Segunda-feira, 1 de Abril de 2013
A narrativa de 1 de Abril

 

Hoje, dia 1 de Abril, convencionado como dia das mentiras, lembrei-me de uma campanha da JSD.

 

Como seria a narrativa de José Sócrates hoje?

Como desmistificaria o "embuste"?

Diria a verdade?

Traria novos números?



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 00:54
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Segunda-feira, 25 de Março de 2013
Sócrates na RTP

Limites

O meu artigo de hoje no Diário Económico:

Há umas semanas discutia-se no Parlamento a programação da RTP e se deveria voltar a esta o TV Rural. Na altura critiquei que no órgão legislativo se discutisse uma decisão interna de um canal de televisão, ainda que estatal.

Utilizando o mesmíssimo critério, não assinei a petição que pede agora que o parlamento se pronuncie sobre a inclusão de um qualquer comentador na programação desse mesmo canal.

Mas isso não me impede de fazer um apelo aos responsáveis da RTP: tenham noção dos limites e revertam o convite. Porque a confirmar-se a entrada de Sócrates para a grelha da RTP, surge a dúvida: o que é que alguém tem que fazer para ser excluído de uma lista de possíveis comentadores da RTP? Aparentemente, levar o País à bancarrota, provocar centenas de milhares de despedimentos e outras centenas de milhares de emigrações de jovens qualificados, e fazer a economia perder uma década de crescimento e, com o saldo que deixou, talvez uma segunda, não é suficiente.

Nos dias de hoje, a cultura da meritocracia está fora de moda. Os heróis da juventude são pessoas de ascensão rápida e não os industriosos de outrora. A contratação de Sócrates pela empresa tutelada por Relvas leva este desvio para um nível completamente estratosférico: não há limites. Pode-se cometer a pior atrocidade que, depois de uma reforma dourada, só possível devido às tais atrocidades, haverá sempre alguém para ajudar a branquear a situação. Indústria, honestidade, fortaleza e sapiência ficam definitivamente 'démodé'.

No actual xadrez político, Seguro perderá, pois terá concorrência forte na venda de ilusões e a ‘entourage' de Sócrates terá nova força no PS - só assim se justifica a inversão de Seguro sobre a Moção de Censura em 5 dias. Inicialmente, tais movimentações no PS darão força a Passos Coelho, mas com o tempo este será obrigado a ter uma comunicação mais profissional, ou perderá para a máquina Socrática. Mas a principal mudança é a ascensão da forma sobre o conteúdo, na pior altura para isso acontecer.

Ligações úteis: Luís Bernardo sobre o mesmo tema.



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 12:05
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Sábado, 23 de Março de 2013
Novos comentadores RTP

Conheça a lista secreta dos possíveis novos comentadores RTP…
602965_627215677304586_436342203_n

Apenas humor deste Facebook, dirá o leitor. Mas fica a pergunta:

O que é que alguém tem que fazer para NÃO figurar na lista de possíveis comentadores da RTP?



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 12:46
link directo | psicomentar

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2013
Finalmente!

O PS apagou da sua página oficial a defesa do Consulado de Sócrates. Ainda bem.



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 00:23
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2012
Sócrates...de novo

 

 

Enquanto hoje fazia a habitual ronda matinal de leitura dos principais sites noticiosos, tive oportunidade de ser presenteado com uma auditoria do Tribunal de Contas, às operações de alienação de património do Estado realizadas entre os anos de 2006 e 2011, ou seja durante os mandatos de José Sócrates.

 

Ao "Jornal i", o Tribunal de Contas questiona a "deficiente e inapropriada, ou mesmo inexistente, fundação das decisões de alienação de imóveis face ao exigido pela lei”. “Não foram observados os critérios legais em matéria de gestão e alienação de imóveis por insuficiente ou inexistente fundamentação. O tribunal alerta também para a não responsabilização dos intervenientes responsáveis pelos atrasos das diligências e incumprimentos dos prazos”

 

 

Caros amigos, sou da opinião que das duas soluções, uma:

 

Ou levamos os responsáveis destes tempos à barra dos tribunais, ou ao belo estilo matrimonial, nos calamos para todo o sempre.

 

Mais uma situação que não é nada "porreira, páh!".



uma psicose de Pedro Miguel Carvalho às 11:30
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Sábado, 28 de Maio de 2011
Duelo de Credibilidade: Pinto da Costa Vs José Sócrates (2)

Lembram-se do Post Original, de 10 de Março?

 

Pois bem, o Porto está agora a lançar obrigações a 8%, a 3 anos.

