Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012
Crónicas de um jovem sem futuro (XIV)

O governo vai por fim a dois feriados e já escolheu o 5 de Outubro e o 1 de Dezembro. Ao Soares custa muito a engolir. Ao PSD parece de enorme consciência. A mim parece-me que perdemos todos o tino. Portugal tem 14 feriados nacionais (contando com o Carnaval). Destes 14 feriados, apenas 5 são civis, os restantes 9 são religiosos. 

 

Vai daí, porque é essencial à produtividade nacional, o governo decide acabar com dois dos cinco feriados civis, 5 de Outubro e 1 de Dezembro. Prefere manter o 10 de Junho, possivelmente porque faz melhor tempo e a malta sempre prefere os feriados no Verão para ir a banhos... Já que aquilo que se celebra a 10 de Junho poder ser celebrado em qualquer outro dia do ano, por exemplo (e porque não) a 1 de Dezembro...

Por outro lado este país laico continuará a ter 7 feriados religiosos que no fundo são celebrados apenas pela parte da população que é católica. Porque? Porque se pode abdicar da clebração da Restauração da Independencia porque hoje já não se coloca a questão da soberania, mas é importante continuar a celebrar o nascimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo dois milénios volvidos...

 

Feriados como o dia de todos-os-santos ou o dia de Imaculada Conceição continuarão a merecer honras de feriado, enquanto a data que assinala a reconquista da nossa independência será passada a labutar, que é para todos os dias nos lembrarmos que o custo da independência (quase 400 anos volvidos) é esse mesmo... É trabalhar mais e ganhar menos que os espanhóis... 

 

No dia em que o embaixador alemão em Portugal nos diz que os alemães trabalham muito menos que os portugueses, continuamos a adoptar medidas para que trabalhemos ainda mais. Pobres portugueses a trabalhar noite e dia para que se resolva a crise económica e a falta de competitividade. Um dia, os políticos perceberão que para resolver o problema não é necessário obrigar os portugueses a trabalhar mais mas antes a produzir produtos com mais valor. Esperemos que não leve muito tempo...



uma psicose de Rui C Pinto às 13:15
link directo | psicomentar

4 comentários:
De ogrilofalante a 27 de Janeiro de 2012 às 15:15


De IT a 30 de Janeiro de 2012 às 11:06
O Rui não sabe, mas os «feriados religiosos» não são só para católicos. O Natal e a Páscoa são para todos os cristãos, mas se quisermos ser honestos, o Natal é a celebração do solstício de Inverno; e a Páscoa o equinócio da Primavera e o Ano Novo persa (as mesas de páscoa em Portugal são idênticas às do nauruz) -Cristãs, ou cristianizadas?

O dia de Todos os Santos é o Samain -o dia dos antepassados e comemora-se há mais de 3.000 anos!

A Imaculada Conceição parece muito catolicismo moderno, mas o culto da Grande Mãe é muito antigo em Portugal (Serra de Aire- Eire).

Resultado: o seu laicismo apenas prova que a história dos tempos longos (mentalidades) não é muito conhecida.

Tem total razão numa coisa: não é com cortes nos feriados que se produz mais, É COM MELHOR GESTÃO! Gestores capazes precisam-se; elites precisam-se

|

De Rui C Pinto a 30 de Janeiro de 2012 às 11:16
Obrigado pelo comentário, IT.

Não sou um conhecedor da História, como bem sabe. E o seu comentário acrescenta novas dimensões ao que escrevi.

O que lhe parece a celebração do solstício de Inverno e do equinócio da Primavera por comparação à celebração de datas civis contemporâneas? Isto é, faz sentido a sua celebração nos dias de hoje? O cristianismo soube perpetuar essas datas sob novas designações, actualmente, o Natal já arrisca chamar-se a "celebração da família". Prevê esta evolução?

|

De IT a 31 de Janeiro de 2012 às 21:07
Rui a designação «Festa da Família» foi invenção dos republicanos de 1910, que proibiram o Natal, mas não puderam tirar o feriado- e a celebração- ao povo.

Nas sociedades urbanizadas e longe da natureza é facto que os equinócios e solstícios não têm grande visibilidade na vida das pessoas. Talvez devessemos reencontrar os ciclos da natureza? Interessante é que essas datas são comemoradas nas lojas maçónicas -mesmo nas frequentadas por ateus militantes. Interessante, não?


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.