Quarta-feira, 17 de Julho de 2013
Quim Barreiros é o novo editor do JN?

Ministra foi mostrar o buraco_Jornal de Notícias

 

Eu que até sou um tipo que gosta de uma boa piada, fiquei estupefacto ao ler a chamada de capa da edição de hoje do Jornal de Notícias.

 

Será que foi o Quim Barreiros que escreveu?

 

Penso que a história do JN e os seus leitores mereciam melhor.



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 20:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Domingo, 16 de Junho de 2013
Ainda a greve de Professores

Estão neste momento alunos que amanhã irão fazer exame a partilhar uma notícia do site da FENPROF, admitindo que as suas escolas irão estar fechadas.


Justificação dos alunos "O site é da FENPROF, responsável pela greve, logo tem credibilidade."


Obviamente, se a notícia for lida com atenção percebemos o seguinte:


1) Título "Greve Geral encerra milhares de escolas em todo o país!" - é natural, hoje é Domingo.
2) " A forte adesão à greve por parte dos docentes, incluindo muitos directores e outros elementos das direcções das escolas, dificulta o levantamento dos dados de adesão. Por esse motivo, a FENPROF continuará a fazer esse levantamento ao longo do dia, estando em condições de, a meio da tarde, avançar com um número global de adesão." - se dificulta o levantamento de dados, significa que já existem dados da greve a ser levantados.
3) " foram aprovadas com o voto do PS e a abstenção do PSD" - deixa a entender que, se foram aprovadas com o voto do PS e abstenção do PSD o governo seria PS e a maioria na Assembleia também.

Em suma:
1) Depois disto, parece que a parte de interpretação de texto do exame nacional não vai correr bem.
2) Os miúdos estão tão nervosos com tudo isto que passam mais tempo a olhar para as notícias que a estudar.



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 19:33
link directo | psicomentar

Sábado, 15 de Junho de 2013
Manif's e greves

Eis que os professores insistem na greve do próximo dia 17, dia de exame nacional de português e de latim.

 

A greve é sempre um meio legítimo de luta, contudo não podem os alunos ser um instrumento de luta contra o governo.

 

É triste que a juntar ao stress natural dos exames, os alunos ainda estejam preocupados com o  que os seus professores vão fazer no dia do exame.

 

É triste quando os verdadeiros profissionais da educação se deixam influenciar por aqueles que são sindicalistas/manifestantes profissionais.

 

 

Sobre isto li no facebook e concordo: "Ver um professor na manifestação de hoje dizer "Estou feliz porque é um momento de partilha de todos os professores por uma causa comum", e eu estar aqui a stressar com um exame que é a minha prova de ingresso na faculdade, é  #####! . Se querem momentos de partilha combinem um chá das 5  e depois dizem que o país vai de mal a pior"

 

Não consigo compreender o porquê de em 2005 e 2007 ter sido dada razão ao governo e terem sido decretados os serviços mínimos e agora não. Não pode haver dois pesos e duas medidas.

 

Eu não compreendo nem posso aceitar esta luta, lamento.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 17:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Quarta-feira, 5 de Junho de 2013
Aborto?Não

 

Em 2007, apesar de ainda não ter idade para votar, juntei-me ao Movimento Norte pela Vida contra a despenalização da I.V.G.

 

Infelizmente, à pergunta "Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas 10 primeiras semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?", o país votou SIM.

 

Hoje, 6 anos depois, a Inspecção Geral das Actividades em Saúde vem sugerir ao governo que seja criada uma taxa moderadora que permita controlar a repetição deste acto.


Sendo legar, o aborto deve ser encarado como o fim da linha e não como método contraceptivo normal.

 

 

É urgente regulamentar e taxar a I.V.G.

 Norte pela Vida



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 13:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Terça-feira, 21 de Maio de 2013
Mudar o país ou mudar de país?

 "Mudar o país ou mudar de país" era o mote do programa Prós e Contras de ontem.

 

Um jovem de 16 anos, de seu nome Martim, foi convidado pela produção para falar da marca de roupa que ele próprio criou.

 

Num acto verdadeiramente empreendedor, uma espécia de senhora, alegadamente doutorada, insurgiu dizendo se o Martim sabia onde as suas camisolas eram feitas, se não viriam da China, onde se trabalha por uma malga de arroz. 

 

Martim prontamente respondeu que a sua roupa era feita numa fábrica portuguesa, por operários portugueses.