O Estado já não emite, simplesmente anda à esmola ao MEEF (ou seja, Europa - porque tem de ser - e Asiáticos - porque querem ganhar peso político). A dívida ainda em circulação caiu tanto em valor que quem a comprar hoje obtém rentabilidades de 9,887% a 10 anos e 11,804% a 3 anos.

 

É esta a situação que Sócrates nos deixa.

Dizem que PPC não dá garantias. Bem, Sócrates dá. E mostra serviço. Resta ver que serviço ele deixa.

E o serviço da dívida é já maior do que a despesa em educação e aproxima-se do valor da despesa em saúde...

Socialismo nos lábios, Favoritismo na prática: de uns o voto pelo engano, de outros o voto pelo clientelismo. E assim ele pensa ganhar as eleições.

 

E para quem ache que o Passos vai conseguir livrar-se do FMI em 3 anos, leiam isto.

Como já disse, Portugal só se livra quando mudar de política e centenas de milhares ou mesmo milhões deixarem de viver à custa do estado.

Até lá, vamos viver do dinheiro de usuários. E isto nem a malta do Rossio pode evitar (aliás, até agravam, pois produzir é coisa que não lhes vejo e eles alguma coisa têm de consumir...)

 

Não sei se foi uma opção de vida correcta conhecer a política económica e as suas consequências. Se calhar devia concentrar-me mais nos mercados financeiros...



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 09:00
link directo | psicomentar

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011
Campelo de Magalhães apresenta: o próximo 1º Ministro de Portugal

Para quem tenha dúvidas, aqui está a sondagem em que o PS já ultrapassou o PSD (enquanto PPC cai), ainda a campanha vai no adro.

Não tenham cuidado não. Eu, que sou sempre atento aos números, estou alarmado. 

Goste-se mais ou menos de PPC, é ele ou Sócrates. Está na hora de todos se lembrarem disso. Ou...



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 00:10
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Terça-feira, 19 de Abril de 2011
INGSOC - Ingenheiro Sócrates

A escolha das cabeças de listas do PS incluem 11 (onze!) membros do executivo que ainda abre elefantes brancos e que era tão mau que caiu por si.

Parece mau, mas piora: tem um deputado a quem foi levantada a imunidade parlamentar e que corre o risco de ser preso!

Os lugares são dados a quem mostrar o menor competência possível (faria sombra...) e demonstra maior fidelidade ao Big Brother.

É mau demais!!!



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 01:28
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Sábado, 9 de Abril de 2011
Aljazeera sobre Sócrates

Imaginem que Sócrates não controlava a comunicação social? Como seria?

Eu sei, eu sei, isso é inimagicável. Mas façam o esforço.

 

Hoje tive uma amostro do que seria.

Leiam por favor este artigo: Prime Minister, did you lie me?

Baseado na entrevista de Sócrates à Aljazeera aqui.

Incrível como temos de ir a um país árabe para ter um artigo que aqui seria apedrejado como "Pimba" e não sei se chegaria a ser publicado no "Sol"...

 

Vejam e revejam que vale a pena.

Nem que seja pelo Inglês Técnico do nosso PM :)



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 10:25
link directo | psicomentar

Sexta-feira, 8 de Abril de 2011
Sócrates: Mais uma demonstração de carácter

Capa do Sol

Uma vergonha.

Sócrates brinda-nos com mais uma demonstração do seu estilo inconfundível.

É esta pessoa que há 30% dos Portugueses que querem a comandar o país.

Pergunto-me: O que é necessário que ele faça para que deixem de votar nele?

Que ele roube notas do bolso de alguém em directo? Que esfaqueie alguém? Desculpem, mas não sei mais o que ele tem de fazer para perder o voto de alguns Portugueses...



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 06:13
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

Quarta-feira, 6 de Abril de 2011
PSD = Estado Social Possível ; PS = Falência

 

Em 2009 o PS prometeu mais e mais e mais Estado Social.

Já a Economia Mundial estava a contrair, Portugal anunciava mais gastos sociais.

 

MFL alertava: não há dinheiro, há que ser realista

Os Portugueses não a ouviram.

 

Agora, Faliu.

Hoje, fez bem: reconheceu humildemente que precisava de ajuda.

Mas o dia de hoje não aconteceu por acaso. Era previsível.

A minha avó sabe: quem gasta, gasta, gasta... entrega-se aos usuários.

Durante todo este tempo, fez mal: quem dá o que não tem, não terá para quando fizer falta.

 

Curiosamente, foi pouco tempo depois da banca ter fechado a torneira.

"Ah e tal, foi prova de que há um cartel na banca"

Bem, a banca gosta de receber juros. Mas se uma entidade deixa de conseguir pagar, é função da banca zelar pelo dinheiro dos aforradores. Já falhou antes e ainda bem que não voltou a falhar. Cartel? O alinhamento é por necessidade, não porque decidiram todos não ganhar dinheiro e, numa onda de falta de ganância, recusaram-se a cobrar juros "usuários".

