Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Menezes e o Porto

Essi Silva, 21.02.13
Mais do que qualquer outro candidato, a opção de Menezes para o Porto está a causar alguma polémica. Mais do que aquela, que se plasma na Comunicação Social - porque esta também é bem untada - e que reflecte a intolerância do mesmo; tem havido um burburinho muito grande pelos lados da Invicta.

Até aqui, nada de novo.

Mas o que me chateia, é que tenho um grande respeito pelos homens do Norte e embora tenha ouvido muitas críticas à escolha do candidato, às consequências de uma candidatura contra tudo e todos, são poucos aqueles que no seio do partido têm coragem de discordar publicamente da opção.

Sempre pensei que os Homens do Norte tivessem a coragem que lhes valeu à cidade o título inigualável de Invicta, na resistência que fizeram aos absolutistas.
Mas isso é passado. Agora reina o partidarismo e não a liberdade, especialmente, de consciência.

Zelará pela CM o meu querido Garrett, que poucos sabem que nasceu na cidade e ainda menos se lembram que foi um dos grandes a fazer parte do Batalhão Académico, que teve parte no Desembarque do Mindelo, mas sobretudo no Cerco do Porto.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.