Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
A coragem de lutar

 O Conselho de Administração da LCS-Linha de Cuidados de Saúde, SA suspendeu ontem uma das enfermeiras supervisoras, fundadora do serviço Linha Saúde 24 por considerar a sua presença “inconveniente nas instalações da empresa”. A enfermeira em causa foi a primeira subscritora da carta que um grupo de oito supervisoras do call center de Lisboa escrevera há dias à ministra da Saúde, Ana Jorge, denunciando um conjunto de anomalias no funcionamento daquela linha de atendimento. (leitura integral)

 
Acontece que a “enfermeira em causa” é a psico-convidada Ana Rita Cavaco, uma mulher séria, dedicada, competente e muito ciosa dos seus direitos enquanto cidadã e profissional.
Exorto todos os portugueses e portuguesas a erguerem bem alto a sua voz quando os seus direitos são beliscados.
 
Se Portugal nasceu sob o signo da coragem é nessa esteira que devemos caminhar!


uma psicose de Paulo Colaço às 18:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Parolice aguda ou entusiasmo verdadeiro?



uma psicose de Paulo Colaço às 14:28
link directo | psicomentar | psicomentaram (39)

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008
Os últimos cartuchos

 Aqui ficam dois momentos interessantes nesta campanha.

A entrevista de Obama ontem ao Daily Show... 

 

 

e o "frustrado" Colbert a apoiar o candidato democrata e a exortar Mccain a segui-lo...

 



uma psicose de João Marques às 15:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Segurança no Seixal

“Políticas Públicas de Segurança: onde estaremos a falhar?”

Seixal, 19/Novembro (quarta-feira)
Oradores:
Felícia Cabrita (Jornalista do Semanário Sol)
Fernando Negrão (Deputado do PSD)
 
Esta é uma parceria há muito esperada pois o Seixal é terra de muitos psico-comentadores. Será, claramente, mais um “serão” em grande.


uma psicose de Paulo Colaço às 11:59
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 08:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Faltam dias...

Continuem cínicos.

Continuem com o vosso discurso de algibeira.

Isto pode nem acontecer, mas há uma luz na mente de quem acredita que daqui a alguns dias, só o facto de um NEGRO ir a votos para a Presidência dos EUA é já uma vitória.

Uma vitória de quê? Da representatividade. Da democracia. (Não a louvam? Levem com ela!)

Ups... esqueci-me! A Europa não vê cor. Não podemos falar nisso.  

E pronto lá vem o discurso o facto de ele ser negro não tem nada que ver com a eleição, blá blá blá.

Pois não, têm toda a razão. Mas ele não deixa de ser NEGRO!

Negro, Negro, Negro e Negro. Para não dizer Preto.

Quem diria que isto iria acontecer primeiro nos EUA que não deixam mostrar uma teta na televisão, nos EUA da pena de morte, nos EUA do racismo latente, nos EUA do nacionalismo exacerbado, nos EUA de Guantanamera (homenagem W.), nos EUA de Bill O'Reilly e Rush Limbaugh. Poderia continuar... Mas o meu único ponto de vista é este; Quem diria que tal haveria de acontecer lá, e não por cá, no continente da tolerância e do politicamente correcto.

 

Hipocrisia, Europa é o teu nome!

 




uma psicose de jfd às 09:20
link directo | psicomentar | psicomentaram (42)

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008
Ilações?

   

    Saíram hoje os rankings escolares relativos aos exames nacionais do ano transacto. A mesma constatação tem vindo a repetir-se ao longo dos anos: os colégios privados lideram com distinção. E geralmente tendem a ser os mesmos.

Podemos assim depreender que o modelo educativo destes sistemas de ensino é eficaz e eficiente, tendo provas dadas.

 

    Há muito que se fala numa remodelação real do panorama educativo nacional, mas até agora nada se viu.

 

Mais uma vez, uma das eternas questões, privatização do sistema de ensino? E o que dizer dos chamados "cheques-escola"?

 

    Num país que proclama a alto e bom som a igualdade de oportunidades e o pluralismo, não se entende como a condição económica de cada um continua a ser um dos principais critérios para a educação dos filhos.

