Terça-feira, 31 de Maio de 2011
O último episódio de Sócrates


uma psicose de Rui C Pinto às 22:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Horizontes Reformistas

  

Com o dealbar da década de 90, a exaustão normativa resultante da fricção da Guerra Fria e o triunfo dos regimes centristas no conflito bipolar, levou à emergência de alternativas híbridas nos espectros políticos da maioria dos regimes democráticos.

Nos espectros mais à esquerda – sobretudo na Europa – a “terceira via” providenciou fôlego para mais uma década de governação esquerdista e nos espectros mais à direita – América – o neoconservadorismo logrou oferecer um modelo tradicionalista que combinado com caracsterísticas estatizantes de esquerda, manteve intacta a evolução açambarcadora do aparelho Estado.

 

Assim, no rescaldo da crise financeira internacional uma das ideologias que sobreviveu foi a do Libertarismo – também apelidada erroneamente de neoliberalismo. Os conservadores mais puros foram forçados a recorrer a uma corrente ideológica alternativa tanto ao conservadorismo tradicional como ao neoconservadorismo.

 

Com o vazio ideológico que a terceira via deixou à esquerda e com a inspiração libertária a ganhar força por outras paragens, há quem agora defenda soluções libertárias para Portugal. Isto no entanto, não toma em conta as particularidades culturais e geográficas do nosso país.

  

A minarquia ou presença mínima do Estado na sociedade, só é justificada em sociedades aonde a sociedade civil é forte o suficiente para se reger sem auxílio central. Este não é o caso de Portugal. Portugal é um país relativamente periférico e pobre.

Em Portugal, o fraco sentido de responsabilidade individual exige instituições que se ocupem de incutir no indivíduo, deveres e obrigações.

 

 

Um outro problema com uma teórica implementação de políticas libertárias em Portugal seria o domínio político da classe média e 

  

classe média baixa. Nas sociedades formais e racionais do norte, o sentido de civismo garante que os recursos do aparelho estado são alocados consensualmente aos segmentos da população que mais deles necessitam.

 

Em Portugal, apesar da ética católica não ser dada ao informalismo caótico extremo de sociedades tropicais, ela é ainda assim pouco responsabilizadora do indivíduo, e como tal o fenómeno do assalto ao aparelho estado enquanto unidade distribuidora de rendas revela a tendência mediterrânica para a tirania da maioria.

Por outras palavras, o Estado em Portugal só dificilmente poderia contrair-se de modo a limitar-se a programas sociais para os mais necessitados, porque a classe média e média baixa colonizou o aparelho Estado e canaliza a sua redistribuição central de recursos para si mesma.

E a melhor prova disto mesmo foram os governos José Sócrates.



uma psicose de Miguel Nunes Silva às 11:54
link directo | psicomentar | psicomentaram (57)

A Tenaz (2)

Vitorino pediu o voto aos descontentes com o PSD!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É sabido que o PSD levou o país à ruína com a sua governação desastrosa dos últimos seis anos! 

 

E, entretanto, Paulo Portas ataca: "Peço aos portugueses que me dêem mais força para ajudar proteger os pobres, apoiar as pequenas empresas, dar autoridade aos professores, não permitir o clientelismo e contrariar o caciquismo..."

 

O PS morreu, já só resta o espernear histérico da adrenalina acumulada. O CDS, por outro lado, está vivo e muito vivo! E por isso merece mais atenção! E carece, sobretudo, de um exercício de memória... É que de clientelismo e caciquismo não deviam pedir meças a ninguém... Ainda nos lembramos todos do Jacinto Leite Capelo Rego e dos sobreiros de Abel Pinheiro... Há mais, todos sabemos, mas dava trabalho enumerar... Isto tão pouco serve de critica, é sobretudo uma constatação do caminho que o CDS escolheu para esta campanha eleitoral...



uma psicose de Rui C Pinto às 10:32
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Segunda-feira, 30 de Maio de 2011
Idiossincrasias da política portuguesa...

 

Imagem gentilmente roubada ao @manuelparreira, via twitter... Porque o que é bom, é para partilhar... (clicar na imagem para ir à fonte)

 

 

 

 



uma psicose de Rui C Pinto às 22:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Jovens violentos

Prisão preventiva?

Sinceramente penso que o bastonário terá alguma razão na parte em que conta que a prisão é uma escola do crime, mas da mesma forma considero o que disse agora Miguel Sousa Tavares; estes "jovens" têm de aprender que são responsabilizáveis.

