Terça-feira, 31 de Agosto de 2010
UV 2010: Dia 2

 

Ao segundo dia da Universidade de Verão, Marcelo Rebelo de Sousa deu a aula da tarde, falando da social-democracia em tempos de crise.

O desafio psicótico que fizemos a três dos participantes não foi tão simples quanto isso: reportar a aula do antigo líder do PSD. Cá está:

 

“Hoje toda a gente quer ser social-democrata”: esta foi uma das frases proferidas por MRS na aula desta tarde na UV.

Segundo o Prof, a social-democracia é a única solução depois do marxismo ter falhado avassaladoramente, e o capitalismo aliado ao liberalismo ter sucumbido com esta crise económica.

Sendo a social-democracia um modelo flexível e adaptável às constantes mutações temporais, não se contentando em defender uma democracia política, MRS defende também uma democracia económica e social. Acrescentando que um partido com esta matriz nunca colocaria em causa a justiça social, porém a mesma tem de ser medida com bom senso e equilíbrio.

Como social-democrata e, por conseguinte como reformista, defendeu as reformas da justiça, da administração pública, da educação e da saúde. E alertou para os novos desafios da sociedade, nomeadamente o combate à exclusão no que concerne a alguns grupos sociais.

Para dentro do Partido, apelou à unidade na diversidade e à preparação doutrinária e ideológica para termos um projecto amadurecido.

O Prof. fez uma intervenção realista e directa capaz de cativar toda a plateia que respeita a inteligência e postura do orador.

João Antunes Santos

 

 

Ao bom estilo do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, a aula foi guiada a alta velocidade, abarcando o passado da Social-Democracia como premissa para a variante actual e, indeclinável na previsão daquela que sucederá à que vivemos. Ao se afirmar um convicto social-democrata, e por falar muitas vezes da experiência pessoal, permitiu aos participantes conhecerem uma visão directa sobre a sua forma em terras lusófonas.

Através da referência a diversos livros, sustentou o aparecimento da Social-Democracia em Portugal, o percurso e os desafios dos nossos dias perante aquilo que diz serem “as várias crises”.

Rematou a intervenção ao descrever o papel do Estado Social-Democrata, incidiu nos desafios imediatos para a ideologia e para o próprio partido laranja.

Sofia Manso

 

 

Social-Democracia: novas realidades, novas soluções, os mesmos valores

 

2º dia de UV. Depois dos primeiros trabalhos e de entrar no espírito Uviano tivemos o prazer de receber entre nós um dos expoentes máximos da social-democracia em Portugal: o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa.

De realçar a simpatia, a simplicidade e a acessibilidade do discurso. Se estas são características que marcam qualquer pessoa que conheça o Prof. Marcelo apenas dos seus comentários políticos televisivos, mais ainda se destacam neste ambiente da UV.

Quanto ao conteúdo, a intervenção de MRS abordou várias áreas, desde a formação ideológica do partido e da social-democracia, até à própria história da democracia em Portugal, passando por temas como a importância da JSD e da UV na formação de jovens políticos. Daqui, gostaria só de realçar a definição clara e inequívoca da social-democracia, que a distingue do marxismo, do conservadorismo e do liberalismo. Na verdade, esta diferença torna a social-democracia apetecível para alguns partidos, como o Partido Socialista, que sem renegar à esquerda (como é compreensível do ponto de vista eleitoral) acaba por muitas vezes tentar ocupar o lugar da social-democracia, que desde sempre, e com muito trabalho, foi ocupado pelo PSD.

Mas deste texto prefiro destacar alguns temas que pessoalmente me são mais atractivos e que se prendem com as prioridades do PSD agora, no fundo, tal como o tema diz, “em tempos de crise”. Daqui, MRS realçou 4 desafios imediatos para o PSD:

- Fazer reeleger Cavaco Silva (que é como o Professor Marcelo afirmou o mais social-democrata dos líderes do PSD);

- Revisão Constitucional;

- Resposta à crise;

- Ser Governo.

 

No que diz respeito à reeleição de Cavaco Silva, pouco há a dizer. Obviamente será sempre objectivo do PSD a eleição de um Presidente Social-Democrata.

Na Revisão Constitucional, pela actualidade do debate e pela importância que este terá na situação política nos tempos que se aproximam, achei a intervenção do Professor Marcelo especialmente importante. Por uma lado, apela a que o PSD defina de forma clara quais os seus objectivos com esta proposta e quais as condições para levar a cabo uma Revisão. Por outro lado, realça a importância de o PSD saber explicar aos portugueses que uma Revisão Constitucional não é um programa de Governo, quer-se isenta, neutra e terá de ser resultado de um consenso entre partidos e essa é uma das coisas que a esquerda tem tentado esconder. Outra das coisas que a esquerda tem tentado esconder é no que se centra afinal o debate entre PS e PSD em áreas como a saúde e a educação. O PSD, como partido da social-democracia, não quer acabar com o SNS ou com a escola pública. O que se pretende é que, perante uma crise como a que enfrentamos, se possa taxar de forma diferente o acesso a estes serviços consoante as possibilidades de cada um. E repare-se, o texto proposto pelo PSD permite que numa situação em que não haja uma asfixia do Estado Social, as taxas moderadoras voltem a ser iguais para todas.

 

Na resposta à crise, MRS salientou que além do saneamento financeiro imposto pela crise económica e que terá obrigatoriamente de passar por cortes na despesa, é necessário intervir também na crise social, nomeadamente no desemprego. Mas permitam-me que me centre no corte na despesa pública. Sobre este aspecto, MRS disse uma coisa importantíssima. Não podemos andar a cortar aqui e ali sem saber afinal o que queremos. Temos de definir que serviços é indispensável que o Estado preste e, só depois, poderemos ver de que recursos precisamos e então distribui-los.