 

    Já Aristóteles dizia que "A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces", porém não há razão para que estes frutos distingam classes sociais.

 



uma psicose de Inês Rocheta Cassiano às 13:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (23)

W

Ontem alguns psicóticos decidiram ir ver o W. O filme é mais uma tentativa, "a la Michael Moore" de descredibilizar o ainda Presidente dos Estados Unidos George W. Bush (ou Dubya ou Geo como foi chamado no filme).

Ora, mais uma vez sai reforçada a minha opinião sobre o homem. O filme faz um retrato caricatural interessante da personalidade dele, mas a tentativa de o denegrir foi improcedente.

Tenta apresenta-lo como um bêbedo; eu vi um homem que teve um problema, um vício e teve a força de conseguir livrar-se disso. Vi isso como um elogio, não uma critica.

Tenta apresenta-lo como um campónio que trata o Cheney por "Vice" e aborda a intervenção no Iraque não como uma guerra mas um objectivo para se vingar da tentativa de assassinar o pai em tempos e aquilo que ele considerou um erro do pai "parar a intervenção no iraque antes de umas eleições só por causa das eleições". Eu vejo isso como um homem do povo fala como fala o povo, é simples não sabe dizer palavras complicadas e troca as silabas. Mas que sabe o que quer e que não vê impedidos os seus desígnios por não ser um catedrático de qualquer coisa.

O filme traça-o como um frustrado por Jeb, seu irmão, ter tido um percurso académico brilhante e ser o protegé do poppy. Eu vejo um tipo que sentia a angústia de não ter a atenção que queria do pai só porque não era catedrático e aprendeu que não é preciso a catedra para ser líder. Pelo contrário.

O filme traça-o como um tipo fraco que tem medo das capacidades de liderança dos outros porque é inseguro. Eu vejo um tipo que a comer uma sande disse ao backline-wallman-mais poderoso da história dos EUA-Cheney "tu não te manifestas se eu não te mandar; o Presidente sou eu" e pôs o vice na ordem.

O filme traça-o como um sonhador que não tem os pés na terra. Deu-lhe na cabeça candidatar-se a Governador, candidatou-se. Deu-lhe na cabeça candidatar-se a Presidente, candidatou-se. Não! Eu vejo um tipo que sentiu que o momento era dele e teve razão. O momento foi dele. E não só ganhou a Presidência como em tempo de grandes criticas foi reconduzido no cargo em 2006.

No fundo este filme só serviu para cimentar a opinião que tenho de Bush. Não é possível dizer que Bush é o melhor Presidente de sempre dos EUA. Longe disso. Não é também possível dizer que foi o pior.

 

Mas é possível dizer que Dubya foi o Presidente mais americano dos EUA.

 

Revelou-se sempre um grande líder, um pai da nação americana. Um pai dos americanos. Um tipo "com quem o americano eleitor sinta que pode ir beber uma cerveja."

Cheira-me a inveja de pseudo-elites. Um homem igual ao ti-jaquim-da-esquina foi eleito presidente dos EUA e soube liderar, isso faz confusão a muitos. Eu vejo aí a democracia a funcionar.

E não venham dizer que só ganhou por causa do pai tal como só entrou na Universidade por causa do pai porque o pai é um derrotado. Terminou prematuramente o seu mandato porque o povo estava farto dele. Mas quando Bush foi eleito e depois quando Bush foi reconduzido, ninguém estava farto dos democratas. Foi Bush que cativou, primeiro, e conquistou, depois, a confiança dos americanos.

O nosso problema é que dançar, beber cerveja e dizer palavrões todos dizemos, bebemos e fazemos. Mas quando vemos um PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS a faze-lo... viramos coquetes e dizemos "meu deus. o parvalhão do presidente dos EUA a dizer asneiras!".

É hipócrisia e o sinal de que muitas vezes os politicos se afastam do povo porque sabem que se se aproximarem, são criticados porque não têm nível.