Ainda ontem se falava do gangue que entrou num comboio e espalhou o terror. Todos com indícios, todos com a coacção míninima.

Onde está o meio termo?

Para mim é simples, quem não deve não temerá um Estado justo e uma justiça de mão pesada.



uma psicose de jfd às 20:32
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

A tenaz

Pedro Mota Soares:

"Tentar prejudicar o CDS com apelos ao voto útil é tudo menos responsabilidade, contenção, equidade e imparcialidade, é, aliás, exactamente o seu contrário"

 

José Sócrates:

"Acho que este apelo é apenas patético, porque já tinha visto muita coisa na vida política portuguesa, mas agora que se apelasse aos socialistas para fazerem um voto inútil contra tudo aquilo em que acreditam é que nunca tinha visto na minha vida"

 

Portanto, para quem não percebeu, o PSD é ridículo por tentar captar voto à sua esquerda, e irresponsável por apelar ao voto útil à direita. Resta mesmo ao PSD fazer tudo ao seu alcance para perder as eleições, por dever patriótico e de responsabilidade! Enquanto isso, uns dizem que há terceira via à direita e os outros apelam ao medo do centro invocando-se defensores de Portugal. Os dados estão lançados. A estratégia é simples: 

 



uma psicose de Rui C Pinto às 15:55
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

"Em questões sociais sinto-me à esquerda do PSD". E propostas, CDS?

Já todos estamos habituados aos chavões do CDS em campanha. Aliás, justiça lhes seja feita, é no que são bons: a inventar chavões. Senão tomemos esta campanha como exemplo. 

 

Alguém consegue nomear uma proposta concreta do CDS para resolver os problemas do país? Não. Porquê? Porque o CDS chega às campanhas eleitorais e vira megafone de lugares comuns. Uns chavões que encaixam em tudo e um par de botas. O CDS não apresenta um programa claro e concreto ao eleitorado, antes define o seu discurso em função das propostas do PS e do PSD. A estratégia é clara. O CDS está lá para o desempate. E o seu adversário é claramente uma maioria absoluta do PSD. É esse cenário que tem combatido e que tem marcado a sua campanha. 

 

O PSD veio propor privatizações... O CDS moderou o discurso: "Somos moderados e equilibrados, não temos uma fúria privatizadora". O PSD veio propor a redução drástica do tamanho do executivo para dez ministros... O CDS rejeita.

 

O Paulo Portas, imagine-se, até se sente à esquerda do PSD em questões sociais! Senão vejamos: sempre foi a favor de leis progressivas de legalização de imigrantes e integração étnica, sobretudo da comunidade cigana. Tem mostrado insistentemente a sua preocupação com as bolsas de pobreza e, por isso, defendido o Rendimento Mínimo de Inserção. Tem demonstrado total abertura para que as mulheres possam, com segurança e acompanhamento, proceder à Interrupção Voluntária da Gravidez. Faz campanha pelo direito à igualdade de acesso ao casamento civil por casais homossexuais. Tem vindo a fazer lobi para a discussão em torno da morte medicamente assistida e o testamento vital. Em suma, Portas que diz que não tem uma agenda liberal como a do PSD e reclama-se à sua esquerda. Devemos inferir que o CDS é o novo Partido conservador de centro-esquerda? O CDS já esteve mais longe do PCP... 

 



uma psicose de Rui C Pinto às 10:25
link directo | psicomentar | psicomentaram (21)

Domingo, 29 de Maio de 2011
Nunca houve boletim de voto tão simples


uma psicose de Paulo Colaço às 14:33
link directo | psicomentar | psicomentaram (15)

Sábado, 28 de Maio de 2011
Duelo de Credibilidade: Pinto da Costa Vs José Sócrates (2)

Lembram-se do Post Original, de 10 de Março?

 

Pois bem, o Porto está agora a lançar obrigações a 8%, a 3 anos.

O Estado já não emite, simplesmente anda à esmola ao MEEF (ou seja, Europa - porque tem de ser - e Asiáticos - porque querem ganhar peso político). A dívida ainda em circulação caiu tanto em valor que quem a comprar hoje obtém rentabilidades de 9,887% a 10 anos e 11,804% a 3 anos.

 

É esta a situação que Sócrates nos deixa.

