Terça-feira, 4 de Junho de 2013
Pilhagem em Lisboa




Não é por falta de interesse ou desalento que me tenho ausentado da caixa e posts do Psico. Mas o tempo, infelizmente, não tem sido generoso.
Ainda assim, hoje algo fez click e deixei de conseguir conter a revolta que existe em mim.

É que para além de notícias sobre cabos da PT e tampos de esgoto a desaparecerem, pegou uma nova moda perigosa em Lisboa: a pilhagem de metais.

Passo a explicar - no bairro dos actores, são visíveis em todos os quarteirões, portas de edifícios sem pegas/puxadores, desaparafusadas ou partidas.

Os roubos decorrem em pleno dia ainda que ninguém veja ou reporte a situação no momento. Hoje contei 5 prédios no meu bairro - incluindo o prédio da empresa familiar e o dos meus avós, onde até um corrimão levaram - mas o fenómeno não se fica pelo Alto do Pina. Visíveis são os efeitos também por volta da Praça de Londres e até na Av. Gago Coutinho.

É lamentável pagarmos impostos e nem direito à propriedade privada termos. Sim, porque policia a patrulhar esta zona de Lisboa, de dia ou de noite, é coisa rara nunca vista. E quem consegue fazer isto, em PLENO DIA, também conseguirá ultrapassar as portas de casa dos nossos pais e avós, já que as zonas em causa são maioritariamente habitadas por idosos.

Quanto a mim, já estou a preparar uma moção para apresentar na Assembleia da minha freguesia. Mas numa cidade como Lisboa, ver acção policial é frequentemente só uma miragem.
Será agora altura de implementar a larga escala o sistema de CCTV?

uma psicose de Essi Silva às 00:10
link directo | psicomentar

6 comentários:
De k. a 4 de Junho de 2013 às 10:37
cctv - Apesar de eu ser favorável à ideia, não é nenhum milagre

Em primeiro lugar, porque instalas milhares de camaras que rapidamente irão gerar milhares de horas de video que alguem tem de visionar - e isso tem custos, além de que não é liquido que consigas identificar quem faz isto (literalmente, se a luz nao for boa ou a definição da camara for pobre, nao ves nada)

Actualmente se fores a esquadra para pedires para policiarem estas zonas, eles dirão "temos algo mais importante para fazer"
Com camaras, a resposta seria "temos algo mais importante para visionar"


A resposta? Bem, as pessoas roubam metais porque estes têm valor comercial, e temos de por comida na mesa... Arranja trabalho para essas pessoas, que logo verás como a tua rua fica melhor preservada

|

De Essi Silva a 4 de Junho de 2013 às 11:41
CCTV - percebo o ponto, embora ache que com equipamento adequado pode auxiliar mais.

Quanto ao roubo... Não estás sinceramente a defender o roubo em detrimento do trabalho? É que trabalho existe sim. Mas lá está, ganhar dinheiro por uma via honesta nem sempre é fácil.

|

De k. a 4 de Junho de 2013 às 14:15
Não defendo o roubo em vez de trabalho; Mas é facil falar, em desespero, muitas pessoas honestas perdem os seus escrupulos - dizer "vão trabalhar" é facil, mas a taxa de desemprego está em 17%..



|

De Essi Silva a 4 de Junho de 2013 às 15:59
Pois, pois. Por isso é que é difícil encontrar empregada de limpeza para o negocio da Familia...

|

De k. a 4 de Junho de 2013 às 16:25
Aumenta o salário oferecido... ou por haver mais desemprego, as pessoas têm de se sujeitar a tudo?


http://emprego.trovit.pt/emprego-empregada-domestica-em-lisboa,-lisboa


Come on, consegues melhores argumentos que esses, certamente!




De Essi a 4 de Junho de 2013 às 17:07
Pois. Mas o salário actual é superior ao esforço, o que compensa bem e mesmo assim há quem não queira. :/ ou então fazem mal o trabalho!


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.