 

Não satisfeita, de novo a Sra. Doutora questionou se essas pessoas não estariam a ganhar o ordenado mínimo, com ar repugnante.

 

Martim, novamente de forma eficaz respondeu que pelo menos não estavam desempregadas.

 

A plateia aplaudiu, e a Sra. Doutora ficou calada.

 

O empreendedorismo não vem nos livros nem em teses de doutoramento, o empreendedorismo está dentro de cada um independentemente da idade.


Os empreendedores merecem ser respeitados. E este jovem merecia tê-lo sido naquele momento.

 

À pergunta feita em título "Mudar o país ou mudar de país?", duas soluções:


Para o Martim: Mudar o país.

Para a Doutora Raquel Varela: Mudar de país, e rápido, juntamente com a sua tese de doutoramento.



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 16:18
link directo | psicomentar | psicomentaram (19)

Sexta-feira, 3 de Maio de 2013
25 de Abril e 1 de Maio

 

 

 

 

 

Acabados que estamos de sair de um período onde se comemoraram duas datas importantes, é hora de reflectir sobre esta temática.

 

Quer com a passagem do 25 de Abril, quer com a passagem do 1 de Maio, fiquei mais uma vez com a ideia, que a esquerda quer tomar este património como seu.

 

Reparemos:

 

Há não muito tempo, uma actvididade organizada por um grupo privado de televisão, em pleno ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa, num pleno insulto e atentado à liberdade de expressão, um grupo de jovens cantou“Grândola Vila Morena”, ao então ministro Miguel Relvas.

 

Depois disto vários episódios se seguirão,utilizando a mesma música, que é, sem sombra de dúvida, um símbolo de Abril.

 

Notícias sobre isto, nenhumas para além das que relatavam os factos.

 

Reacções à utilização de tal símbolo de Abril, nenhumas, para além das positivas da esquerda.

 

Façamos todos um exercício de retrospecção.

 

Há pouco mais de um ano atrás, um grupo de jovens, escreveu num roll-up, “Traz outro amigo também”. Esse mesmo grupo de jovens, resolveu simpaticamente, utilizar a frase num congresso da instituição que representavam.Sobre isso, disse a viúva de Zeca Afonso:

 

“A memória de José Afonso não deve e não pode ser assim desvirtuada para efeitos de propaganda”.

 

Desta vez o único mal da utilização da inofensiva frase tem apenas um problema. O grupo de jovens que a utilizou, ao contrário daqueles que cantavam aos ministros, era a Juventude Social Democrata.

 

Foi esta liberdade adquirida com o 25 de Abril, que nos permitiu estar aqui hoje, a partilhar estas ideias uns com os outros.

 

Abril, sendo património de todos, não é de ninguém. Não existe ninguém em Portugal que possaafirmar que Abril é da esquerda ou da direita, que Abril é da sociedade civi lou dos militares, porque Abril é de todos nós.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 09:15
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Sexta-feira, 19 de Abril de 2013
José Vieira de Carvalho - 75 anos

 

 

 

Não poderia deixar passar esta data sem fazer referência aquela que é uma das minhas referências políticas. Faria ontem 75 anos, não fosse o destino, José Vieira de Carvalho.

 

Para todos aqueles que são de fora da Maia e do Porto, provavelmente conhecerão pior a sua obra, ou quem sabe até nem saberão quem foi José Vieira de Carvalho.

 

Poderia aqui dizer que o Professor José Vieira de Carvalho foi uma série de coisas, mas apenas digo que foi o desenhador da Maia, o autarca referência, um dos autarcas de maior visão que me possa recordar.

 

Quando ninguém falava de parques de Ciência e Tecnologia, José Vieira de Carvalho, fruto de um problema criado pela deslocalização da Texas Instruments, coloca o tema na agenda e nasce assim o Tecmaia- Parque de Ciência e Tecnologia da Maia. As Zonas Industriais da Maia, o parque habitacional, as infra-estruturas desportivas, as escolas, o apoio social, o desenho do metro do Porto tal como o conhecemos, o Instituto Superior da Maia, etc. Tudo isto são provas da sua visão.

 

José Vieira de Carvalho deixou uma difícil missão para quem se seguia. Fazer ainda mais e melhor, e Bragança Fernandese as suas equipas assim o fizeram.

 

Infelizmente não conheci o Homem por detrás da história em vida e a única memória que tenho de José Vieira de Carvalho, é a do dia da sua morte.