Dizem que PPC não dá garantias. Bem, Sócrates dá. E mostra serviço. Resta ver que serviço ele deixa.

E o serviço da dívida é já maior do que a despesa em educação e aproxima-se do valor da despesa em saúde...

Socialismo nos lábios, Favoritismo na prática: de uns o voto pelo engano, de outros o voto pelo clientelismo. E assim ele pensa ganhar as eleições.

 

E para quem ache que o Passos vai conseguir livrar-se do FMI em 3 anos, leiam isto.

Como já disse, Portugal só se livra quando mudar de política e centenas de milhares ou mesmo milhões deixarem de viver à custa do estado.

Até lá, vamos viver do dinheiro de usuários. E isto nem a malta do Rossio pode evitar (aliás, até agravam, pois produzir é coisa que não lhes vejo e eles alguma coisa têm de consumir...)

 

Não sei se foi uma opção de vida correcta conhecer a política económica e as suas consequências. Se calhar devia concentrar-me mais nos mercados financeiros...



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 09:00
link directo | psicomentar

Português Técnico

 

Depois do Inglês Técnico, o problema parece agora ser o Português Técnico...

 

Finanças confirmam diferenças entre MoU original e a agora divulgada



Este governo usa todas as ocasiões para envergonhar o país, e o acordo com a Troika não podia ser excepção!

 

Ficam várias perguntas no ar:

Quais as diferenças entre os acordos?

Porque são tão importantes essas diferenças?

Qual é a legitimidade do governo para renegociar o acordo?
O novo acordo também obriga o PSD e o CDS, que não tinham conhecimento dele?

Quais as alterações relacionadas com o Código de Processo Civil e qual a sua justificação?

 

Enfim, é uma mais uma Socretice para os Socretinos "explicarem"...

 

 

 

 

 

 

 

 



uma psicose de Ricardo Campelo de Magalhães às 08:59
link directo | psicomentar

Sexta-feira, 27 de Maio de 2011
Arrancou, oficialmente, a corrida a Secretário Geral do PS

O tiro de partida foi dado por Almeida Santos, o Presidente do Partido: "Acho que José Sócrates, se não ganhar as eleições, vai ser difícil de segurar, mesmo como líder do partido."

 

E acaba com o doce beijo da morte: "Não estará agarrado ao poder, é evidente. Pelo contrário! Vai sair disto cansadíssimo, estafado e também precisa de repousar."

 

Almeida Santos é mesmo o Caronte deste Partido Socialista. Não faltará, no largo do Rato, quem esteja disposto a pagar o óbolo para a travessia... Francisco Assis e António José Seguro parecem os mais preparados... 

 



uma psicose de Rui C Pinto às 14:39
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Qual é o seu maior arrependimento desde que é lider do PSD?


uma psicose de jfd às 11:43
link directo | psicomentar

Afinal, quem é que recusa o diálogo?

O dia 26 de Maio, 4º dia de campanha eleitoral:

 

O dia foi marcado por uma polémica estulta e orquestrada em torno da Interrupção Voluntária da Gravidez. Senão, vejamos:

 

Em entrevista à Rádio Renascença, Passos Coelho defendeu que:

a última lei do aborto aprovada pelo Parlamento pode «ter ido um pouco longe demais» e tem de ser reavaliada, admitindo a possibilidade de realização de um novo referendo, mas apenas após essa avaliação.À tarde, Pedro Passos Coelho garantiu que não vai propor um novo referendo, mas admitiu que isso possa acontecer por iniciativa de cidadãos, lembrando que a ideia não consta do programa do partido. 

A reacção foi imediata pela voz de José Sócrates e não podia ser mais clara:

"Quem assim se comporta, não é merecedor de confiança", disse ainda o líder socialista, que se confessara "chocado", em declarações aos jornalistas, com o que ouvira nessa manhã ao seu homólogo social-democrata. No palco, gritou como pôde (a sua voz está a fraquejar), levando a assistência ao rubro: "Não queremos voltar ao tempo do aborto clandestino"

Porém, ao fim do dia, parece que afinal estamos todos de acordo e a alucinação política durante todo o dia não passou de ruído e vontade de fugir ao debate político. Quem esclarece é Augusto Santos Silva:

