Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

O nojento pseudo-moralismo de Ana Drago

Miguel Nunes Silva, 05.02.13

Em que é que o Bloco acredita?

- na culpa por associação;

- na inversão da presunção de inocência para 'culpado até prova de inocência';

- na conspurcação do bom nome das pessoas;

- na demonização dos ricos e dos bancários, na demonização da direita.

 

 

A Ana Drago e o Bloco de Esquerda são uma vergonha para a política Portuguesa. A falsa autoridade moral, o riso de quem estupidamente julga que fazer generalizações discriminatórias é uma vitória.

 

Interessante como os partidos que se declaram como defensores da liberdade, são tão bons no assassínio de carácter...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Miguel Nunes Silva 06.02.2013

    Com uma grande diferença: o PSD tem a coragem de cortar e defende responsabilidade orçamental há décadas, o PS não. O PS e a esquerda querem endividamento entrópico.


    "deve estar acima de qualquer suspeita, legal, e*tica ou de idoneidade professional, o que – com razoes ou sem elas - nao e* o caso do Franquelim Alves"

    Porque não? Ele foi provavelmente mais escrutinado que muitos outros profissionais da banca.
    Mas talvez o BE deva oferecer um nome próprio para o lugar, como exemplo. Quantos banqueiros e gestores é que militam no Bloco, mesmo? Pois...


    O descuido de que falas justifica-se apenas no parecer mal mas não ser mal. Ou seja, o que tu defendes é a governação pelas aparências. És outro socratino que tal como o Bloco só se preocupa com a cosmética...


    "E* melhor suprmir a minha liberdade de expressao para nao manchar o bom nome das pessoas."

    É com estas palhaçadas que se vê bem a razão que tu tens.... nenhuma...


    "nenhum processo judicial foi movido contra o senhor Franquelim, pois nao?"

    Não, mas a esquerda quer que ele seja tratado como se tivesse sido...


    "Isso a mim parece-me o funcionamento normal da democracia"

    O que ela disse, o que deixou implícito etc é bem pior do que aquilo que ela fez. Eu não argumentei contra chamar seja quem for à AR. Argumento contra o que ela diz - o que sim é ignóbil e nojento.


    Quando eu generalizo, tenho razões para generalizar. Quem chama os políticos de gatunos merece ser chamado de ralé. Alguma plataforma de esquerda alguma vez criticou uma manifestação que seja? Porquê, porque são carneirada, estão para além da crítica?!!

    Não sei se foi a ti ou ao grilo quem desafiei - precisamente por causa das acusações de demonização da esquerda - a que me apresentasse quem à esquerda defende a austeridade ou quaisquer cortes no sector social; fiquei sem resposta até hoje...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.