Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012
ASAE desrespeita os direitos mais básicos dos Consumidores

Público:

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica [ASAE] já apreendeu 240 mil litros de leite, desde que pôs em em marcha, na quinta-feira, uma operação de fiscalização nas grandes superfícies comerciais, para averiguar denúncias dos produtores sobre a prática de dumping (venda abaixo do preço de custo pago aos produtores).

Comentários:

  1. Modus Operandi. Para se averiguar a referida denúncia não era necessário a "apreensão" (é mais destruição, dado o prazo de validade...) do leite. A qualidade do produto não está em causa. Os hipermercados envolvidos só por este motivo, já têm razões para processar o Estado.
  2. Realidade do Desconto. Antes demais, o desconto praticado pelo Continente não é sobre o leite apreendido. O cliente paga a totalidade do Preço e se pretender o desconto terá de voltar em datas posteriores.
  3. Hábito da prática. Estas são práticas promocionais comuns no mercado. Tratando-se de “marcas brancas” outro objectivo será levar o consumidor à experimentação do leite comercializado com a marca do distribuidor (“cross-selling”). Por vezes, produtores também oferecem produtos com semelhante objectivo e não lhe chamam “dumping”.
  4. Orçamento de Promoção da Lactogal. A Lactogal tem gasto bastante em publicidade para convencer consumidores à compra do seu leite. Agora, como as promoções das “marcas brancas” aparentemente estão a ter melhores resultados (não deve ser leite da Lactogal…), fizeram queixa na ASAE. Maus perdedores! Se pudessem voltar atrás, provavelmente teriam usado grande parte desse orçamento para oferecer leite. É que, por exemplo, a oferta de 240 mil litros custaria-lhes apenas 72 mil euros. Quanto é que gastaram em publicidade??!
Mas na minha opinião isto são fait-divers. O que me choca mesmo é:
  1. Quem estava a perder. A haver alguém a queixar-se, deveriam ser os donos de pequenas superfícies que vendem leite. Não conseguem vender porque os supermercados vendem abaixo do custo a que compram nos produtores. São os maiores prejudicados e não me consta que sequer se tenham pronunciado.
  2. Quem perdeu mais. Obviamente os consumidores. Os mesmos que pagam dos impostos mais asfixiantes da Europa e obtêm do Estado benefícios dos mais baixos da Europa, vêm-se agora obrigados a pagar mais caro por um bem essencial!!! 
  3. Masoquistas. Se o Continente pagava 30 cêntimos e, para atrair consumidores, escolhia esse produto para vender mais barato, então vendia mais leite do que venderia em circunstâncias normais, pois os consumidores substituiam outros bens (menos saudáveis, já agora) por leite. Consequência: os consumidores vão consumir menos leite (preço aumentou...), o Continente vai comprar menos leite e, dado o seu poder negocial, vai continuar a pagar 30 cêntimos aos produtores. Produtores vão continuar a receber 30 cêntimos por MENOS litros de leite.
    Na melhor das hipóteses, pois o Continente pode REDUZIR o preço pago aos produtores para passar a cumprir o que lhe é imposto pela ASAE.
  4. ASAE.  A ASAE obtem assim o efeito de diminuir o consumo de leite, substituir o consumo deste por bens menos saudáveis, diminuir o preço pago aos produtores e aumentar o preço cobrado aos produtores, e obrigar o Continente a atrair clientes de outra forma, provavelmente com mais anúncios da Popota ou com aquele actor a quem saiu a sorte grande.
    Menos saúde, menos consumo, menos produção, mais recursos para pessoas de classe alta, menos liberdade económica. Parabéns Estado.
Enquanto isto, os produtores de leite, que foi quem desencadeou esta loucura, rejubila.
E o mais grave é que a população passa ao lado disto como se isto fosse normal, como se isto fosse Cuba. Ao que chegamos...
Este artigo é baseado num original n'O Insurgente: "Vacas Loucas na ASAE".


uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 23:59
link directo | psicomentar

5 comentários:
De jfd a 14 de Janeiro de 2012 às 18:18
Enfim tanta palavra e nem uma alusão ao dumping.... Alguém avisa o autor q vive em Portugal q pertence à Ue?

|

De Ricardo Campelo de Magalhães a 15 de Janeiro de 2012 às 02:38
Algém avisa o autor deste comentário acima que "dumping" implica uma queixa de outros distribuidores e não dos fornecedores. E que se isto é "dumping", então toda e qualquer promoção que vá abaixo do preço de aquisição (como certos descontos de 70 e 80%) também o são. E que qualquer oferta de prendas também o é.

Tinhas lido o ponto 3 da primeira lista (em que por acaso nomeio a palavra "dumping", demonstrando que sei que vivo na UE)?

Às vezes fico com a ideia que não lês os posts antes de fazeres certo tipo de ataques...

|

De jfd a 15 de Janeiro de 2012 às 09:26
Se preferires deixo de comentar, ups... atacar! E ficassem a falar par o boneco, queres?


Quanto dumping vá rever a leite caro.

|

De Ricardo Campelo de Magalhães a 15 de Janeiro de 2012 às 10:59
Interrogo-me se sabes o que é o dumping, e quem ganha e perde com o mesmo.

Mas estás com sorte pois o meu próximo artigo é sobre isso.

|

De jfd a 16 de Janeiro de 2012 às 13:25
Que sortudo que eu sou!
Aguardo ansioso!


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.