“É sempre possível melhorar as coisas. Nós entendemos que a lei deve ser constantemente avaliada, é uma evidência, visto que a Direcção-Geral de Saúde publica anualmente os relatórios sobre a aplicação da lei, esses relatórios são públicos, esses relatórios são discutidos e auditados pela comunidade médica, técnica e científica. A avaliação faz-se para que seja sempre possível introduzir  melhorias e eliminar imperfeições”

Afinal, não havia motivos para um dia de ataques ferozes em vozes roucas, de histeria colectiva contra ideologias medievais que nos querem mergulhar na penumbra da clandestinidade. Afinal, estamos todos de acordo quanto à necessidade de melhorar a lei do aborto e sobretudo avaliar os resultados da sua aplicação. Dito isto, não esqueçamos que é o Partido Socialista que defende o diálogo em torno de propostas e de soluções para o país! É o Partido Socialista que apela a entendimentos e repudia o ataque constante a José Sócrates. 



uma psicose de Rui C Pinto às 10:39
link directo | psicomentar

E em Bragança foi assim


uma psicose de jfd às 08:44
link directo | psicomentar

Sem palavras...



uma psicose de jfd às 00:06
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Quinta-feira, 26 de Maio de 2011
Sondagens & Audiências

Afinal parece que o investimento em sondagens du jour não interessa senão à nossa bolha de iluminados e interessados.

A SIC não subiu nada nas preferências de quem vê o telejornal. Também com as rubricas patéticas que estão a fazer sobre a campanha, com os repórteres que mais se querem mostrar que informar e com o péssimo trabalho que andam a fazer, não me admira nada.

 



uma psicose de jfd às 20:43
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

2ª sessão com Pedro Passos Coelho now live!

Aqui http://www.conta-comigo.com/inicio !

Ou aqui facebook.com/contacomigo



uma psicose de jfd às 18:50
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Nunca é tarde para ver a luz

Para Freitas do Amaral existem duas questões a que portugueses têm de responder nas eleições de 5 de Junho: querem continuar com Sócrates como primeiro-ministro? Passos Coelho tem condições para nos retirar da situação em que nos encontramos?

O ex-ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Sócrates responde, em duas páginas, às duas perguntas que coloca.

À primeira: "Vamos escolher para nos tirar do buraco negro quem nos atirou para lá?". Num artigo muito crítico para com a gestão que o actual primeiro-ministro fez da crise, Freitas diz que Sócrates "continuou cegamente a negar que Portugal precisasse de ajuda externa mesmo quando os juros da nossa dívida ultrapassaram os fatídicos 7%" e, "quando apareceu a borrasca, em vez de a tornear e conduzir o barco e os passageiros a bom porto, deixou-se levar para o meio da tempestade". A governação socialista, diz o ex-número dois do Governo socialista, "foi indo de mal a pior" e, agora, "está à beira de perder as eleições, recebendo o merecido cartão encarnado".

Quanto a Pedro Passos Coelho, Freitas do Amaral assume que tem uma "impressão francamente positiva" e aponta "pelo menos" cinco razões que tornam o líder do PSD como o mais indicado para suceder a Sócrates: tem capacidade para manter uma cooperação estratégica com Cavaco, Sócrates "recebeu-a mas deitou-a fora"; tem capacidade de diálogo com a oposição "sem arrogância e menosprezo pelo adversário", Sócrates foi perdendo-a "ao longo dos seus anos como primeiro-ministro"; Passos tem possibilidade de alcançar uma concertação social num momento difícil, "Sócrates nunca soube, ou não quis, aproveitar a sério"; Passos está "muito mais à vontade" perante as exigências da troika do que Sócrates que disse que "não estava disponível para governar com o FMI"; e, por fim, Passos Coelho já esclareceu que se coligará com o CDS caso vença as eleições, enquanto Sócrates ainda não encontrou um parceiro.

Freitas termina citando uma ideia de Karl Popper: "a grande vantagem da democracia não está só no direito do povo de escolher aqueles por quem quer ser governado" mas também "mandar embora aqueles por quem não quer continuar a ser governado". Tal como aconteceu nas eleições de 2005 entre Santana e Sócrates, em 2011 o fundador do CDS recorre aos artigos que habitualmente publica na revista "Visão" para dar conta do sentido do seu voto.

DE



uma psicose de jfd às 16:30
link directo | psicomentar | psicomentaram (21)

Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
Pedro Passos Coelho em directo de Bragança para o mundo - amanhã

Um cheirinho de como foi em Évora (a pergunta foi sobre os jovens e a abstenção);

 

facebook.com/contacomigo


uma psicose de jfd às 18:45
link directo | psicomentar

Os 31 no seu melhor!


uma psicose de jfd às 17:51
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Viva o cavalheirismo.


uma psicose de nunodc às 12:38
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

O país precisa de solução!