 

Por fim, e porque já me estou a alongar mais do que desejaria (mas menos do que o suficiente para analisar devidamente tão valioso contributo), o PSD tem de chegar ao poder. E tem porque é o partido que realmente pode fazer a diferença e colocar Portugal no rumo certo. Mas não haja pressas. O PSD tem, mais do que nunca uma responsabilidade perante os portugueses, de se assumir como verdadeira alternativa e de conseguir implementar um projecto sério e realista. Para isso, será bom que se trilhe um caminho de amadurecimento do projecto do PSD, para que quando for poder o PSD possa resolver os problemas do país e corresponder às expectativas dos portugueses.

Nuno Carrasqueira



uma psicose de PsicoConvidado às 23:50
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 23:08
link directo | psicomentar | psicomentaram (28)

Ai a dor...

 

 

 

 

Anda por ai uma celeuma enorme acerca da Universidade de Verão de 2010. Parece que há algumas confusões sobre o programa, e em especial sobre a natureza pública ou privada do ensino. Mas, como um blog de antigos UVianos, temos sempre todo o prazer em colocar os pontos nos proverbiais "i"s.

 

É que sabem, a questão não é se o ensino é publico ou é privado. A Educação é pública e de alta qualidade. Que o digam António Carrapatoso, Marcelo Rebelo de Sousa, Guilherme de Oliveira Martins (esse perigoso "laranja" da direita Neo-Liberal "Fassista"), entre outros.

 

Nós entendemos que tenham pena de não ter um evento deste nível. A sério. Um dia destes teremos o maior prazer em explicar como se faz Formação Política a Jovens, a sério, sem churrascos, tendas e bandeirinhas.

 

Até lá, é favor continuar a circular, que por ali estuda-se Política a sério.



uma psicose de Guilherme Diaz-Bérrio às 16:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Um blog a não perder

 

Este é o blog da Universidade de Verão de 2010.

Está a ser um êxito esta edição... para não variar!



uma psicose de PsicoConvidado às 14:55
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 23:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Quem é sério afinal (4)?

 

O PSD continua a marcar pontos junto da sociedade Portuguesa. Pontos de seriedade e de esperança perante a inabilidade de quem se julga dono da razão, do pais e do futuro dos Portugueses.

Miguel Relvas ontem na abertura da Universidade de Verão apontou a Sócrates “um discurso político bipolar”, de sofrer da “síndroma da bruxa má” e de “até meter dó pela forma como se agarra a algum indicador, por mais insignificante que seja”. Referindo-se a Pedro Passos Coelho, o secretário-geral do PSD, classificou-o com “um homem que indica os caminhos”. “Daqui a três anos, no fim da legislatura, os portugueses saberão o que é melhor”. E eu acredito que é este o caminho que como partido estamos a trilhar e a demonstrar aos Portugueses; séria e serenamente.

No que toca ao OE, Miguel Relvas foi claro "Temos dito sempre que há sacrifícios que têm de ser feitos e esses sacrifícios têm de começar por aqueles que têm mais condições, não podemos tratar por igual o que não é igual. O grande problema não é o Governo querer mexer nos escalões mais altos", o grande problema é que para o PSD é "inaceitável" o Executivo querer mexer a partir do terceiro escalão. Este é o PSD que defende a classe média, assegurando o seu futuro, mas não em promessas ocas e eleitoralistas mas sim com a responsabilização da sociedade e com a tónica naquilo que é possível ignorandocenários rosas de utopias inatingíveis.

"Chegou a hora de Portugal passar a ter um novo primeiro-ministro, uma nova equipa, quando tivermos de ter eleições, porque nós não temos como objectivo a procura da instabilidade, nós somos institucionais"

 

DN, Público, JN, i, CM, SIC, TVI



uma psicose de jfd às 12:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Obama, Ossama, Hussein…

Depois de Barack Obama ter apoiado a criação do complexo dedicado ao ensinamento do islamismo junto ao Ground Zero, uma sondagem revelam que quase 1 em cada 5 americanos acha que Obama é muçulmano.

 

Apenas 34% o vêem como cristão, embora seja essa a sua verdadeira religião e acusam-no de ser um protestante demasiado discreto.

 

Numa sondagem anterior realizada em Março de 2009, 11% dos inquiridos afirmavam que Obama era muçulmano e agora já são 18%.

 

Apesar de ter vindo a público negar que era seguidor de Alá, os rumores e interrogações continuam entre os americanos. O seu pai era muçulmano, apesar de pouco ter convivido com ele, mas isso chegará para convencer um povo que olha por cima do ombro?

 

Os Republicanos aproveitam e avançam a todo o vapor para as eleições no Senado em Novembro. Ao mesmo tempo, multiplicam-se as manifestações pró-america conservadora.

 



uma psicose de Beatriz Ferreira às 00:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010
UV 2010: Dia 1

 

Para esta edição de 2010, o Psicolaranja decidiu dar voz aos participantes.

Assim, diariamente, dois ou três UVianos escreverão neste blog.

 

Sandra Gomes

29 anos

Porto

 

Por mais um ano, Castelo de Vide recebe 100 jovens sociais-democratas vindos de todo o País, para uma semana de formação política e intercâmbio de experiências e das várias realidades de Portugal.

As expectativas são elevadas, devido aos relatos dos participantes das anteriores edições e do mito que envolve esta iniciativa.