 

Enquanto dirigente da JSD Maia, tive a oportunidade de ano passado, em cumprimento do nosso Plano Anual de Actividades, levar a efeito as I Jornadas José Vieira de Carvalho. Estas Jornadas foram acima de tudo um excelente momento para eu, enquanto organizador, estudar mais sobre a sua vida e obra e durante meses conversar com pessoas que com ele lidaram directamente.

 

Fruto deste trabalho, termino com um pequeno texto, retirado de uma entrevista que José Vieira de Carvalho deu no início do ano de 2002, poucos meses antes do seu falecimento:

 

" Aprendi com os meus sessenta anos que "longos dias têm cem anos". O tempo é uma coisa que caminha lentamente e vai esclarecendo as posturas de cada um. A minha é esta: eu sei essencialmente, trabalhar. Preocupo-me pouco com o resto. Sempre dei à Maia tudo o que tinha para dar. Vivo para servir esta Terra, a minha Terra. Vivo para servir esta Gente, a minha Gente. Não sei ser de outra maneira."

 

 

Posto isto, apenas digo, que os grandes Homens nunca morrem.

 

 

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 12:31
link directo | psicomentar

Terça-feira, 9 de Abril de 2013
A visita

 

Mais uma vez hoje, a CGTP mostrou a sua responsabilidade perante os desafios nacionais ao incentivar a que o povo saia a rua aquando da visita extraordinária da troika.

 

Não compreendo qual a posição de Arménio Carlos. Piorar o estado do país? Levar a que Portugal tenha que recorrer ao segundo resgate?

 

É lamentável ver as forças da esquerda unidas para derrubar este governo, sem pensar no bem do país. É triste ver os sindicatos instrumentalizados pelas forças políticas.

 

Há dias ouvi António José Seguro, a suposta alternativa ao governo, dizer o seguinte:

Sic Notícias:" Como é que se vais substituir este 1200 Milhões de Euros?"

AJS " Quem criou o problema, que o resolva".

 

António José (pouco) Seguro, está diferente desde a chegada de José Sócrates. Até já pede que ele venha resolver o problema que criou, sempre apoiado pelo Partido Socialista.

 

Se isto fosse um acidente, poderíamos pelo menos dizer: "O seguro paga".



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 01:23
link directo | psicomentar

Segunda-feira, 8 de Abril de 2013
13/10/1925 | 8/04/2013

A ex-premiê britânica Margaret Thatcher acena da entrada de sua casa em 2010

 

Não poderia deixar passar esta notícia em claro.

 

Morreu, aos 87 anos de idade, a mulher que sem lei da paridade, por mérito próprio ficou conhecida como a Dama de Ferro.

 

Descanse em Paz.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 14:10
link directo | psicomentar

Segunda-feira, 1 de Abril de 2013
A narrativa de 1 de Abril

 

Hoje, dia 1 de Abril, convencionado como dia das mentiras, lembrei-me de uma campanha da JSD.

 

Como seria a narrativa de José Sócrates hoje?

Como desmistificaria o "embuste"?

Diria a verdade?

Traria novos números?



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 00:54
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Terça-feira, 19 de Março de 2013
Belmiro de Azevedo

Durante cerca de três anos, com imenso prazer e dedicação, trabalhei para a insígnia MC da Sonae. No decorrer de todo esse tempo tive o maior respeito pelos responsáveis daquela empresa, nomeadamente pelo seu chairman, Belmiro de Azevedo que até ao dia de hoje foi um homem que muito admirei.

 

Admirei Belmiro de Azevedo, por ser um homem do povo, que a pulso, com o seu trabalho, fez com que uma empresa que em 1959 foi fundada com uma única área de negócio, os estratificados de madeira, se tornasse naquilo que é hoje.

 

Hoje, logo pela manhã, ouvi no noticiário que Belmiro de Azevedo havia proferido em Vila Nova de Gaia, no Clube dos Pensadores, que "se não for a mão-de-obra barata, não há emprego para ninguém".

 

Eu, não acredito na desvalorização da mão-de-obra. Penso não ser possível que um trabalhador ande verdadeiramente motivado se o seu ordenado não for apelativo, penso também que a economia não crescerá por esta via.

 

 

 

 

Mas reparemos:

 

Belmiro de Azevedo é proprietário de uma das maiores cadeias de retalho alimentar. Se a população não tiver dinheiro, faz menos compras, a Sonae MC factura menos.

