Sexta-feira, 23 de Março de 2012
XXXIV Congresso do PSD - Em Directo



uma psicose de PsicoConvidado às 22:03
link directo | psicomentar

Sábado, 18 de Fevereiro de 2012
Passos Coelho e Salazar

Passos Coelho não é perfeito. Demora em cumprir algumas promessas de campanha, por vezes utiliza linguagem que não é simplesmente à vontade é mesmo "à vontadinha" (e depois isso cola-se a ele) e não faz todos os cortes que aqui o vosso amigo consideraria essenciais.

 

Mas os ataques que a Esquerda lhe faz têm um efeito curioso em mim: fico a gostar mais do homem!

Reparem no que disse o 1º Ministro:

"Não é preciso ir buscar o dr. Salazar para perceber que os países que querem crescer têm de poder financiar esse crescimento, e que só é possível financiar crescimento com poupança."

Conclusão imediata, PPC = Salazar.

Sim, porque quem quer que use algo que ele tenha feito, é fasssssista.

Repare-se que PPC não falava de Guerra de África, de controlar directamente a PIDE (como o seu antecessor, por acaso de esquerda), ou de atacar os direitos das mulheres.

Neste país, ter as finanças equilibradas para poder "financiar esse crescimento" é ser fasssssista.

E ponto. Duvidar é ter problemas de alma!

 

Uma país em que uma boa percentagem do povo pensa assim, tem mesmo de pedir ajuda externa.

E não só monetária, de lições de Economia básica também.



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 09:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011
Uma 1ª Opinião sobre PPC

Fica mal a mim avaliar PPC e o Governo PSD/PP. Sou militante, paricipei na campanha, e insisto todos os dias em como este governo é melhor do que o de Sócrates, mesmo que por vezes não concorde com algumas medidas concretas *cof* como o aumento de impostos *cof*.

 

Assim, fica aqui a opinião do Ministério dos Negócios Estrangeiros Alemão.

 

 

Resta saber se o PS não trava "a abertura manifestada pelo Governo português para a introdução de um travão à dívida".

Espero que não. Já prejudicaram suficientemente o futuro de Portugal e espero que desta vez ajam responsavelmente.



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 06:35
link directo | psicomentar | psicomentaram (20)

Quarta-feira, 6 de Abril de 2011
PSD = Estado Social Possível ; PS = Falência

 

Em 2009 o PS prometeu mais e mais e mais Estado Social.

Já a Economia Mundial estava a contrair, Portugal anunciava mais gastos sociais.

 

MFL alertava: não há dinheiro, há que ser realista

Os Portugueses não a ouviram.

 

Agora, Faliu.

Hoje, fez bem: reconheceu humildemente que precisava de ajuda.

Mas o dia de hoje não aconteceu por acaso. Era previsível.

A minha avó sabe: quem gasta, gasta, gasta... entrega-se aos usuários.

Durante todo este tempo, fez mal: quem dá o que não tem, não terá para quando fizer falta.

 

Curiosamente, foi pouco tempo depois da banca ter fechado a torneira.

"Ah e tal, foi prova de que há um cartel na banca"

Bem, a banca gosta de receber juros. Mas se uma entidade deixa de conseguir pagar, é função da banca zelar pelo dinheiro dos aforradores. Já falhou antes e ainda bem que não voltou a falhar. Cartel? O alinhamento é por necessidade, não porque decidiram todos não ganhar dinheiro e, numa onda de falta de ganância, recusaram-se a cobrar juros "usuários".

 

E agora?

Hoje garantiu-se que não há ruptura de tesouraria.

Dentro de momentos seguem-se as medidas para começar a pagara dívida Socrática.

O sonho do "Estado Social" levou-nos a isto.

 



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 22:04
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Domingo, 21 de Março de 2010
Portugal Primeiro (1)

Várias vezes, mais que as que eu gostaria, me perguntam porque votarei eu em Pedro Passos Coelho? Porque acredito no seu projecto? Porque lhe dou o meu apoio? Que traz ele de valor acrescentado ao PSD e, mais importante, a Portugal?

É com prazer que deixo aqui umas linhas sobre o assunto. Sei que não mudarei a ideia de ninguém já convicto, mas quem está na dúvida, seja justo e considere...