Com esta participação, pretendo desenvolver as minhas capacidades e conhecimentos ao nível político e pessoal, conhecer a visão de outros jovens sobre a política, fazer amizades e divertir-me imenso.

Espero adquirir o know-how que possa usar na melhoria do nosso País.

Todos dizer que será uma semana cheia de trabalho… vamos a ele!

 

Fernando Gomes

25 anos

Coimbra

 

Espero que esta UV seja para mim um importante passo para a minha formação política e na qual continuo a acreditar que ser político é desafiar o futuro e servir os cidadãos.

Estar na UV é enfrentar a responsabilidade de ajudar as populações, é deixar de ser parte do problema para ser parte da solução.

 

Francisco Oliveira

15 anos (feitos hoje!!!)

Vila Real

 

As minhas principais expectativas para a Universidade de Verão de 2010 são: compreender a democracia social na dimensão económica, justiça e justiça social, quer no trabalho, na saúde ou na educação.

Isto para, a médio e longo prazo, poder contribuir para uma sociedade justa e equilibrada.

 



uma psicose de PsicoConvidado às 21:29
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 23:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Há pois é!

 

Pelas bandas do 4R - Quarta República, pode ler-se o seguinte:

 

"As empresas públicas adstritas à Direcção-Geral do Tesouro apresentavam, com referência a 2009, um endividamento de 25 mil milhões de euros, cerca de 15% do PIB. Durante o ano, a dívida cresceu 13%.
(...)
E porque não geram meios para reembolsar a dívida, terá que ser o Estado a proceder ao pagamento. O que significa que à dívida pública directa do Estado, no fim do ano, terá que se somar mais cerca de 17%, porque as empresas continuaram a endividar-se em 2010. A dívida pública aproximar-se-á dos 110% do PIB. Sem os compromissos com as PPP e outros relevantes.Preparem-se pois para aumentos brutais das tarifas de transporte. Quem vos avisa..."

Mais engraçado que o aumento (previsível) das tarifas dos transportes é uma pequena conta que se faz no fundo do "proverbial envelope":

 

Nos EUA, por cada 1 por cento de defice o spread das obrigações do tesouro sobe quase 0,3 por cento. Relembre-se que isto é o país com a moeda de reserva, logo não terá problemas com as obrigações no futuro previsível. E relembre-se que ainda não passaram os 100 por cento de dívida pública.

 

Agora juntemos 110% do PIB em Divida Pública, mais 100+% de dívida externa, mais défices públicos de 9 por cento (esperem pelo Orçamento Rectificativo!), mais 10% de défice externo anual, mais o "risco Portugal" (também conhecido como o risco "podem dizer o que vos apetecer, vocês já não são fiáveis e já venderam os anéis!"), mais umas quantas obras de arte contabilistas (aumentos de capital da CGD, anyone?) e, o futuro é tudo menos... erm... Rosas!

 

Food for thought!



uma psicose de Guilherme Diaz-Bérrio às 14:01
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Nação? Naa, cada um por si

 

Bem sei que hoje vivemos num mundo individualista e egoísta. Que a noção de vale tudo para promover o que é nosso pode passar por cima de tudo e todos. Uma notícia que nos enche de orgulho, a distinção de Guimarães como Capital Europeia da Cultura acaba por ser "chamuscada" pelos "brilhantes" marketeers da campanha de promoção desse evento.

 

Ora o que nos dizem os cartazes a promover Guimarães 2012? Nada mais, nada menos que uma imagem de uma praia vazia, sombrinhas em baixo e uma legenda a revelar ser a Costa Algarvia a 2 de Agosto de 2012.

 

Sublime como se promove um evento de cultura a atacar outra região de praia. Bem sei que quanto mais der que falar melhor, não há publicidade negativa que não ajude. Mas há limites caramba. Não há mais nada que sirva para atrair as pessoas a irem até ao berço do País?

 

Melhor ainda é o apoio do Turismo de Portugal a esta campanha. De facto, que bela visão estratégica têm estes senhores.



uma psicose de Diogo Agostinho às 07:52
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Domingo, 29 de Agosto de 2010
Republicanos na América (12)

 

Olá o meu nome é Ken Mehlman. Sou republicano e fui dos principais arquitectos em conjunto com o Karl Rove responsável pela re-eleição de Bush em 2004. Se bem se recordam, e como o JFD já por aqui disse muitas vezes, nestas eleições estavamos um pouco lixados por causa do Iraque e também por não termos feito nada pela nossa base de eleitores cristão devotos. Então no que pensámos? Radicalizar sobre o casamento gay fazendo do tema uma lata de redbull para os nossos tão queridos fãns de extrema-religião. Epá custou um pouco mas o resultado foi espectacular. Bush foi re-eleito como nunca e as bases estavam com o Partido. Foi lindo. Tenho muito orgulho nessa campanha e não tenho vergonha nenhuma de termos utilizado o bixo papão do casamento gay para dividir a América, aterrorizar os conservadores e fazer esquecer da porcaria de guerra em que nem deveríamos ter entrado.

 

Ha! Uma coisa menos importante, dei uma entrevista este mês em que saí do armário! Beijosssssssssssss!

 



uma psicose de jfd às 14:35
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

Fim da 2ª via á direita?

Desde algumas semanas para cá se tem falado numa alternativa da direita católica á recandidatura de Cavaco Silva, especialmente após a promulgação do casamento entre indivíduos do mesmo sexo.

 

Surpresa das surpresas, o líder supremo da igreja católica decide nomear o Presidente da República como Cavaleiro da Ordem Piana, a segunda mais importante distinção do Vaticano.