Rui Rio recebe, hoje, Paulo Portas na Câmara Municipal do Porto. É um sinal importante. É a prova inequívoca que à direita existe capacidade de diálogo, existe capacidade de entendimentos na procura de soluções para o país. O PS é incapaz deste diálogo e por isso é incapaz de participar na construção de alternativas de futuro. 

 

O PSD mostra-se, uma vez mais, empenhado na construção de pontes de diálogo com o CDS, e prova que a solução política do país tem de ser construída com uma maioria clara do PSD. 



uma psicose de Rui C Pinto às 12:28
link directo | psicomentar

Terça-feira, 24 de Maio de 2011
Campanha...

A campanha virou pornográfica! Depois de sabermos que o PS andava a recrutar formandos das Novas Oportunidades para uma acção de campanha em Vila Franca de Xira, assistiu-se a este acto de pornografia política:

 

A acção é de uma instrumentalização das pessoas e das suas vidas que me deixa perplexo. 
Passados alguns dias, foi a derradeira prova de falta de carácter deste Partido Socialista e daqueles que colaboram na montagem destes espectáculos premeditados. 
Em Évora não se instrumentalizaram os formandos das Novas Oportunidades, mas imigrantes, alguns com dificuldade de entender o próprio discurso de José Sócrates, o que explica eventualmente a felicidade com que o saúdam...
É deprimente e abjecta esta forma de fazer campanha. Mas pior e mais inexplicável é a falência intelectual de quem defende o que for necessário como os jugulares. Gente que aprendi a respeitar pela defesa que faz dos direitos dos outros, mas sobretudo pela defesa que faz pelo respeito pelos outros, e que abre mão da sua consciência e dos seus ideais por uma leve miragem do que foi em tempos uma ideia de país prometida por quem não a soube cumprir. 2005 está tão longe... Está longe ao ponto de agora confundirem claras demonstrações de falência de princípios com política partidária...


uma psicose de Rui C Pinto às 20:43
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

A ver se nos entendemos

Paulo Portas, no Frente a Frente com Pedro Passos Coelho, acusou os autarcas do PSD de caciques

 

Os autarcas do PSD não gostaram da acusação.

 

Luis Filipe Menezes responde a Portas com política

 

Agora vejo Portas na televisão queixar-se dos ataques e recusando fazer uma campanha de maledicência. 

 

Conclusão: Portas aprendeu a lição. 

 

Julgo que estamos todos esclarecidos e podemos dar o assunto por encerrado. 



uma psicose de Rui C Pinto às 20:32
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Finalmente!!!!!

 

«Esta responsabilidade não cabe a Pedro Santana Lopes, nem ao PSD, nem à Alemanha, nem aos EUA, nem ao BCE, nem à UE, nem ao FMI a quem pedimos ajuda. A responsabilidade tem um nome em Portugal e que é José Sócrates», atacou Pedro Passos Coelho

 

FINALMENTE! Finalmente o PSD assume aquilo que muito boa gente teve vergonha de dizer. Finalmente deixamos de atirar para dentro e mostramos que temos perfeita noção das responsabilidades de cada um. E finalmente temos um líder do PSD sem vergonha de quem Governou antes de José Sócrates.

 

Tiro-lhe o chapéu. E digo mais: o tempo e a história demonstram claramente o MAIOR erro que foi o dia 20 de Fevereiro de 2005, em que elegeu esta gente que governa Portugal.



uma psicose de Diogo Agostinho às 20:17
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

Socas apelou ao voto na vizinha Espanha e foi o que foi LOL


uma psicose de jfd às 18:59
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Já se sabia em todo o lado mas agora é oficial

Os técnicos do Parlamento detectaram que o Governo adiou o pagamento de compromissos assumidos pelo Estado no valor de 205,9 milhões de euros, só no primeiro trimestre deste ano. Com os atrasos nos pagamentos, a execução orçamental reportada pelas Finanças ficou beneficiada. A conclusão consta da análise da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) ao andamento das contas públicas nos primeiros três meses de 2011.