 

Belmiro de Azevedo é proprietário de uma das maiores cadeias de comércio a retalho de bens não-alimentares. e a população não tiver dinheiro, faz menos compras, a Sonae SR factura menos.

 

Belmiro de Azevedo, é proprietário de uma operadora de comunicações móveis. Se a população não tiver dinheiro, cortará no telemóvel e a SonaeCom factura menos.

 

Belmiro de Azevedo é gestor de património imobiliário (galerias comerciais). Se a população não tiver dinheiro, cortará nas idas ao Shopping e a Sonae RP factura menos.

 

Para finalizar apenas digo, o lema da Sonae é "Improving your life". Tenho dúvidas que com fraco salário as pessoas melhorem a sua vida.



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 22:50
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Sexta-feira, 1 de Março de 2013
A Grândola que há em mim

Não, não escrevo para me associar-me à manifestação de amanhã.

 

Não, também não venho defender o governo e repudiar a manifestação. O direito à manifestação está consagrado na Constituição da República portuguesa.

 

Venho apenas, cumprindo o que li em alguns cartazes, soltar a Grândola que há em mim.

 

Que a manifestação de amanhã seja ordeira, que o povo se saiba comportar, que saiba efectivamente usar da liberdade e igualdade que tanto tem sido apregoada. Que não hajam polícias feridos, paralelos arremessados, pessoas magoadas.


Com referência a Zéca Afonso1, que amanhã, por todo o país reine a Paz, que seja soltados gritos dignos de um poeta, e que apenas voem as Pombas, em detrimento das pedras da calçada.

 

Esta é a Grândola que há em mim.

 

Frédéric Bastiat , economista e jornalista françês, escreveu que "A Fraternidade forçada, destrói a liberdade". Não podia concordar mais.

 

Manifesto-me sempre que acho necessário, nos locais certos, com a minha participação política desde muito jovem.

 

Muitos dos que amanhã estarão presentes na manifestação, nunca votaram, nunca participaram activamente num partido ou organização política.

 

Disse Francisco Sá Carneiro "A intervenção ativa é a única possibilidade que temos de tentar passar do isolamento das nossas ideias e das teorias das nossas palavras à realidade da atuação prática, sem a qual as ideias definham e as palavras se tornam ocas."

 

Eu, orgulhosamente, muitas vezes com sacrifício pessoal, abdico de tempo com a família, com os amigos, abdico de tempo de passeio, abdico até de dormir algumas vezes, para participar politicamente, procurando as melhores soluções.

 

Aos manifestantes de amanhã apenas qustiono, "E se a troika se lixar, qual o nosso destino? França, como o Engenheiro?"

 

 

1"Páz, poeta e pombas" - Do álbum "Venham mais Cinco"



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 19:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2013
Candida Almeida dispensada

 

Veio hoje a público que Cândida Almeida, deixará a partir do próximo dia 8 de Março de dirigir o  Departamento Central de Investigação e Acção Penal. Ao fim de 12 anos, Joana Marques Vidal, actual Procuradora Geral da República, achou por bem afastar a directora do DCIAP.

 

Tive o gosto imenso de contactar com Cândida Almeida na Universidade de Verão. Uma intervenção objectiva, esclarecedora, e digna de alguém que verdadeiramente conhece os meandros da justiça.

 

O departamento dirigido por Cândida Almeida é conhecido pelos grandes processos pelos quais é responsável como Freeport, Furacão, Submarinos, Monte Branco e contratos da energia e das PPS's.

 

Sem querer tecer grandes comentários sobre este afastamento, apenas digo que não gostei de saber que Joana Marques Vidal pressionou Cândida Almeida a publicamente dizer que não estava disponível para continuar no cargo por mais um mandato.


A justiça exige coragem.

 

E porque o Psicolaranja é acima de tudo uma plataforma de discussão deixo a pergunta:

 

" Qual o contributo de Cândida Almeida no sistema de justiça nacional, depois destes 12 anos no DCIAP?"

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 23:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Domingo, 17 de Fevereiro de 2013
Psicolaranja na Maia

 

No passado dia 15 de Fevereiro o Psicolaranja em parceria com a Concelhia da Maia da Juventude Social Democrata levou a efeito uma palestra intitulada "Liberais a sério - 14544 horas de Governo em análise".