 

Machadada final na direita católica "insurgente"?



uma psicose de Rui Cepeda às 00:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Sábado, 28 de Agosto de 2010
McUniversidades

Britain: The Disgrace of the Universities

 

Há quem fale em criar cursos orientados para o mercado. Nada contra. Mas isso não se pode fazer à custa da completa desumanização do ensino.

Há que parar a tendência de hoje de universidades que cospem licenciados que são especialistas na sua área, mas ignorantes em tudo o resto.

 

Fala-se de ética de empresários, mas aprende-se nas universidades? Não, sabe Deus que ética tem pouca saída.


:
: The Wall - Pink Floyd

uma psicose de José Pedro Salgado às 18:42
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

A balada de Sócrates ao défice...

 

The road is long
With many a winding turn
That leads us to who knows where
Who knows when
But I'm strong
Strong enough to carry him
He ain't heavy, he's my brother.

So on we go
His welfare is of my concern
No burden is he to bear
We'll get there
For I know
He would not encumber me

He ain't heavy, he's my brother.

 

If I'm laden at all
I'm laden with sadness
That everyone's heart
Isn't filled with the gladness
Of love for one another.

It's a long, long road
From which there is no return
While we're on the way to there
Why not share
And the load
Doesn't weigh me down at all
He ain't heavy, he's my brother.

He's my brother
He ain't heavy, he's my brother.



uma psicose de João Marques às 15:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Sexta-feira, 27 de Agosto de 2010
És grande e farás falta!

 

Exmo. Senhor Presidente,
Dr. Gilberto Madaíl,

 

Venho, pelo presente, e formalmente, comunicar junto de V.Exa. que, a partir desta data, e em virtude de motivos de ordem pessoal, não poderei estar disponível para representar oficialmente, e como jogador profissional, a Selecção Nacional de Futebol.

 

Na verdade, e após uma profunda reflexão, acredito que chegou o momento de colocar um termo à minha presença enquanto jogador profissional a representar a nossa Selecção dentro de campo, dando assim espaço também a que novos valores possam fazer o seu percurso de sucesso, tal como também a mim no passado me foi dada essa oportunidade.

 

Recordo ainda hoje com muito orgulho o dia em que, com 15 anos, representei Portugal pela primeira vez, e desde essa data outros fantásticos momentos como ter sido Campeão Europeu de Sub16, a minha primeira internacionalização A contra Israel jogo em que marquei também um golo, ter sido Vice-Campeão Europeu em 2004 naquele que foi considerado o melhor Europeu de sempre e organizado pelo nosso País, bem como ainda o Mundial de 2006 em que vivi os melhores momentos que jamais esquecerei.

 

Foi uma tremenda honra e prazer vestir a camisola da Selecção Nacional e representar e servir Portugal durante todos estes anos, e estou extremamente orgulhoso por ter feito parte de equipas tão extraordinárias que conquistaram tantas vitórias neste mundo do futebol.

Estou igualmente agradecido a todos com quem vivi os meus momentos na Selecção Portuguesa de Futebol, designadamente, colegas, médicos, massagistas, seleccionadores, treinadores, corpo técnico e dirigentes, por todo o apoio, formação, experiência e conduta que me transmitiram e que partilharam comigo ao longo de todos estes anos.

 

Aproveito esta oportunidade para partilhar que continuarei sempre a apoiar a Selecção de todos nós fora das quatro linhas, e ainda para desejar a todos os maiores sucessos futuros.

 

Com Amizade,

Simão Sabrosa



uma psicose de Paulo Colaço às 19:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

"Novas Oportunidades" de negócio

 

Imaginemos alguém que tirou o 12º ano com as novas oportunidades, no entanto continua no desemprego, portanto lembrou-se de ganhar algum dinheiro com a venda do seu trabalho das novas oportunidades.

Numa pesquisa básica encontrei logo este anúncio.

Como noticia o Público, a Agência Nacional para a Qualificação está a par deste negócio, a ver vamos se este assunto terá algum desenvolvimento. Enquanto o facilitismo existir e o 12º ano se fizer por trabalho a fraude é fácil, a fiscalização difícil e dúvido muito que este negócio desapareça.



uma psicose de Catarina Rocha Ferreira às 13:52
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Governo simplifica contratação de pessoal a termo para toda a função pública

Em vez de os candidatos passarem por uma prova de conhecimentos, avaliação psicológica e, em alguns casos, entrevista, e desde que o dirigente máximo do serviço assim o entenda, bastará fazer a avaliação do currículo e decidir qual o candidato que melhor se adequa ao lugar.

 

O objectivo desta mudança, diz o Executivo, é encurtar a duração dos concursos, que, em alguns casos, ainda demoram entre nove meses e um ano.

 

Tudo isto me parece completamente absurdo!!! Alguma empresa de qualidade no mundo contrata alguém por base apenas no seu currículo? Geralmente na fase final de qualquer procedimento de selecção o currículo até se torna insignificante!

 

Parece-me mais uma habilidade para viciar ainda mais a contratação pública e contribuir para mais compadrio, mais ineficácia, mais incompetência!!!

 

P.s(d): E os senhores dos sindicatos aplaudem!!! (eles já não vão ter que concorrer, não é?)



uma psicose de Rui Cepeda às 13:17
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Psico ALERTA!

A Internet esteve em baixo em Portugal mas nós continuámos a dar sumo!