Vai longo o desabafo... agora lá terei que me defender dos comentários....



uma psicose de Tiago Sousa Dias às 12:23
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Terça-feira, 28 de Outubro de 2008
A foto...

José Sócrates, alegou desconhecimento sobre o conteúdo do veto de Cavaco Silva ao Estatuto Político-Administrativo dos Açores para evitar falar no assunto

 

Este é um excerto de uma notícia do Público, acompanhada da foto do lado.
Estranho... Sócrates com o dedo no nariz? Explicações:
 
a) O Público quis ridicularizar o PM?
b) Sócrates quer esconder o efeito Pinóquio?
c) Já nem Sócrates aguenta o cheiro das suas mentiras?


uma psicose de Paulo Colaço às 12:49
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

A Revelação do Ministro

Na noite de ontem, o Ministro Augusto Santos Silva revelou que (o desemprego) “é o principal problema para um socialista”. Não contive o riso, confesso.

 

Em 2005 o candidato a Primeiro-Ministro José Sócrates afirmava que a taxa de desemprego, que se cifrava nos 7,1% era bem “a marca de uma governação falhada” e de uma “economia mal conduzida”. Posto isto, Sócrates lá foi eleito e chegados ao mês de Outubro de 2007, a taxa de desemprego já batia nos 8,3%, a mais alta taxa face a Espanha em quase 30 anos. O tempo passou e a taxa de desemprego baixou face a esse máximo histórico. Agora o Governo Socialista aponta para 2009, ano de eleições, uma taxa de desemprego que se situará próxima dos 7,6%. “Governação falhada”? “Economia mal conduzida”? Onde é que já ouvimos falar disto?

 

Augusto Santos Silva diz que Portugal não é um oásis, ou melhor, que não está num casulo, culpando a crise financeira global pelo mais que possível aumento do desemprego em 2009. Mas a responsabilidade é só desta crise? Quem é que não ouviu e resolveu não seguir as propostas de apoio às PMEs por parte do PSD na AR em 2005/06? Sinceramente e ao contrário do Ministro, não creio que os megalómanos investimentos públicos, sejam os salvadores do desemprego entre nós. Os empresários com projectos válidos têm de ser apoiados, ao invés do Estado querer ocupar esse espaço na criação de riqueza e de emprego. E não é com medidas artificiais nos impostos sobre as empresas que vamos lá. Dizem que é tudo uma questão de ideologia. Eu diria mais, que é tudo uma questão de bom senso.  



uma psicose de Luís Nogueira às 12:33
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

Blogxelas - parabéns Zé

O Zé Pedro juntar-se-á (Fevereiro próximo) à Psico-imigração de luxo, em Bruxelas.

 
Depois do João e do Tiago, o José Pedro Salgado integrará os quadros de estagiários da delegação portuguesa do Partido Popular Europeu.
 
Estes convites são o reconhecimento por boa participação dos visados na Universidade Europa, uma iniciativa da JSD, PSD, PPE e Instituto Sá Carneiro, sob direcção do Deputado Carlos Coelho.
 
Após a estadia do Bruno no Parlamento Europeu e a actual frequência da Elsa no Colégio da Europa (Bruges), o Zé Pedro reforça a presença no Psico na Bélgica. Boa sorte!!!


uma psicose de Paulo Colaço às 12:12
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008
José Miguel Júdice na primeira pessoa

 

Foi este fim-de-semana no programa "Diga lá Excelência" que o antigo miltiante do nosso Partido disse:

 

"Deixei de acreditar que o PSD sirva para alguma coisa."

 

Onde está o nosso Partido? Ninguém responde a esta mente brilhante?

 

Eu digo-lhe: O PSD serve para alguma coisa sim, e sem senhores como este Júdice fica bem mais puro para governar bem melhor que este PS e não pensar em interesses ou consultorias!

 

A desilusão só nos pode tornar mais fortes! Ingratidão e falta de amor pelo Partido é o que mais existe por aí...Lutem pelo nosso Partido, para melhorar o País.



uma psicose de Diogo Agostinho às 12:03
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Contenção

Foram leiloadas algumas cartas de Marcelo Caetano, escritas já no exílio, no Brasil.
O Estado não acompanhou a oferta de um privado, que subiu a parada até aos 2500 euros.