Tal como o Diário Económico já tinha noticiado a 21 de Março, o Governo adiou alguns pagamentos do Estado assumidos no primeiro trimestre deste ano, melhorando dessa forma o retrato da evolução das contas públicas em contabilidade de caixa (aquela que não tem em conta os compromissos assumidos e ainda não pagos) e distanciando-se do valor do défice em contabilidade nacional - aquele que importa para o apuramento da meta de 5,9%, prometida aos portugueses, à Comissão Europeia, ao Banco Central Europeu e ao FMI.

"A melhor execução na óptica de caixa beneficiou de um crescimento das dívidas dos serviços integrados", lê-se no relatório da UTAO, que explica que lhe foi dado acesso a mais informação do que aquela que é habitualmente publicada por parte da direcção-geral do Orçamento (DGO), nos boletins de informação mensal.

 




uma psicose de jfd às 12:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Audiências & Sondagens

Hoje a SIC entrará na nova moda em Portugal, a Sondagem do dia (à noite).

Curiosamente Francisco Assis veio a público dizer como respeita Pedro Passos Coelho respondendo a Basílio Horta que disse haver apenas dois políticos com P grande; Sócrates e seu novo amigo desde sempre; Paulo Portas.

Ora como já disse antes vocês reparem que o tom da manhã e da tarde é o caminho para a bomba do início da noite que é a revelação sondagem no canal de televisão. Sondagem essa que muitos já sabem desde agora, outros tantos desde a tarde e muitos desde depois. O povo, enfim, não me parece muito interessado, mas vamos ver se a novidade SIC vai alterar o interesse dos portugueses no que toca aos jornais da noite na televisão.

Agora o que inferir de uma manhã que inicia com um PS brando como um gato a mandar mimos para todo o lado, especialmente para Pedro Passos Coelho? Quem adivinha antes das 20h? 

 

www.mediamonitor.pt



uma psicose de jfd às 09:59
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Segunda-feira, 23 de Maio de 2011
Pedro Passos Coelho em directo

E foi assim a 1ª conversa com o Pedro Passos Coelho pelo Facebook e ao vivo em Évora.

Conversa franca, com o tempo curto mas que foi a possível.

Inscrevam-se para dia 26 em Bragança, 31 em Coimbra ou dia 3 em Lisboa em www.conta-comigo.com

Digam de vossa justiça no facebook.com/contacomigo

 

 



uma psicose de jfd às 22:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Procura-se parceiro/a

 

Jovem com 6 anos de experiência profissional na arte de espectáculos visuais, com conhecimentos em informática, uso pleno de tecnologia de ponta, última sensação do mercado, Magalhães, conhecimento em línguas: inglês técnico, portunhol, com contactos profissionais em Caracas, Madrid e Berlim, sabe que o emprego está acima de qualquer amizade, procura parceiro/a para dança caliente, enquanto os espectadores (portugueses) se queimam nas novas oportunidades de perderem emprego e contraírem dívidas.

 

Contactar: Largo do Rato! É SIMPLEX!



uma psicose de Diogo Agostinho às 21:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Interessante

Claro que as campanhas pela manhã sabem logo dos resultados das sondagens e assim dirigem a voz do seu discurso. Têm ainda os resultados dos seus focus groups e sondagens internas. No PSD foi claro o pedido pela maioria de que Portugal necessita, por parte do Governo em gestão para lá das trapalhadas com as nomeações que não foram feitas mas que afinal eram 6 ao final do dia, decidiram que Socas deveria deixar de falar de PPC e do PSD para não se enterrar mais. Já Paulo Portas continua na dele de que não vai baixar o nível porque respeita muito as palavras do PR. Ó cinismo demagogo! Enfim. Foi assim mais um dia que ainda não terminou.



uma psicose de jfd às 20:08
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Lá estou eu com o meu mau feitio...

A Ana Sá Lopes diz hoje no i que o Paulinho das Feiras é o Nick Clegg cá do sítio. Eu não concordo; ele gostaria de o ser mas não é.