 

E agora?

Hoje garantiu-se que não há ruptura de tesouraria.

Dentro de momentos seguem-se as medidas para começar a pagara dívida Socrática.

O sonho do "Estado Social" levou-nos a isto.

 



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 22:04
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Quinta-feira, 24 de Março de 2011
Polvo à Sócrates

(imagem com link)

 

Com a desgraça que se abateu sobre o país nos últimos anos (e que quer voltar!), RIR é o melhor remédio.

Então aqui fica: Polvo à Socrates.

É um povo low-cost, óptimo para enrascados, ou qualquer vítima dos diversos PECs.

 

Portugal não precisava destes PECs.

Se tivesse optado por uma Política de Verdade. Como foi pelo Oásis Rosa...

Agora, seja quem for o próximo 1º Ministro, vem aí o PEC4, o 5 e os que os Alemães quiserem.

Causa e consequência.

 

Como já conhecem o meu receituário, hoje publico o meu diagnóstico.

No  link a que acedem carregando na imagem está uma descrição que eu fiz, para Liberais Europeus verem, da crise que assola Portugal.

Quem ouviu Marques Mendes a apresentar o seu livro, reconhecerá a estrutura do post e as suas 4 crises.

Ele é óptimo na parte do diagnóstico (e no receituário político, a sua especialidade) e bebi inspiração dessa apresentação.

Aproveitei para os preparar para a música a concurso na Eurovisão (e pelos comentários por e-mail já ganhei para Portugal alguns votos).

Se tudo podia ser diferente. Poder, podia, mas é o país que temos.



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 20:12
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Quinta-feira, 10 de Março de 2011
Duelo de Credibilidade: Pinto da Costa Vs José Sócrates

Obrigações do FCP rendem a 2 anos pouco mais de 6%

http://www.euronext.com/trader/factsheet/factsheet-4412-EN-PTFCPDOM0009.html?selectedMep=5

 

Obrigações do Tesouro rendem a 2 anos 6.37%

http://aeiou.expresso.pt/divida-juros-a-2-e-3-anos-disparam=f636884

 

A quem vocês emprestavam mais depressa dinheiro?

Quem vocês acham mais credível?

 

Pois, os investidores internacionais também andam indecisos.

Neste momento, Pinto da Costa é mais credível.

Mas será que na próxima semana Sócrates contará com Merkel para recuperar a liderança?



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 21:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Sexta-feira, 12 de Março de 2010
Como Libertar o Futuro: (II)

A esquerda domina em Portugal. Este lado do espectro político manteve-se no poder com três visões governativas: a Soarista que recusava o radicalismo comunista e que prometia prosperidade pela moderação, a Guterrista que depois do colapso do bloco soviético garantia poder governar de forma liberal sem comprometer as preocupações sociais, e a Socratista que numa era sem ideologias ofereceu a imagem de um PM jovem, dinâmico e voluntarista, e que nunca se chegou a aperceber de que essas características são ainda mais importantes na sociedade que se propunha governar.

 

Mas a esquerda está exausta. A máquina de sonhos sobreaqueceu e já nem tem a capacidade de diferenciar entre lealdade partidária e apologia do conspurcado.

 

A fraqueza da actual esquerda, reflectida na sua juventude política sem causas, tímida e resignada tribuna de causas fracturantes, é outra das circunstâncias favoráveis que auxiliará à sustentabilidade governativa de um regime de centro-direita comprometido com reformas controversas.

 

Libertar o futuro consistirá então na tarefa de livrar Portugal de um endividamento estagnante e dotar o país dos meios necessários para que as novas gerações possam perpetuar o legado nacional.

 

A libertação do futuro terá dois obstáculos: o primeiro é o da perpetuação do sistema de segurança social e o segundo é a direita populista.

 

A perpetuação do sistema da segurança social é virtualmente impossível mas qualquer tentativa de o reformar contará com o alarmismo esquerdista, que facilmente contaminaria uma sociedade demasiado dependente do sector estado.

 

O populismo de direita poderá minar uma governação reformista pois contará com o barato argumento do atraso das reformas. O perigo de entrar em compromissos com a direita populista está em trocar preocupações nacionais por ganhos eleitorais. Por outras palavras, abandonar a visão de longo prazo pela de curto prazo.

 

Temores aparte, a janela de oportunidade para Portugal está mais uma vez entreaberta. Resta confiar que Portugueses e Sociais-Democratas estejam preparados para arejar a casa e livrar-se do cheiro a mofo da mobília cor-de-rosa.



uma psicose de Miguel Nunes Silva às 09:08
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010
Há coisas que nunca mudam.

