Terça-feira, 26 de Setembro de 2006
Preservar: sim ou não?


Um artigo de Adriana Neves

 

 

 

 

De acordo com o Diario de Noticias, os jovens turistas cada vez mais preferem fast food! Citando o jornal: "Em zonas como o Rossio, a Baixa ou o Terreiro do Paço, os hambúrgueres, as baguetes e as pizzas tomam conta dos almoços e jantares de grande parte dos turistas que visitam a capital. Comida típica portuguesa só no prato dos vistantes mais experientes e com maior poder de compra."
Perante tal noticia so me resta pensar que nos estamos a tornar no paraiso do fast food.Onde esta o nosso orgulho em preservar as nossas tradiçoes ?
É de lamentar que o povo portugues so saiba defender a cor da bandeira durante os campeonatos de futebol e não defenda sempre as suas tradiçoes culturais ou gastronómicas. Contudo tambem é de lamentar que por parte das entidades competentes nem sempre haja os incentivos necessarios.
Bem com tanto fast food pouco falta para nos tornarmos uma colonia gastronomica americana!Qualquer dia ate pensam que os nossos pratos típicos sao: o hamburguer ou a baguete de atum....



uma psicose de Paulo Colaço às 23:29
editado por Essi Silva em 20/12/2012 às 11:48
link directo

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.