Muitos criticam o Estado por não ter exercido o seu direito de preferência. Eu não.
Ou melhor, não criticarei se o Estado tiver ideia do que fazer com o conteúdo daquele bem.
O Estado não tem de comprar tudo. Deve, isso sim, estudar tudo, estabelecer limites e traçar prioridades.
Estas epístolas devem constar no legado a transmitir aos vindouros. E isso pode ser feito sem aquisição.


uma psicose de Paulo Colaço às 01:53
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Domingo, 26 de Outubro de 2008
O futuro incerto de McCain

McCain está cada vez com a eleição mais incerta.

Acabei agora de ver a sua prestação no Meet the Press deste Domingo, e seguramente, não é este o próximo Presidente do país mais poderoso do Mundo.

E também não é este o homem que me entusiasmou no ano 2000.

Está triste, com aquele sorriso forçado, e quando olho para ele fico com aquela sensação de que a qualquer minuto vai explodir e mandar todos à fava.

Já renasceu, como eu já afirmei várias vezes... Será que é agora na recta final que vai voltar a fazê-lo? E se sim, será com jogo limpo? Duvido...

Todos os que o desgraçaram no ano 2000, estão agora a trabalhar na sua campanha para denegrir a concorrência. Para mim isto diz muito acerca do homem.

E quem diz o contrário só o diz por dizer ou por puro desconhecimento de causa.

E fartos de comentários de circunstância estamos todos.

Uma coisa é certa, o seu partido vai levar uma grande tareia nestas eleições. E é bem feita que o leve. Pois todos os partidos que se esquecem de que primeiro vêm as pessoas, têm reservado o seu merecido lugar bem lá no fundo...

É caso para se dizer; o futuro de McCain é negro!



uma psicose de jfd às 23:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (22)

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008
Eu até não gosto de bater no ceguinho...

... mas tendo em conta que, graças a Sarah Palin, até ver mal está na moda, coloco aqui este vídeo que, mais do que mostrar alguém que muito admiro, emite uma opinião que me parece deveras informada.

 

Achado aqui.


:

uma psicose de José Pedro Salgado às 23:42
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

XX Congresso JSD vem aí...

 

Vem aí o XX Congresso da JSD, que irá deccorer nos dias 28, 29 e 30 de Novembro em Penafiel.

 

Existem dois candidatos oficiais até ao momento.

 

Pedro Rodrigues e Bruno Ventura reeditam a disputa do anterior Congresso.

 

E agora? Quem irá vencer? Qual o futuro da JSD?



uma psicose de Diogo Agostinho às 16:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (106)

Estaremos púdicos? Ou permissivos?

«Louvado sejas, ó Magalhães» motivou uma série de queixas na Entidade Reguladora. Alguns católicos não acharam graça à brincadeira da reprodução da homilia onde se bajulava o computador para crianças.

As queixas na ERC, Entidade Reguladora para a Comunicação, contra a sátira dos «Gato Fedorento» ao computador Magalhães chegaram ontem às 50.

«Nunca um programa, no caso, um sketche, recebeu um tão elevado número de cartas a contestá-lo», disse fonte da Entidade Reguladora ao Jornal de Notícias.

As queixas em relação à sátira feita ao computador Magalhães são todas no mesmo sentido: ofensa à Igreja Católica, mais concretamente, ao seus símbolos sagrados.

O sketche 'Louvado sejas, ó Magalhães' imita os rituais da missa, incluindo a entrega da hóstia pelo personagem de Ricardo Araújo Pereira, que na sátira  substituí a expressão «Corpo de Deus» por «disco de Instalação».

É neste cenário que se ouve, ainda, um discurso que elogia o computador. Numa das falas, é dito: «Bendito seja Sócrates que nos reuniu em nome do Magalhães».

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=114330

 



uma psicose de jfd às 16:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

Prémio Dardos

O Psico recebeu o “Prémio Dardos", um troféu virtual atribuído a um blog por outro blog que também o recebeu de outro blog.