Obrigado a todos os que conseguiram e continuam a chegar até nós ;)

*alterado depois do almoço ;)



uma psicose de jfd às 12:08
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Quem é sério afinal? (3)
O Partido franja continua a colar-se ao PSD e ao PS para ter tempo de antena. É triste, como já disse, ver um CDS que se quer responsável e amigo, alinhar na espuma dos dias, na espuma dos média e ter este tipo de discurso. Já disse e repito que preferiria um CDS mais sério e alinhado com uma estratégia para Portugal e não com uma estratégia eleitoralista...
Paulo Portas teme que a guerra de palavras entre José Sócrates e Passos Coelho sobre a revisão constitucional seja apenas uma cortina de fumo inventada para esconder um novo acordo de austeridade para o Orçamento de Estado para 2011. Este será um dos pontos fortes do discurso que o líder do CDS-PP vai fazer amanhã, em Aveiro, no pontapé de saída do ano político. Portas terá uma palavra de elogio para Passos Coelho pela promessa de que não aprovará um Orçamento com "cortes nos benefícios fiscais" na saúde educação. Mas o líder do CDS não deixará de tentar pôr Passos em xeque insinuado que os sociais-democratas estão a preparar-se para fazer um acordo no OE.

DN



uma psicose de jfd às 11:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Quem é sério afinal? (2)

 



uma psicose de jfd às 11:45
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Duarte Lima

 

Não faço ideia do envolvimento de Duarte Lima neste caso Feteira que tem sido notícia de Verão até à exaustão. Vejo que há milhões, há traições, há filhas, há José Miguel Júdice, vejo isso tudo e percebo que os condimentos para novela a render o peixe são mais que muitos.

 

Porém, estranhei que ao longo deste tempo, apareça uma notícia de uma morte de Dezembro em Agosto. E estranhei ainda mais as constantes citações jornalísticas de chamar a Duarte Lima, o ex-Deputado do PSD, o ex-dirigente do PSD e a cereja em cima do bolo, imagens de Duarte Lima com Pedro Passos Coelho. É de um baixo nível tremendo.

 

Não faço julgamentos, nem sei quem fez o quê nesta novela bem real, mas registo esta cobertura jornalística.



uma psicose de Diogo Agostinho às 07:12
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

a miragem das mulheres no governo

 

Recordo os largos elogios que este novo governo socialista recebeu pelo aumento do número de ministras de 2 para 5, dando a aparência de ser um governo a favor da igualdade.

 

Quem diria que o mesmo progresso não se aplicou em relação às secretárias de estado e que continuamos a ter um dos Governos da União Europeia com menos mulheres, como notíciou o Jornal de Negócios

 

A bandeira da igualdade deste governo só serve mesmo para acenar às portuguesas e aos portugueses mais uma miragem...



uma psicose de Catarina Rocha Ferreira às 07:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010
Educação PSD vs todos os outros

 

Construtivos até nas adversidades; Pedro Duarte disse que os sociais democratas respeitam e compreendem a decisão do Presidente  da República de promulgar o Estatuto do Aluno, mas reiteram que o diploma foi "uma oportunidade perdida".

"Nós respeitamos a decisão do senhor Presidente da República e, mais  do que isso, compreendemo-la, porque as últimas alterações ao estatuto do  aluno acabaram com algumas aberrações que tinha sido criadas pelo Governo  do engenheiro Sócrates na anterior legislatura", afirmou Pedro Duarte à  Lusa.  
Para os sociais democratas, o estatuto do aluno saldou-se numa "oportunidade  perdida".  

"Podíamos ter ido muito mais longe. Esta podia ter sido uma oportunidade  de pôr alguma ordem no nosso sistema de ensino, que bem dela necessita",  argumentou Pedro Duarte.  

O deputado referiu as duas propostas do PSD para o "reforço da autoridade  dos professores" e para a "criação de equipas multidisciplinares para apoio  a alunos com necessidades específicas" que foram inviabilizadas pelo PS  e CDS-PP.

in dnoticias.pt

 

É assim um partido sério com os olhos colocados no futuro. Todos os outros estão por estes dias mais preocupados em desconstruir as propostas realistas e realmente importantes de quem quer o bem do país e alunos e não dos lobies e poderes instalados.



uma psicose de jfd às 06:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Uma história de animais

Uma inglesa meteu um gato num caixote do lixo.

No mínimo, um gato com dono é um bem jurídico protegido pelas normas de propriedade.

E era um gato com dono.

No máximo, um gato é uma vida a que a sociedade ocidental reconhece dignidade e direitos.

A senhora terá declarado “é apenas um gato”.

Tem razão. E é preciso um animal para reconhecer outro.



uma psicose de Paulo Colaço às 02:19
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Quarta-feira, 25 de Agosto de 2010
Saúde PS vs Saúde PSD

Para quem se esqueceu ou faz-se de esquecido do que é e do que quer o PSD para a saúde, fica aqui uma imagem cropada uma infografia que veio no zoom de ontem do jornal i.

Cansa-me e estou farto de quem não sabe, nem quer saber o que propõe de facto o PSD mas está com todo o fulgor pronto para o julgar a até cair nas ratoeiras das Rosas do Rato. Tanto neste campo como em outros. Eduquem-se. Abram os olhos. E para quem é laranja como eu: tenham vergonha na cara. Querem criticar? Com todo o gosto, mas com factos por favor e de preferência juntem-lhes propostas. Façam plataformas, jantares, almoços.

 



uma psicose de jfd às 20:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (21)

Livro de Caras

 

Lembro-me de quando as marcas começaram a grafar o endereço do seu website nos anúncios.

Foi uma praga.

