Sábado, 19 de Outubro de 2013
Guerra dos Tronos (Portugueses)

Casa Stark - CDS/PP

 

 

No CDS tal como na Casa Stark, a honra é algo de importante e as antigas tradições e religião ainda valem muito. É um partido conservador e paternalista que põe valores acima de facilitismo político. Podia provavelmente ter ocupado o Trono Férreo mas ainda que seja um partido de poder, está confortável numa posição secundária. No entanto, ser-se bonzinho paga-se caro e graças ao seu idealismo, tal como a Casa Stark, o CDS passa por dias difíceis, tendo os seus líderes históricos sido afastados e uma geração sedenta de poder traído alguns valores para ter um lugar na corte.

 

 

Casa Lannister - PSD

 

O PSD é como os Lannister, um partido de poder, paciente e altamente pragmático mas também um saco de gatos. Nesta casa nunca há dias monótonos: todos têm uma opinião e nenhum líder é incontestado. Também nunca estão muito afastados das rédeas do poder e quer no governo ou na oposição, estão preparados para lutar pelo seu território. O partido do meio termo, estão próximos da elite mas também procuram o apoio das massas, aderem a modas mas nunca com grande entusiasmo. Ocupam de momento o Trono Férreo mas quem se senta nele não tem grande mão na família...

 

 

Casa Targaryen - PS

 

Ambos vêm do exílio e com ideias revolucionárias mas infelizmente nem sempre estas se adaptam bem à realidade. Obtêm facilmente o apoio das massas mas têm medo de as contrariar. Afirmam-se próximos do mais humildes mas têm fortes raízes aristocráticas. Fãs de obras faraónicas, são fortes em visão mas dependem de outros mais capazes para concretização...

 

 

Casa Baratheon - PCP

 

Os Baratheon são impetuosos e irredutíveis. As suas convicções fortes dão-lhes valor aos olhos do povo, mas a convicção anda perto do fanatismo e por isso ninguém lhes confia o poder. Iconoclastas, são fãs de novas religiões e mitos mas tardam sempre em provar a vantagem de destruir o antigo. Resistentes e perseverantes, há que sempre contar com eles ...desde que a uma certa distância.

 

 

Casa Greyjoy - BE

 

Contra tudo e contra todos, de derrota em derrota, é a luta que é importante e não o resultado. Prosperam em alturas de crise do mesmo modo que o paranóico-esquizofrénico faz um bom teórico da conspiração. É a irreverência que lhes dá cor mas no fundo gostam da vitimização que vem com o ostracismo. Sonhadores e alternativos, têm pouca influência no processo político mas são frequentemente uma chatice de meia-noite.


 

Irmandade sem Estandartes - CGTP

 

Uma mutação genética deixada para trás pelos Baratheon, a irmandade é a 5ª coluna da Casa Baratheon no território inimigo da concertação social. Todos sabem de onde eles vêm mas o véu apartidário permite-lhes agradar aos muitos desiludidos com a guerra.

Nada do que defendem pode ser concretizado mas para já o projecto apenas necessita de 'ser do contra'.

 

 

Rei Alenmuralha - Geração à Rasca

 

O povo livre também pretende ser apartidário mas a verdade é que nunca conseguiram construir fosse o que fosse. A liberdade que defendem anda perto da anarquia e por isso afirmam-se mais pelo que querem, do que por aquilo que oferecem como alternativa. Um zeitgeist que não ficará para a história, são uma pequena voz ingénua de indignação no meio de um turbilhão ensurdecedor de lutas de poder.

 

 

Patrulha da Noite - Troika

 

Batem-se contra os caminhantes brancos, a dívida que apenas a muralha da austeridade consegue manter à distância. Ninguém se quer associar a eles, mas todos reconhecem a sua necessidade. Quando são necessários têm mais influência que o Trono Férreo, quando não são, todos os injuriam. Lá estarão na próxima crise a dizer 'bem vos avisámos'...

 

 



uma psicose de Miguel Nunes Silva às 19:06
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.