Numa noite de forte concorrência, com Pedro Passos Coelho a escassos km's de distância dali numa iniciativa do PSD distrital do Porto, cerca de 70 pessoas povoaram o auditório da Junta de Freguesia de Vermoim para pela voz de Ricardo Campelo de Magalhães e André Azevedo Alves, ouvirem e debaterem o estado do país e o seu futuro.

 

Após as intervenções de abertura dos oradores (em breve disponíveis em vídeo), um debate bastante participado e esclarecedor nasceu, moderado de forma descontraída, com algumas incursões humorísticas, por Paulo Colaço.

 

 

Esta iniciativa marca uma nova etapa na vida do Psicolaranja. Essi Silva, Administradora do Blog, anunciou aqueles que ali se encontravam, que aquela seria a última iniciativa de Paulo Colaço (fundador do Psicolaranja) enquanto membro do blog.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 20:40
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2013
Quando o Rato abandona o navio

 

Todos sabemos que os ratos são os primeiros a abandonar os navios quando os problemas acontecem.

Assim tem sido em Portugal, aqueles que andam pelos lados do Rato, têm com facilidade abandonado este grande navio que é o nosso país, quando o mesmo se começa a afundar, avulsas vezes por culpa das suas manobras arriscadas. Depois de estar o navio quase no fundo,, tem sido normal o PSD ser chamado, como se de uma brigada de elite se tratasse, para evitar a catástrofe.

Esta história que acabo de contar, já todos conhecíamos, o estranho é que agora, a agenda do Partido Socialista e de alguns dos seus militantes tem dominado a actualidade política, sem qualquer preocupação pelo país ou por arranjar propostas para tal.

Não gosto de Seguro, nem do seu estilo de fazer (ou tentar fazer) política, contudo, não posso aceitar que algumas personalidades do PS sobreponham a sua agenda ao interesse nacional.

António Costa, político pelo qual até nutria alguma simpatia, não está a ser sério. António Costa está a querer abalar o Partido Socialista e chegar ao poder a todo o custo.

Passamos o dia com Costa, o quase candidato.

Adormecemos com Costa, o candidato.

Acordamos com Costa, o quase candidato de novo.

Desta vez, parece que o Rato fugiu mesmo do seu próprio navio.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 10:31
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013
Subsídio de desemprego para a Função Pública

Segundo o que li na página do Jornal Sol o Secretário de Estado da Administração Pública, propôs à Frente Comum convergência dos regimes de protecção social, a redução no pagamento por doença e a aplicação do subsídio de desemprego à administração pública.

 

Fico contente com esta proposta do governo, é cada vez mais necessário aproximar a Função Pública do Sector Privado, acabar com os privilégios exagerados a que os funcionários públicos têm direito, aproximar os vencimentos entre um sector e o outro.

 

Já sei que provavelmente serei violentado ao dizer isto, masé preciso despedir funcionários públicos.  O Estado não suporta mais o monstro que é a Função Pública.

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 18:53
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Sábado, 12 de Janeiro de 2013
Os abutres do poder (uma série de questões)

Ao que parece o absolutamente importante, quase histórico, ex dirigente do Partido Socialista, Paulo Pedroso renasceu das cinzas e vem pedir eleições Autárquicas e Legislativas em simultâneo.

 

Será que Portugal já esqueceu que o país foi (des)governado pelo Partido Socialista durante 6 anos?

Portugal já esqueceu José Sócrates?

 

 

As ex-SCUTS?

O aeroporto onde não aterra ninguém?

O TGV?

A  festa da Parque Escolar?

O "Jamais" da margem Sul?

O pedido de ajuda externa?

 

Será tudo isto uma tentativa de aproveitamento do Partido Socialista em relação aos resultados das eleições autárquicas?

Será que o Partido Socialista acredita que, pela confusa Reforma Administrativa Territorial Autárquica o PSD vai ter um mau resultado que possa potenciar um mau resultado também nas legislativas (simultâneas) ou será o contrário, por acharem que o povo vai rejeitar o PSD no campo legislativo, também o fará nas questões autárquicas?

 

Contudo, se as legislativas forem simultâneas, relembro a sondagem da Pitagórica para o Jornal "I" que diz que Rui Rio seria melhor líder para o PSD.

 

Não fui inquirido nesta sondagem, mas acho o mesmo.

 

 



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 11:56
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2013
Ainda os Gabinetes

Ao que parece, segundo a auditoria do Tribunal de Contas, afinal o Estado não está a emagrecer assim tanto e continua a não poupar no que toca aos Gabinetes dos Srs. Ministros.

