Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

A Câmara de Viana do Castelo vai para... Daniel Campelo

Ricardo Campelo de Magalhães, 01.02.13

 

Note-se que nesta última sondagem pedia-se que se considerasse um candidato como o candidato "oficial" do PSD e do CDS - o que naturalmente justifica o estranho salto de 5% para 13% do candidato assim apresentado.

Daniel Campelo - que é da mesma área política - é apresentado como "independente" com o objectivo de desvalorizar a sua votação.

E mesmo assim...

 

Esta notícia é coincidência? Não me parece.

Daniel Campelo e o PSD têm em seu poder estas sondagens. Mostram como já é grande a vantagem para os restantes potenciais candidatos à Câmara de Viana do Castelo. Daniel Campelo tem tudo consigo: imagem pública forte, uma câmara vizinha que deixou com 14M de Euros em Depósitos a Prazo e especialistas QREN ao dispor... e os Vianenses sabem que precisam disso.

No fim, Daniel Campelo será o candidato do CDS e do PSD.

Uma pequena vitória numa noite que dificilmente correrá bem ao actual governo.

 

Últimas Notícias, segundo a Rádio Geice (uma rádio local):

O PSD de Viana do Castelo está dividido no que toca à escolha do nome que vai encabeçar a lista candidata à autarquia vianense. Isso mesmo ficou patente no plenário de militantes realizado na noite desta sexta-feira e que, ao fim de 5 horas de discussão, terminou sem qualquer conclusão imediata, sendo que a decisão deverá agora caber à Comissão Nacional dos social-democratas.

 

Em causa estão duas potenciais candidaturas: uma liderada por Eduardo Teixeira que, enquanto presidente da Distrital, pediu para que este plenário fosse convocado; a outra, de coligação, liderada por Daniel Campelo, do CDS-PP, que aliás acaba de abandonar o cargo de Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural. Ao que a Geice apurou, se é certo que a candidatura de Eduardo Teixeira foi aprovada no final do verão passado pela concelhia vianense, também é certo que, desde então, alguns dados novos foram introduzidos e geraram esta mudança de estratégia.

 

De acordo com aquilo que teria sido revelado no plenário, em causa estão duas sondagens realizadas por uma empresa credenciada a pedido da Comissão Política Nacional do PSD e que apontam para uma votação em Eduardo Teixeira, numa lista de coligação, nunca superior a 14%. Um valor que teria sido considerado por dirigentes e militantes do PSD como “desastroso” e “suicida”. Em face dos resultados desse estudo de opinião e dada a aparente disponibilidade de Daniel Campelo em encabeçar uma candidatura, a Comissão Nacional do PSD terá transmitido aos dirigentes distritais e concelhios que a estratégia deveria ser repensada e não seria homologada a candidatura de Eduardo Teixeira, apesar do seu nome já ter sido indicado há 4 meses.

 

Apesar de vários militantes solicitarem ao deputado vianense repense a sua intenção de se candidatar e de afirmarem que ainda está a tempo de se “retirar com toda a honra, mantendo apenas o seu meritório trabalho como deputado”, Eduardo Teixeira desvaloriza as críticas e as sondagens e mantêm a intenção de ser candidato. Já a concelhia do PSD, liderada por Carlos Morais Vieira, defende que os social-democratas devem avançar em coligação com o CDS, numa lista liderada por Campelo, por entender que atualmente é o único nome com capacidade para levar à derrota dos socialistas, há cerca de duas décadas no poder na autarquia vianense. Uma corrente que, aliás, vem sendo defendida por inúmeros militantes do PSD e para os quais “é preciso que o partido ouça as vozes anónimas da população”, até porque nas mesmas sondagens Campelo surge sempre à frente de José Maria Costa nas intenções de voto. Face a este impasse que divide a vontade da concelhia em ganhar a Câmara, mesmo que em coligação, e a insistência de Eduardo Teixeira em querer encabeçar a lista, mesmo que partindo para a corrida extremamente fragilizado, parece não restarem muitas soluções para resolver o problema. A decisão caberá agora à Comissão Nacional do PSD.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.