Hoje, anos passados, é o respectivo facebook que as marcas anunciam.

Para que serve o facebook? Substitui os sites? Vai matar os blogs pessoais? É só uma moda?



uma psicose de Paulo Colaço às 19:07
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

É justa a comparação?

 

 

Ambos estão à esquerda dos respectivos espectros políticos, ambos fundamentaram a sua política económica em teses Keynesianas.

Ambos sofrem os efeitos dos grandes estímulos e subvenções que puseram em prática e ambos vêem a promessa de mais empregos desvanecer-se entre as brumas da crise sem fim.

 

É justa a comparação?



uma psicose de Miguel Nunes Silva às 17:39
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Cabras anti-fogo

 

 

Aqueles que esperam um noticia sobre cabras satânicas resistentes ao fogo vão ficar desiludidos... a foto é só para enganar!

 

Foi ontem apresentado, na Guarda, o projecto Self-Prevention. A ideia, exposta por um agrupamento de cooperação territorial que abrange 187 entidades de ambos os lados da fronteira, consiste na reintrodução de 150 mil cabeças de gado caprino, nas zonas raianas dos distritos da Guarda, Bragança, Zamora e Salamanca, como "limpadores naturais" dos campos.


"A sustentabilidade social, económica e ambiental" das regiões abrangidas passará pela criação de 558 postos de trabalho em diversas áreas, "desde pastores a comerciais", explicou. O estabelecimento de uma empresa, que ficará responsável pela distribuição dos efectivos caprinos e pela criação de equipamentos que sustentem a rentabilidade económica do projecto, a construção de 12 queijarias, 15 lojas e dois matadouros para abate dos animais surgem ainda como factores de importância neste projecto



uma psicose de Rui Cepeda às 17:26
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Dúvida de Verão

 

Este Verão foi quente em declarações e supostas crises. Fomos para o Verão com Tangos a dois na altura em que era apenas Pedro e José. Voltamos para o novo ano político com guerra e sangue, entre o senhor Massamá e o senhor Pine Cliffs, as diferenças abismais da Rua Castilho à Manta Rota.

 

Ora, quem assina um PEC para 2 anos, está em posição de rejeitar um Orçamento? E devemos andar a pedir orçamentos de Estado antes das datas limites em que o Presidente da República pode dissolver a Assembleia da República?

 

Bom, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa diz que não passa de brincadeira, a Dra. Manuela Ferreira Leite fala em boa opção vivermos a duodécimos.

 

Vai ser de facto, mais um ano animado.



uma psicose de Diogo Agostinho às 11:25
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Cum a breca!

A manha mediática traz-nos novidades.

Um Público que nos fala dos já decididos quatro à esquerda e da surpresa que poderá chegar da direita.

Ora este artigo faz-me sorrir duas vezes. Primeiro pensando num Alegre que diz que a direita é quem está dividida e que a esquerda é um farol de unidade. Segundo lembrando a leitura da Focus de hoje que nos decora um interessante cartoon de Santana com várias placas de destinos, a saber; CML, PSD e Presidência da República, cada um com a sua direcção cardeal, com umas lacónicas gordas: "Afinal, o que quer Santana Lopes?". Neste trabalho estão mais que detalhadas as tais ondas pequenas a que se referia Marcelo que têm sido tomadas pelo nosso ex-Primeiro e ex-Presidente, por ele caracterizado como sendo surfista.

Quem diria que iria ser uma quarta feira divertida?

Que Agosto! É que nem lembra ao careca!!!

 



uma psicose de jfd às 10:49
link directo | psicomentar | psicomentaram (3)

Próximo Secretário Geral?

 

Ontem foi anunciado pelo PCP, coisa estranha esta de um Partido anunciar candidatos a um lugar que é de candidatura...pessoal, o candidato Comunista a Presidente da República. Aí está Francisco Lopes, homem discreto, da linha dura do Partido, que tem aqui o palco que o Comité Central não ousa dar a Bernardino Soares ou Ilda Figueiredo.

 

A história por vezes demonstra o que podemos esperar do futuro. Jerónimo de Sousa foi o candidato contra Sampaio do então Secretário Geral Carlos Carvalhas. Veremos o que os tempos nos reservam, mas esta candidatura vem fixar os típicos 7 - 9% de pessoas que votam PCP e tem como objectivo captar os descontentes de Alegre, sobretudo votantes do Bloco de Esquerda.

 

O quadro presidencial começa a clarificar-se.



uma psicose de Diogo Agostinho às 07:52
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Quando não se tem nada para dizer...

 

... o melhor é estar calado. Foi o que sempre me disseram.

 

O Ministro da Defesa, o nosso conhecido Augusto Santos Silva, anunciou nesta entrevista o envio de células de informações militares para o Líbano e Afeganistão. O que o Sr. Ministro que gosta de "malhar na Direita" parece não saber é que este tipo de missões, secretas pela sua natureza, não se anuncia.

 

Santos Silva pôs em causa, de forma clara, a confidencialidade do Estado Português, colocando a vida dos militares portugueses destacados nestes teatros de operações, em risco. Numa situação deste género não se exige outra coisa senão a sensibilidade e humildade políticas de reconhecer neste episódio um erro (muito) grave e retirar as devidas consequências. No caso deste Ministro em concreto, que tantas vezes prefere vestir a pele de Augusto, o Malhador, a demissão parece ser o óbvio.



uma psicose de André S. Machado às 06:31
editado por Psico-Administrador em 11/12/2015 às 17:39
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Terça-feira, 24 de Agosto de 2010
Republicanos na América (11)

Há muito que não falava nos meus marretas preferidos do lado de lá do Atlântico!