 

Gostava que tudo isto fosse mais transparente.

 

 Não me sinto bem em viver num país onde os comuns vivem em austeridade mas onde restam dúvidas sobre como se gasta o dinheiro nos gabinetes ministeriais. Não me consigo sentir bem sem saber quais as regras de atribuição de cartão de crédito do estado ou de utilização de viaturas por parte dos membros de um qualquer gabinete.

 

Ouvi muitas vezes Pedro Passos Coelho dizer que ia cortas às gorduras do Estado, que se ia poupar, que se ia ter atenção às nomeações, e até cheguei a acreditar.  Hoje, depois deste relatório, acredito cada vez menos.

 

Acima de tudo o Estado tem de dar o exemplo, tem de gastar cada vez menos, tem que se deixar de mordomias, tem que deixar de ser pobre com vida de rico.

 

Ao estilo Isabel Jonet, o Estado "não pode comer bifes todos os dias".





uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 23:22
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2012
Sócrates...de novo

 

 

Enquanto hoje fazia a habitual ronda matinal de leitura dos principais sites noticiosos, tive oportunidade de ser presenteado com uma auditoria do Tribunal de Contas, às operações de alienação de património do Estado realizadas entre os anos de 2006 e 2011, ou seja durante os mandatos de José Sócrates.

 

Ao "Jornal i", o Tribunal de Contas questiona a "deficiente e inapropriada, ou mesmo inexistente, fundação das decisões de alienação de imóveis face ao exigido pela lei”. “Não foram observados os critérios legais em matéria de gestão e alienação de imóveis por insuficiente ou inexistente fundamentação. O tribunal alerta também para a não responsabilização dos intervenientes responsáveis pelos atrasos das diligências e incumprimentos dos prazos”

 

 

Caros amigos, sou da opinião que das duas soluções, uma:

 

Ou levamos os responsáveis destes tempos à barra dos tribunais, ou ao belo estilo matrimonial, nos calamos para todo o sempre.

 

Mais uma situação que não é nada "porreira, páh!".



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 11:30
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012
Embuste

Li hoje que Miguel Oliveira da Silva, Presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida ( há Conselhos Nacionais para tudo), disse que " a gripe A foi uma mentira, um embuste criado pela Organização Mundial de Saúde, completamente dominado pelas farmacêuticas.".

 

Só Portugal, sem bem me lembro, encomendou a um laboratório britânico cerca de 50 Milhões de Euros em vacinas. Este mesmo laboratório, segundo entrevista à TVI em 2009, facturou 2 mil Milhões de Euros em vacinas contra o H1N1.

 

 Se Miguel Oliveira da Silva, chegou a esta conclusão brilhante, e não tendo sido pelo que parece o único, apenas me questiono: "QUANDO VAMOS ACTUAR E APURAR RESPONSÁVEIS?".

 

Talvez, a culpa volte a "morrer solteira".



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 16:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2006
Quem Sou


Pedro Miguel Sousa Carvalho, nasceu a 22 de Maio de 1989, no município da Maia, Distrito do Porto.

 

Desde cedo demonstrou o gosto pela escrita, pela política e pelo serviço em prol dos outros.
Durante o seu percurso educativo, foi suplente do representante dos alunos no Conselho-Geral e Coordenador da Comissão de Alunos de Apoio ao Ensino Recorrente Nocutrno na Escola Secundária da Maia.

 

Exerceu também funções como Conselheiro Municipal da Juventude como representante da Escola Dramática e Musical de Milheirós, instituição onde teve aulas de Formação Musical,Piano, Guitarra, Canto, Orquestra e Teatro.

 

Fez parte de várias direcções de campanha, nomeadamente em 2006 na campanha presidencial do Professor Aníbal Cavaco Silva, e nas últimas autárquicas na Maia.

 

É actualmente Vice-Presidente e Coordenador do Gabinete de Formação e do Gabinete de Estudos de Assuntos Sócio-Económicos da Comissão Política Concelhia da Maia da Juventude Social Democrata. É tabmém Conselhero Regional do Porto da mesma juventude partidária.

 

Foi aluno da 10ª edição da Universidade de Verão, organizada anualmente pela Juventude Social Democrata em parceria com Partido Social Democrata, Partido Popular Europeu e Instituto Francisco Sá Carneiro.

 

Desde 2011 é cronista fixo do Jornal Maia Hoje.



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 11:48
link directo | psicomentar

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.