balseiro Lopes a 18 de Julho de 2007 às 15:01
Eu também lá estarei. Tendo este painel e esta organização(!) será certamente um grande debate!


De paa a 18 de Julho de 2007 às 15:09
Boa ideia as perguntas à distância.
Perrgunto qual é a opinião dos oradores acerca dos salários dos deputados (e da política em geral).

Se os deputados ganhassem menos, e acumulassem com os seus empregos, só os verdadeiramente motivados é que lutavam pelos lugares no parlamento.
Deviam ter técnicos capazes para preparar o trabalho escrito, as audiências, etc, e limitavam-se a dar a cara pelas posições do partido.


De Pedro Azevedo a 18 de Julho de 2007 às 16:57
É através destas iniciativas que se promove o juízo crítico sobre as questões do momento. Vamos todos estar presentes e participar em mais esta inciativa do PSD/JSD/Psicolaranja.


De Marta a 18 de Julho de 2007 às 17:02
Se os Deputados ganhassem menos, mais seriam os que vão ao Parlamento defender os interesses dos grupos económicos. Um salário elevado sempre vai garantindo alguma independência e não restringe o acesso às classes baixas. A seriedade não se mede pelos número de zeros no rendimento.

A minha pergunta para o 3º Psico-Debate é a seguinte:
- Face aos processos contra autarcas que se acumulam nos nossos tribunais, não posso deixar de questionar a idoneidade dos representantes do povo e como tal pergunto aos oradores até que ponto consideram necessária a existência de Imunidade Parlamentar a que estão sujeitos os Deputados da AR.


De big mamma a 18 de Julho de 2007 às 17:26
O que acham do funcionamento em duas Camaras: a alta (senado) e a baixa (eleita em sufrágio)?

A alta representava as forças vivas do pais (sectores ecomonicos, profissoes, areas do pensamento, antigos politicos, autarcas, regiões do pais) e a baixa equivalia ao actual parlamento.


De jfd a 19 de Julho de 2007 às 13:36
Desejo um excelente terceiro debate e obrigado pela possibilidade de participação diferida, virtual ;)
Aqui ficam os meus 2 tostões:
Tendo em conta a noticia "AR: deputados vão ter assistente individual" em http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=286786
Tenho o seguinte comentário:
Acredito que se esta noticia conseguir bater o crivo da silly season, será alvo de uma enorme demagogia. Ora eu concordo com a medida. A AR é um órgão de Soberania Nacional e como tal deve ser defendido e respeitado!!! Terá certamente de ter ao seu dispor todos os recursos necessários ao seu correcto funcionamento.
Inclusive pelos senhores e senhoras Deputados. É neles que começa o respeito pela AR. A Soberania da AR.
Gostaria de ver Deputados/as dedicados a 100% ao parlamento, com exclusividade e vencimentos compatíveis com esta condição. Não nos vamos perder por tostões nem ser falsos moralistas. A dotação orçamental da AR tem de ser compatível com o papel que representa. Mas também, todos os intervenientes têm de a respeitar. Que seja dado um simples e importante passo; a plena assiduidade.
Obrigado,
JFD


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.