Não, não vou falar do Senador que anda a tentar plantar a ideia dos bebés terroristas nem da candidata ao estado do Nevada que quer abolir a separação entre o estado e a Igreja nem dos congressistas que querem proibir o Islamismo. Isso daria pano para mangas.

Quero falar dos Bush Tax Cuts que entraram em vigor há precisamente 10 anos e estão a dias de expirar. Expirar? Como assim? Há! Eu explico é que por aqueles lados, os Republicanos com dois dedos de testa da altura colocaram uma provisão na lei que faria com que esta, dez anos depois fosse à vida caso não fosse financiada. Até agora essas benesses fiscais, que diga-se de passagem têm beneficiando o topo 2% da sociedade; os ricos, tem sido pago com a liquidez Chinesa, ou seja, empréstimos! E só os juros (serviço de dívida) referentes a essa dívida representam o que amealha o IRS num ano nos EUA, em cada ano. Só isto por mim classificaria George W. Bush como o maior e mais imbecil dos Presidentes. Mas há por aí muitos laranjinhas que gostam de encher o peito e bradar aos ventos o quanto gostaram de Bush sem saber sequer quem era, quem é e para onde caminha. Enfim.

Mas o divertido da coisa é que nos meses pré Verão o GOP andou todo eriçado por causa do deficit. Não se pode gastar mais. Não se pode. Obama é um gastador. Está a desgraçar o país. Salve Aleluia Salvé Praise the Lord, God Save the USA!

Ups! lembraram-se, vêm aí o fim dos cortes... E agora? Continuamos ou não continuamos? Eles querem continuar com os cortes. E por entre os GOP's que admitem que estes cortes são custo, querem-nos financiar com cortes na despesa. E que tipo de despesa? Senhas de comida para os pobres, segurança social, programas escolares, e coisas do género. Já os outros entram na cassete de que não se podem aumentar impostos aos criadores de riqueza sob pena de agravar a crise. É de gritos. De chorar a rir. E pedir mais. Ver os dois últimos Meet the Press com o David Gregory a tentar arrancar respostas a responsáveis do GOP é embaraçante.

É assim pelo lado de lá....

 



uma psicose de jfd às 18:25
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Oh Maurício...

 

Parece que já nem é novidade mas eu confesso que não sabia: a Mónica cresceu... Maurício de Sousa, o criador da famosa banda desenhada à qual deu o nome da sua própria filha, resolveu fazer-lhe um "upgrade" e criar a Turma da Mônica Jovem. Podem ver todos os pormenores aqui, nesta notícia do i.

 

 

Chamem-me velho, retrógado, fóssil, o que quiserem mas eu estou chocado! Já não há respeito pelos símbolos de infância do pessoal pá! O que se segue??? "Tio Patinhas com Alzheimer"??? "Hugão, Zézão e Luisão"??? Ou ""Os 3 Porquinhos... no espeto"???



uma psicose de Bruno Ribeiro às 10:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Diz-me como pensas...

Alegre elogia Sócrates por ser contra revisão da Constituição

 



uma psicose de jfd às 09:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010
Haja saúde! Irra :P

O Rodrigo promove um excelente ponto aqui. E eu que me lembro do histerismo com que foi recebida a provável revisão do tendencialmente gratuito, ao ler aquele post lembrei-me rapidamente do que ouvi na TSF vindo da Deco e li recentemente no i.

Mas que cambada de hipócritas que são estes socialistazinhos de trazer por casa em algibeira...

Mas afinal quem é que está a tentar ser sério e correcto neste pais de camiões TIR de areia prontinha para as pupilas dos portugueses? Quem? ARGH!

 



uma psicose de jfd às 16:32
link directo | psicomentar | psicomentaram (18)

José, Paula & Paulo. Quem é sério afinal?

 

José é alto patrocinador da seguinte notícia; 

 

Despesa primária do Estado subiu 6% até Julho

O Governo mantém a meta de cortar dois pontos percentuais no défice em 2010, atirando-o para 7,3% do PIB, mas o certo é que já se passou metade do ano e Teixeira dos Santos ainda não conseguiu controlar a despesa pública, que continua a aumentar. Entre Janeiro e Julho, a despesa corrente primária ascendeu a pouco mais de 23,9 mil milhões de euros, mais 5,7% que no período homólogo.

in Diário Económico 

 

Paula reage assim;

 

Vice-presidente do PSD reage a críticas

A vice do PSD acusou o primeiro-ministro de "enganar" os portugueses sobre a real situação do país. Sublinhou que só nos primeiros seis meses do ano as despesas do Estado subiram 463 milhões de euros. A responsável garantiu que o PSD “não está disponível para a irresponsabilidade de estagnar a economia portuguesa”, referindo-se à intenção do Governo de acabar com as deduções fiscais na educação e saúde no próximo Orçamento do Estado. Nestas duas áreas, a dirigente do PSD devolveu as críticas ao primeiro-ministro.

in Diário de Notícias

 

Paulo apenas tem isto a dizer;

 

Portas critica PS e PSD

Paulo Portas teceu críticas a José Sócrates e a Pedro Passos Coelho pela ausência de propostas para o país nos discursos de rentrée dos respectivos partidos. "Repararam que nem o PS nem o PSD apresentaram uma única proposta?" questionou Paulo Portas no Facebook.

in Correio da Manhã

 

 



uma psicose de jfd às 12:01
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Domingo, 22 de Agosto de 2010
Inspirações para potenciais emigrantes

 

 

 



uma psicose de Essi Silva às 21:23
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

A cidade mais bela do mundo

 

Para mim é Lisboa. Duas semanas no Algarve, onde quase nasci e quase vivi. Estou desesperada por voltar a Lisboa. Às rotinas diárias, ao stress quotidiano, à política que tanto adoro, ao 28E e à vida que pela capital me espera.

