Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

A pergunta que interessa

Paulo Colaço, 09.01.13

Noticiam os jornais online que uma deputada do PS foi apanhada a conduzir com álcool a mais no sangue.

A senhora chama-se Glória Araújo e, refere o Público que conduzia com um nível de álcool "bem acima do limite a partir do qual esta infracção é qualificada como crime".

Depois disto, a pergunta que se coloca não é "será que esta senhora tem imunidade para isto?" mas sim "Glória quê?!".

Esta senhora é deputada desde 2005 e o país só agora sabe que ela existe.

Tudo isto porque nos vieram dizer que ela bebe e depois conduz!

Estas situações (termos deputados desconhecidos) dá força aos que defendem ideias de eficácia ou consequências duvidosas como círculos uninominais ou a redução do número de deputados. 

Felizmente para esta senhora, foi eleita pela primeira vez antes da aprovação da Lei da Paridade...


2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paulo Colaço 09.01.2013

    João Paulo, o episódio interessa-me pouco.
    O que ele revela é que me parece grave.
    Quanto às tuas perguntas:
    a) regionalização - ainda não me conseguiram explicar os seus benefícios. Acho que Portugal já está regionalizado mas as diversas regiões não batem certo umas com as outras (administração de saúde, regiões de turismo, mapa judiciário, distritos, etc).
    A verdadeira revolução seria coadunar tudo isto e meter toda a gente a funcionar em rede. Se isso for a regionalização, alinho!

    b) listas em que o eleitor ordena os candidatos - sou grande apoiante disso.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.