Mas acompanho a jornalista quando ela observa que há muito que o discurso do CDS tem abandonado o núcleo duro que fez com que PP voltasse à ribalta depois da carreira de sanguinário jornalista. E mais acrescento; Paulo Portas é fantástico politicamente a dominar o momento, a realidade e a necessidade du jour. Não é leal nem a si próprio e a convicção apenas serve o supra objectivo que é o poder. Chegar ao poder. Já se dá ao luxo de nem sequer andar em bicos de pés. Do alto de grandes tamancos já grita que é candidato a primeiro-ministro. Tenha juízo o senhor e quem sendo do PSD me diz que vai nele votar. Pois perco o respeito intelectual de quem me diz isso assim como perco aquele que teria por quem sendo do BE e sempre vociferou contra Sócrates, agora vai votar neste tão somente porque a direita mete medo... Pois vão ser estes idiotas úteis votantes do CDS e do BE (que como já disse mil vezes são o mesmo partido - falam, falam e falam e nunca serão consequentes) que vão estragar isto tudo se não começam a pensar como deve de ser e a verificar que claramente existe apenas um caminho claro para a mudança.

Pensai senhores, pensai!



uma psicose de jfd às 16:56
link directo | psicomentar

Ryder Cup

 

O nosso grande "visionário" que dá nome a uma Avenida em Paços de Ferreira, capital do móvel, depois do enorme apoio que deu ao...IKEA, o homem que fala aos chineses, na China da "mão-de-obra" portuguesa, o homem que faz da Assembleia da República um excelente local de touradas, não se ficou por umas aulas "encomendadas" lá pelos States.

 

Este grande amigo de Chávez foi mais longe. Quando tinha a função de trazer para o seu País uma competição importante como a Ryder Cup, considerada por muitos uma das maiores competições mundiais, em que se estimava ter um impacto no País, Portugal mesmo, de 500 milhões de euros, este senhor da dupla alegrete Pino&Lino esquece-se do seu outrora ALLgarve e lá se rendeu aos encantos da...Comporta.

 

Ora, não digo que a Comporta seja um mau local, antes pelo contrário, existe um grupo económico que se encontra a recuperar a zona, porém, num País que acaba de pedir ajuda externa, que se encontra à beira da bancarrota, resultado também da governação desastrosa desse artista, apresenta uma candidatura a um torneio de golfe de um local em que se teria de construir quase tudo de raiz. Quais novos ricos. E o seu ALLgarve que tem hóteis, campos de golfe, condições já existentes, lá ficou esquecido.

 

Quando é este o nível de competência, encontramos resposta para o ponto em que nos encontramos!



uma psicose de Diogo Agostinho às 07:34
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

PS e CDS se o namoro é a dois, para quê envolver terceiros?

Que se recordem as pessoas do que foi dito por Sócrates e de como foi o debate entre JS e PP.

 

"Com certeza". Foi assim que o secretário-geral do PS, José Sócrates, respondeu
hoje quando questionado se aceita Paulo Portas e Passos Coelho como ministros
num Governo de coligação por si liderado.

 

Claro que PPC disse que PP não era o seu inimigo, mas isso é PPC. E eu sou eu.



uma psicose de jfd às 02:13
link directo | psicomentar

A TVI no seu melhor

 

Como é fácil desmontar a máquina PS com um pouco de astúcia e olho vivo.

Epá... porque não pegam os media naquilo que se tem passado por Portugal? Mais ainda porque não é fielmente retratada a campanha que por aí anda?

É incrível o medo e o terror da máquina do Governo...



uma psicose de jfd às 02:06
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Domingo, 22 de Maio de 2011
A TAP está com promoções para os EUA e para o Brasil.

Gastos com funções sociais subiram cinco mil milhões de euros nos governos de Sócrates. Há 4.5 milhões a depender do Estado. A Segurança Social estará falida daqui a 25 anos.

 

Veja qual a sua idade e faça bem as contas. Eu parto daqui a um mês e pouco. 



uma psicose de nunodc às 09:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Começou a campanha!


uma psicose de jfd às 04:32
link directo | psicomentar

Sábado, 21 de Maio de 2011
LOL



uma psicose de jfd às 21:24
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Esclarecedor


uma psicose de Miguel Nunes Silva às 14:39
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Uma boleia em risco!

Quando o País assim o exige, o parceiro natural do PSD é o PP.

Mas que PP?

O PP correcto, intelectualmente honesto e empenhado no day after.

Paulo Portas está a ser o contrário disto!

Vai longe a correcção com que tratou Manuela Ferreira Leite e o companheirismo existente nos seus Governos com Barroso e Santana.

O que se passa?

Parece que Paulo Portas está a fazer tudo para que o PSD prefira governar em minoria do que levar para o Governo estes amigos de Peniche…



uma psicose de Paulo Colaço às 03:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.