Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Lá vai Lisboa... parte III

Paulo Colaço, 28.06.07
Um artigo de Sandra Pimentel
 
 
“Delirante, ácido e bem-humorado: eis o psicolaranja!Seguiremos de perto a insanidade que lavra na política nacional, sem esquecer que o Mundo também não anda a tomar os comprimidos…”

Foi assim que começámos. É esta, portanto, a nossa missão.

E por falar em insanidade, nos dias que correm, só podemos falar das eleições intercalares para a CML.
Últimos desenvolvimentos...

Maria José Nogueira Pinto disponibiliza-se a ajudar Telmo Correia na campanha e depois aparece na campanha de António Costa. É convidada em público para trabalhar a partir de dia 16 de Julho com o ex-ministro socialista, com direito ao beijinho da praxe para a fotografia.
Bem, que comentário nos merece?
Costuma dizer-se que a vingança é um prato que se serve frio. Parece que a Zézinha não deixou esfriar grande coisa... Terá este arremesso político consequências nefastas para os resultados do CDS?

Há um cartaz nas ruas do Concelho que diz “Houvessem mais Zés”. Bem, houvessem mais Zés e o buraco financeiro da Câmara seria ainda maior! E imaginem quantos estaleiros espalhados pela cidade com as obras embargadas... O voto em José Sá Fernandes é a maior prova de insanidade desta cidade!

Depois temos Fernando Negrão, que optou pela via cómica para ganhar o riso dos cidadãos. Sim porque com tantas gafes não lhes ganha a confiança de certeza! Basta perceber que quem se candidata à capital do país pelo maior partido da oposição e não sabe o que é o IPPAR, a EPUL e a EPAL, à partida, está condenado.

Quem é que perde? Claramente, Lisboa.
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.