Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012
Ventos de leste

 



uma psicose de Rui C Pinto às 17:01
link directo | psicomentar

4 comentários:
De ogrilofalante a 18 de Janeiro de 2012 às 18:41
Se isto assim continuar por muito mais tempo, é possível que em Portugal possamos ver este tipo de manifestações. creio já faltou mais do que falta. Depois não se queixem os senhores que estão ou andam nas "bordas" do poder.

|

De Rui C Pinto a 18 de Janeiro de 2012 às 18:57
Não sei o quer dizer com isso dos "senhores que estão ou andam nas "bordas" do poder"

|

De it a 18 de Janeiro de 2012 às 21:22
Os tipos do aventais, mais os seus (deles) apadrinhados!


De IT a 18 de Janeiro de 2012 às 21:29
Quanto ao problema com a Hungria -trata-se de ingerência nos assuntos internos de um país. A Constituição, agora aprovada, começa com «Deus proteja os hÚngaros», que é do hino nacional e que NEM OS COMUNISTAS PROIBIRAM!
A UE, QUE HÁ POUCO NOS IMPIGIA UMA CONSTITUIÇÃO QUE COMEÇAVA A HISTÓRIA DA EUROPA COM O ILUMINISMO -COMO SE ANTES NÃO HOUVESSE A CIVILIZAÇÃO INDO-EUROPEIA E O CRISTIANISMO.

Pois é: uma e outra falam de honra, lealdade «bons pensamentos, boas palavras e boas acções». O contrário da Europa actual, onde campeiam a TOTAL FALTA DE ÉTICA! Sabem quem foi o deputado mais votado na BRD? Tirem as ilacções...politicamente muuuuuito incorrectas.


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.