 
Diz-se que o Prémio se atribui em virtude dos "valores culturais, éticos, literários, pessoais, e outros que, em suma, demonstram a sua criatividade através do pensamento vivo."
 
Agradecemos ao respeitado blog “Pau para toda a obra” ter aberto uma excepção ao dar-nos o Prémio ;)
 
Eis os encargos que este prémio implica:
1. Exibir a distinta imagem (já está);
2. Linkar o blogue pelo qual recebeu o prémio (já estava);
3. Entregar o 'Prémio Dardos' a 15 outros blogues (foi complicado…)
 
Como somos 14, cada um escolheu um e todos juntos escolhemos o 15º.
 
31 da Armada
7 vidas como os gatos
Abrupto
Arrastão
Blogue dos Marretas
Câmara de Comuns
Geração de 60
Luís Paixão Martins
Mil Razões
O Insurgente
Pedro Santana Lopes
Piar
Quarta República
Revista Atlântico
Viver Sintra
 
Parabéns a todos.


uma psicose de Paulo Colaço às 16:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

De Tio Diogo a Freitas nas manifs...

 

Ontem Diogo Freitas do Amaral deu uma entrevista a Judite de Sousa.

 

Voltou a falar de Camarate e abriu de novo o debate.

Assumiu que foi convidado por Sá Carneiro para ser candidato em 1980 a PR e por Almeida Santos para ser Primeiro-Ministro a seguir a Mário Soares.

 

Freitas do Amaral confessou, entre elogios ao Governo de Sócrates, que quando foi, como independente, ministro do Estado e dos Negócios Estrangeiros no Governo de José Sócrates, recebeu «insultos» por escrito, «amigos» cortaram relações e «pessoas da família (primos e tios) nunca mais falaram» com ele.

 

Falou ainda do seu antigo CDS, afirmando que hoje «é um partido bastante apagado» e que o seu actual líder, Paulo Portas, «quase não se ouve».

 

Congratulou-se por ter sido a única pessoa que perdeu umas eleições com 49% dos votos.

 

O que pensar deste homem? Do seu percurso? Foi uma desilusão?



uma psicose de Diogo Agostinho às 11:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Fazer a festa com o dinheiro dos outros

Equiparo a longa campanha eleitoral nos EUA à coabitação pré-matrimonial. O grande benefício desta é permitir que o casal se conheça bem na intimidade diária antes de casar.

A coabitação pré-matrimonial previne discussões do tipo “se eu soubesse que tu não baixavas o tampo da sanita não casava contigo” ou “se eu soubesse que tu fumavas no quarto estava tudo acabado!”.
 
Assim, o longo período de campanha permite que se conheça bem a personalidade dos candidatos, não havendo surpresas depois do voto!
 
Sarah Palin, honra lhe seja feita, tem-se dado a conhecer muito bem. Mau para ela mas óptimo para a campanha.
 
Vejam só: os republicanos já gastaram mais de 150 mil dólares em roupas e acessórios para a candidata e respectiva família. Ao mesmo tempo, relatórios oficiais do Alaska denunciam o débito de despesas familiares da governadora nas contas do estado.

As despesas: mais de 37 mil euros numa famosa cadeia de lojas, mais de 56 mil euros no estilista Neiman Marcus (para Palin e marido), para além de cerca de 3,7 mil euros em cabeleireiro e maquilhagem durante o mês de Setembro.
 
A senhora Palin parece aquela carne estragada que tem de levar imensos temperos para ninguém reparar que está imprópria. Os americanos estão informados. Resta saber se trincam a carne…


uma psicose de Paulo Colaço às 11:30
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008
O gang do multibanco volta a atacar?

 

 

Diz a lei n.º 19/2003:

Artigo 7.º - Regime dos donativos singulares

1 — Os donativos de natureza pecuniária feitos por pessoas singulares identificadas estão

sujeitos ao limite anual de 25 salários mínimos mensais nacionais por doador e são

obrigatoriamente titulados por cheque ou transferência bancária.

