Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011
Coligações Modernas

 

Ora, este blog tem tido psicóticos a comentarem reacções a casais modernos. De facto, vivemos tempos novos. Tempos em que os casais são para a frente. Longe vão os tempos em que juntos decidiam o futuro das suas casas. Longe vão os tempos em que existia respeito pela familía do companheiro. Longe vão os tempos em que quando existiam almoços de família se levavam os companheiros, para o avô o receber em sua casa. Longe vão os tempos em que cada um decidia a mulher a dias a contratar ou o jardineiro.

 

Agora pode-se tudo. Viva o individualismo. De facto, vivemos tempos em que é cada um por si não é? Agora pode-se tudo. Vejam bem esse casal moderno que nos governa. Agora podemos ver Portas a criticar Alberto João Jardim na Madeira, podemos ver Passos a nomear Mendes e Menezes para o Conselho de Estado, como uma coisa natural. Podemos até ver decisões de nomeações que "incomodam" os companheiros de coligação.

 

São tempos modernos e para tempos modernos nada melhor que coligações modernas!



uma psicose de Diogo Agostinho às 20:16
link directo | psicomentar

6 comentários:
De Rui C Pinto a 25 de Agosto de 2011 às 15:48
Olha que não! Olha que os casais modernos também dão importância à família e ao compromisso... ;)

Mas há, sem dúvida, que ter em conta (e cautela) o individualismo de casa um!


De Essi Silva a 25 de Agosto de 2011 às 15:55
Longe vão os tempos em que juntos decidiam o futuro das suas casas. Longe vão os tempos em que existia respeito pela família do companheiro. Longe vão os tempos em que quando existiam almoços de família se levavam os companheiros, para o avô o receber em sua casa. Longe vão os tempos em que cada um decidia a mulher a dias a contratar ou o jardineiro.

Oh Diogo, lá por o marido hoje não ser necessariamente o chefe de família e cozinhar/engomar/cuidar dos filhos/limpar a casa e a mulher ter uma carreira, não quer dizer que esses tempos estejam longes e o individualismo prevaleça....


De Essi Silva a 25 de Agosto de 2011 às 15:57
Mas acrescento: nas coligações os relacionamentos não implicam que no final do dia ele precise de Viagra ou ela esteja com dores de cabeça...


De Bruno Duarte a 26 de Agosto de 2011 às 11:31
Esta é a prova que o PSD tem sempre de ir "sozinho" a eleições, porque quem faz connosco coligações está sempre a "roer os calos"!


De IT a 26 de Agosto de 2011 às 16:15
Não é preciso ninguém para nos «roer os calos». Muitos tipos infiltrados no PSD são quem faz as confusões.

Sabem quem é o adjunto da ministra Paula Teixeira da Cruz? Ups!... o Sérgito, oriundo de uma família republicana, socialista e laica de Arganil-Coimbra com créditos firmados na 'coisa'.

E não é o único. Logo teremos o inferno dentro, não é preciso ir buscá-lo aos estranhos (por quem não ponho a minha rica mãozinha no fogo :) ).

Por falar na 'coisa' o Sr. presidente da 'Cambra' de Lisboa está a 'meter-se' nas escolhas que o PSD terá de fazer dos seus autarcas em 2013: há uns que são bons e outros que não prestam. E di-lo em ocasiões oficiais e com a presença de empresários, não só de autarca e fregueses. Vai ser um fartote de rir: os dois gangs a disputar os escassos lugares.

Se querem a minha opinião: o Costa tem razão quanto à total incompetência de um dos autarcas; a minha discordância vem do facto de o outro ser tão competente como o 1º. Só que não são apoiantes da mesma facção, das duas que disputam a res publica no PSD.

Como vêem não é necessário ninguém para nos danar: nos estamos possessos (se me permitem a linguagem religioso-popular).

Continuação de boas-férias, para onde eu vou voltar..


De jfd a 26 de Agosto de 2011 às 22:09
Saudades da IT. Boas férias e até já.

O post é engraçado. E a coligação também. A balança está equilibrada para o lado que me convém. E isso é bom. Atenção à estratégia política no seu melhor...


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.