- Precisamos de Mudar – o PSD não pode voltar a falhar
- Precisamos de Olhar Para a Frente – centrar as forças no futuro tendo em conta um melhor presente e as melhores lições do passado. Não somos reféns do passado, mas sim donos do nosso futuro
- Precisamos de um Líder Decidido, Frontal e Corajoso – Pedro Passos Coelho tem demonstrado estas qualidades no caminho que decidiu percorrer no PSD
- Precisamos de um Líder Que Saiba Comunicar – a democracia pertence ao povo, e ao povo é preciso saber falar. Pedro Passos Coelho projecta um PSD positivo, reformista e firma
- Precisamos de uma Nova Geração – a par de quem aqui nos fez chegar, também precisamos de renovar a instituição PSD. Injectar sangue novo, seja qual for a idade, para uma nova geração de laranjinhas de olhos postos em Portugal
- Precisamos de Soluções para o País – não são redondos os discursos nem são vãs as propostas da Moção Estratégica, a seu tempo voltarei ao assunto
- Precisamos de nos Focar no Essencial – temos de atacar a raiz dos problemas que assolam o País, e eu acredito que Pedro Passos Coelho tem o discernimento de liderar uma equipa que conseguirá o efectivo diagnóstico com as melhores propostas de cura
- Precisamos de um Candidato Positivo – digam o que disserem, este candidato é positivo. Já deu provas e continua a marcar a agenda não pela negativa mas sim pelas suas ideias e compromissos para com os militantes. E também com os Portugueses. Pedro Passos Coelho luta por Portugal, e não contra o PSD. É uma candidatura que não sendo contra ninguém, é sim pelo PSD e por Portugal
 
É a vez do Futuro!
Precisamos de Portugal Primeiro!


uma psicose de jfd às 19:10
link directo | psicomentar | psicomentaram (16)

Sábado, 13 de Fevereiro de 2010
Rangel, O Candidato Nacional

 

 

Paulo Rangel é o candidato ideal para o PSD mas sobretudo para o país.


 

Não o é por ser jovem mas sim porque tem o perfil adequado para representar o partido perante os Portugueses.

Rangel tem vitórias no seu currículo, não vitórias “internas” mas sim vitórias nacionais. Tem também currículo nacional, tendo sido secretário de estado e ainda líder da bancada parlamentar.

 

Através da sua campanha bem sucedida nas eleições europeias, Rangel conseguiu uma vitória esmagadora contra a descredibilização da política, contra o PS e contra os conflitos internos do PSD.
Foi na altura em que a política tinha mau nome que Rangel se filiou no partido. Ele inicia a sua actividade como quadro competente, e não como animal político fazendo carreira com o partido. Ganhou ao PS que vivia o auge da sua maioria absoluta e ainda sem o resultado catastrófico da sua governação à vista. Venceu a pressão de Pedro Passos Coelho para uma vitória fácil, numa altura em que as sondagens eram desfavoráveis ao PSD.

 

Rangel tem ainda a vantagem de representar uma política séria e consequente, que não teve a oportunidade de brilhar como devia por culpa de circunstâncias adversas, mas que se provou estar correcta, nos últimos meses.

Tal como Ferreira Leite, Rangel tem sentido de estado e poderia facilmente integrar ou mesmo liderar um governo. Rangel tem vitórias concretas, outros não, Rangel não fragilizou o partido com movimentações fratricidas, Passos Coelho por exemplo, sim.

 

Daí que Rangel seja a escolha óbvia para a unidade do partido mas também para possivelmente formar governo se as circunstâncias o exigirem.

 

Mais uma coisa: não me choca que Rangel tenha hesitado antes de se candidatar. Apenas demonstra que é sensato. A ponderação é algo que tem sido elogiado a Obama e de facto, a determinação de Sócrates foi mais detrimental que benéfica. Para além de que depois de se comprometer com um projecto (Parlamento Europeu) não poderia abandoná-lo sem pelo menos hesitar. A ponderação num partido como o nosso é de louvar, e está em grande contraste com a determinação perpétua…

 

Aquilo que é importante é que os militantes votem com a sua consciência e sentido de responsabilidade, e não por medo de quem possa depois das eleições, “andar por aí”...
 



uma psicose de Miguel Nunes Silva às 12:34
link directo | psicomentar | psicomentaram (37)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.