 

 

A propósito da história das quotas nas eleições internas, Pacheco Pereira sugeriu sarcasticamente a existência de um "Gang do Multibanco".

 

Com a pretensa omissão (desconheço ainda se existe ou não)  da parte que sublinho, abrir-se-á a porta a pagamentos não monitorizados e ao hipotético crime de branqueamento de capitais (que Rui Rio tinha denunciado na altura das modificações propostas por Menezes). Teixeira dos Santos diz que nada mudará, Maria José Morgado já vem dizer em entrevista que, caso seja verdade, a Omissão na lei abre a porta a más práticas”.

 

No meio do tango ficamos nós, como sempre, sem par para dançar...



uma psicose de João Marques às 01:24
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2008
Política Internacional no seu melhor...

 

Não há cá beijinhos para ninguém!

 

A chanceler alemã Angela Merkel, que já não tolerava muito bem o beija-mão de Jacques Chirac, fez saber à embaixada alemã em Paris que detesta a maneira afectuosa como Nicolas Sarkozy a cumprimenta: beijos no rosto, abraços, mão no ombro, etc...

 

São estes os grandes temas de Relações Internacionais...



uma psicose de Diogo Agostinho às 09:46
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008
Direito: as vagas nas faculdades e na Ordem dos Advogados

Todos os anos, por esta altura, acende-se a discussão sobre o excesso de advogados no nosso país. Motivados pelo constante aumento do número de vagas para o curso de Direito no Ensino Superior por razões meramente financeiras, advogados e estudantes insurgem-se contra o que consideram ser um verdadeiro exagero.

Na realidade, este é um problema com duas faces. Se, por um lado, é indiscutível que existe um número elevado de advogados face ao número de habitantes, por outro, as faculdades públicas não têm capacidade para proporcionar formação de qualidade a todos os seus estudantes. Encontramos, assim, diferentes motivações para diferentes classes.
 
É verdade que o aumento de vagas no curso de Direito contribui para, num futuro próximo, aumentar exponencial e descontroladamente a taxa de desemprego entre os licenciados em Direito. Mas este não é o verdadeiro problema, até porque a advocacia não esgota de todos as saídas profissionais desta licenciatura. Além disso, cada um deve ser responsável pela sua escolha e, acredito, o mercado acaba sempre por seleccionar os profissionais melhor preparados.
 
Esta é, enfim, a razão para considerar a introdução de “numerus clausus” no acesso à Ordem dos Advogados uma medida disparatada, populista e corporativista, até porque a advocacia é uma profissão liberal, pelo que a colocação de entraves ao seu exercício deverá ser sempre evitada. Uma medida deste género irá contribuir para o envelhecimento da profissão e para a diminuição da concorrência e da qualidade dos serviços prestados. Além disso, as Ordens Profissionais servem exclusivamente para regular a profissão, nunca o acesso a esta.
 
Uma palavra final para os estágios profissionais: a precariedade vivida pela maior parte dos advogados estagiários deveria merecer outra atenção de um Bastonário que se auto-proclama defensor dos advogados mais desfavorecidos. Ao retirar-lhes as defesas oficiosas, o Bastonário irá agravar o problema da não obrigatoriedade de remuneração e do elevado período de estágio.
 
Acredito que só o facto do Bastonário da Ordem dos Advogados, o Dr. Marinho Pinto, ameaçar instituir estas medidas demonstra o quão desligado da realidade e das actuais exigências do exercício desta profissão está.
 
Psico-Convidado: Manuel Carvalho
Presidente da Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa


uma psicose de Paulo Colaço às 15:55
link directo | psicomentar | psicomentaram (55)

E não há duas sem três...

Hoje realiza-se a “2ª mão” das eleições para a Distrital de Lisboa da JSD. Paulo Pereira e Bruno Ventura  discutem quem será o próximo Presidente deste prestigiado órgão.

Pelo meio muitas dúvidas; mesa suspensa, acto antecipado, providência cautelar…

 

Quem terá razão? Que legitimidade terão os resultados do acto? Quem sairá vencedor? Logo à noite saberemos.