 

Em tempos costumava fazer visitas guiadas pela cidade, pelas colinas e vales, estátuas e igrejas. Miradouros, teatros, o encanto do rio, o encanto de Belém. A história da cidade espantava os turistas, o orgulho de a saber alegrava-me a mim.

 

Há pouco tempo voltei a fazê-lo: a estudantes de Direito dos mais diversos cantos da Europa. Até num eléctrico tive oportunidade para conversar com uma citadina simpática que concordava comigo - os lisboetas não conhecem a cidade, mas também não querem.

 

Ainda hoje quando tenho tempo apanho o eléctrico para a Graça, depois de uma oração em S. Roque, para me sentar a beber uma imperial ao pôr-do-sol ou no miradouro de N. Sra. do Monte. Depois desço Alfama.

Ou então, se estou mais triste vou para o meu cantinho cosmopolita - o Chiado - arranjada com uns bons saltos altos, capricho que a zona bem merece.

Mas entristece-me que a cidade em que vivo, se esqueça dos seus, se esqueça que a história por lá passou. Lisboa podia brilhar, mas não brilha. E a este ritmo, não mais brilhará.

 

Lembro-me em tempos de passear pela Av. da Liberdade. Um passeio que costumava adorar antes de me apaixonar pela Graça, que incluia um gelado (fizesse chuva ou sol, frio ou calor), apreciar as montras, passear um bocado e admirar as flores. Não era só eu que admirava as flores que no mandato de Santana Lopes, irradiavam a beleza de algo tão natural e tão perfeito: japoneses de lente xpto em punho ajoelhavam-se, rebolavam, rastejavam, para capturar aquela perfeição, num lugar tão perfeito, como é a artéria da cidade.

 

Também me lembro de ser muito menina e de perguntar ao meu pai se a cabeça do Sá Carneiro estava mesmo decepada e pendurada na Praça do Areeiro. Rindo-se, respondeu-me que não. Aquilo sempre me pareceu horrível.

 

Depois de ter lido este artigo fiquei ainda mais triste, mais desiludida. Transcrevo-vos um pouco:

 

"O prédio onde morreu o escritor Almeida Garrett, na Rua Saraiva de Carvalho, não teve a mesma sorte [...]. Foi o caso mais polémico dos últimos anos. Quiseram demoli-la em 1971. Não conseguiram. Voltaram a tentar. E, depois de petições e pareceres, a casa desapareceu, em 2006. No local existe hoje um condomínio privado."

 

É com choque, que também descubro que lisboetas, portugueses (!), nem sabem que o Teatro Nacional D. Maria II foi erigido sobre um Palácio da Inquisição, ou que foi palco para Almeida Garrett, responsável por criar o belo monumento que ostenta a Praça D. Pedro IV, que muitos também não sabem onde é, mas por ela já passaram.

 

O que será de Lisboa, quando aqueles que a história e a cidade decidiu imortalizar, forem esquecidos pelo tempo e pela negligência?

 

Não sei, mas continuo a amar Lisboa. Só gostaria que quem passa pela cidade ou quem nela mora, visse a riqueza de uma capital que tem mais que a vida nocturna e os centros comerciais.

 



uma psicose de Essi Silva às 19:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010
Até Quando???

 

Até quando irá arrastar-se esta situação vergonhosa que envolve a selecção de todos nós?

 

Até quando irá Madaíl continuar a segurar Queiroz sozinho e contra todos (colegas de direcção, adeptos da selecção e jogadores)?

 

Até quando irá o ainda seleccionador continuar a gozar com tudo isto, como fez ao chamar um dream team para o defender e, agora, dizendo que vai acompanhar a equipa durante a sua suspensão pagando as despesas do próprio bolso??

 

Até quando irá o Secretário de Estado continuar a assobiar para o ar como se não tivesse sido ele o autor do "esticar de corda"?

 

Até quando irão os jogadores portugueses pactuar com esta palhaçada? Ou dirão que assim não brincam e recusam-se a ir à Selecção...



uma psicose de Bruno Ribeiro às 19:16
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Change you can believe in!


uma psicose de jfd às 16:32
link directo | psicomentar | psicomentaram (18)

Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010
Vem aí a Universidade de Verão

 

Mais uma vez sob direcção de Carlos Coelho, a UV arranca para a sua 8ª edição.

Por Castelo de Vide vão passar os seguintes “formadores”:

 

Agostinho Branquinho

Alexandre Relvas

António Carrapatoso

António Pinto Ribeiro

Carlos Pimenta

Elvira Fortunato

Francisco José Viegas

Guilherme de Oliveira Martins

Jorge Guimarães

Leonor Beleza

Luciano Amaral

Marcelo Rebelo de Sousa

Miguel Monjardino

Miguel Poiares Maduro

Padre Lino Maia

Rodrigo Moita de Deus

 

Não faltarão, como é óbvio, Pedro Rodrigues (JSD), Pedro Passos Coelho (PSD), Miguel Relvas (Sec-Geral), Carlos Carreiras (IFSC) e o anfitrião António Grincho Ribeiro, o autarca-mor daquela simpática vila alentejana.

Lá estarei para mais uma semana fantástica!

 

Aqui fica o programa.



uma psicose de Paulo Colaço às 22:43
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.