O jornal i revelou hoje as respostas à pergunta “Depois dos episódios recentes relacionados com as escutas e o caso Face Oculta, mantém a confiança no primeiro-ministro?”, lançada a 50 personalidades portuguesas.

As 48 respostas publicadas (vamos assumir que houve 2 que não responderam) revelam que 16 não confiam no PM, 11 não sabem/dão o benefício da dúvida, e 21 mantêm a confiança no PM. E as respostas são do mais curioso que existe. 

Dos defensores do "não", destacam-se frases como ""O primeiro-ministro tem que ser um factor de confiança perante o exterior e agora acho que passou a ser um factor de desconfiança perante o exterior" (Rui Moreira), “Não e lamento. Há um conjunto de situações, de trapalhadas, sem explicação por mais explicações que sejam dadas. Não é por uma questão de ideologia política é por uma questão comportamental de Sócrates" (Nuno Ribeiro da Silva), “Neste momento só confio nos (poucos) amigos, na família e principalmente nos meus cães. E não sou desconfiada por natureza…” (Ana Bola), “Não confio em pessoas que desta ou daquela forma estão sistematicamente referenciadas como estando relacionadas com certos tipos de processos judiciais” (Saldanha Sanches).

Os "não sei" afirmam que “é necessário um esclarecimento completo para se poder responder. Os indicadores não lhe são favoráveis, mas até ao final do inquérito devemos dar-lhe o benefício da dúvida.” (Ângelo Correia), “Não posso confiar nem desconfiar de coisas sobre as quais não tenho informação. É uma situação muito estranha. Não sei… Estou à espera que me esclareçam.” (Victorino d'Almeida), “Não sei porque o primeiro-ministro me pede que eu acredite em coisas que não me parecem plausíveis, que são difíceis de acreditar.” (Rui Ramos).

Ainda assim, o que mais surpreende é a quantidade de pessoas que continuam a acreditar, e o porquê de tal. “Continua a merecer a minha total confiança. Nunca vi na minha vida uma campanha tão bem organizada para destruir uma pessoa.” (Eduardo Barroso), “Deus lhe dê forças para continuar o trabalho que está a fazer. Estas coisas da justiça, cada um no seu galho. José Sócrates foi eleito e não vi nada para que eu, pessoalmente, deixe de continuar a confiar nele.” (Joe Berardo), “Até agora não há provas que me levem a deixar de ter confiança. Tem havido muitas acusações mas provas não vi nenhuma.” (Loureiro dos Santos), “Sim porque não acredito na justiça nem nos magistrados.” (Miguel Pais do Amaral), "O primeiro-ministro tem-se sabido comportar dignamente relativamente a tudo aquilo que o têm acusado.” (Soares Franco).

  O que tem ainda mais piada..? José António Saraiva, director do Sol, afirmou hoje, que "ficou claro que o BCP queria decapitar a direcção do Sol (...) tenho a certeza absoluta que esta situação, pelo menos na recta final, foi comandada por Armando Vara. O BCP começou por ser nosso amigo, mas transformou-se num cavalo de Tróia". JAS afirmou ainda que se sente "chocado por haver pessoas responsáveis do PS a dizer que não se passa nada", e que "há um encobrimento do poder judicial sobre o poder político".

 

Há coisas que nunca mudam, realmente.



uma psicose de nunodc às 12:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
Sócrates pisca o olho à esquerda.

 

... é tempo de preparar medidas: a primeira será o casamento 'gay'.
 



uma psicose de nunodc às 11:25
link directo | psicomentar | psicomentaram (16)

Sábado, 31 de Janeiro de 2009
Haverá uma explicação?

Maria Adelaide de Carvalho Monteiro, a mãe do primeiro-ministro José Sócrates, comprou o apartamento na Rua Braamcamp, em Lisboa, a uma sociedade off-shore com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, apurou o Correio da Manhã. Em Novembro de 1998, nove meses depois de José Sócrates se ter mudado para o terceiro andar do prédio Heron Castilho, a mãe do primeiro-ministro adquiria o quarto piso, letra E, com um valor tributável de 44 923 000 escudos – cerca de 224 mil euros –, sem recurso a qualquer empréstimo bancário e auferindo um rendimento anual declarado nas Finanças que foi inferior a 250 euros (50 contos).

Leia mais pormenores sobre este caso, em exclusivo, na edição do CM deste sábado.

 

* passo a publicidade!


:

uma psicose de jfd às 10:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009
Frente Nacional de Defesa a Sócrates

FREE(port) Sócrates!!!



uma psicose de jfd às 09:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (16)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.