 

Por enquanto, tapete vermelho para as opiniões!



uma psicose de jfd às 15:18
link directo | psicomentar | psicomentaram (45)

Superleague Formula

Decorreu este fim de semana mais uma prova do Superleague Formula. Desta vez no autodromo do Estoril.

Para quem não sabe, ainda, o que isto é, trata-se de uma ideia de há vários anos que no corrente foi finalmente levada a cabo. Pega-se nas 3 coisas que o homem mais gosta, mete-se numa Bimbi e temos  mulheres bonitas (1), na grelha de partida a tapar o sol a um piloto dentro do seu carro (2) de 750 Cvs (em tudo semelhante a um F1) que é de uma equipa detida por um clube de futebol (3). Portugal tem o seu representante, o Futebol Clube do Porto. Agora para mais informações vejam este link porque agora vou comentar: http://www.superleagueformula.com/

 

Passei este fim de semana colado ao autódromo. O espectaculo foi viciante e trouxe algumas notas que aqui queria partilhar:

 

1- A organização foi fantástica. Grátis, as entradas permitiam o acesso a todos os locais do autódromo incluíndo as boxes onde milhares de pessoas tiraram fotografias, conviveram com os pilotos, assistiram à reparação do "Al Ain" que havia partido o motor de manhã etc. E o mais incrível? Não houve carjacking e estavam lá 20 camionetas a transportar a claque dos dragões. A organização mostrou, assim, um exemplo de como é possível fazer eventos rentáveis sem se ter que pagar um bilhete de 50€.

2- A dinâmica criada para o fim de semana foi fantástica. Juntaram-se 3 corridas diferentes: o campeonato nacional de resistência, a etapa do Superleague Formula e uma corrida de carros antigos de F1 onde estiveram presentes o Tyrrel, Matra e o John Player Special do Senna. Fantástico.

3- A nível técnico é-me dificil de comentar, mas os comentários do mecânico que há em mim e dentro de qualquer português detectou uma falha. Nos treinos de qualificação de sábado no campeonato de resistência, a Team Vodafone (que conseguiu o 3º melhor tempo), mesmo com um episódio delirante. Quando o carro foi às boxes mudar os pneus para atacar a Pole, a troca foi feita e o Shôr Dias reparou que havia um pneu novinho em folha que ficara no circulo traçado para os pneus novos... 2 minutos depois o Porsche 911 estava a entrar novamente nas boxes. Os dois mecânicos que pareciam saídos da minha "Autoduque" estavam histéricos porque se tinham enganado e meteram um pneu usado da frente, na traseira. Delirante, o carro vinha coxo, inclinado para a Direita.

4- Uma situação muito perigosa aconteceu quando na mudança de um pneu o mecânico escorregou e ficou com a cabeça debaixo do pneu no momento que o sinal verde foi mostrado e a primeira engrenada. Foi a 5 metros de mim e vi o capacete a 5 cms do pneu em rotação máxima. Assustador.

5- O piloto do Liverpool e a tática do Dortmund. O Dortmund decidiu ir em último à troca de pneus, talvez para chegar ao fim e disputar os primeiros lugares com pneus mais frescos. Um flop. Nas últimas 6 voltas o público que estava a vibrar com a corrida deste piloto, ficou desiludido com o facto deste ter perdido uma vantagem de quase 10 segundos para chegar ao fim em 5. Já o piloto do Liverpool apresentou-se com uma condução extremamente agressiva, apaixonante, genial. No final da primeira curva fez 3 ultrapassagens cada uma mais assustadora. Acabou por perder posições talvez pelo facto oposto ao do Dortmund, foi cedo demais às boxes.

 

Já sei... pareço um puto. É verdade, adoro automobilismo e nunca tive a oportunidade de ver uma prova desta natureza em Portugal porque os preços eram exorbitantes. Desta vez só me apetece dizer à organização um "MUITO OBRIGADO".



uma psicose de Tiago Sousa Dias às 11:18
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Democracia nos Açores em semi-coma

Carlos César ganhou.

A sua vitória, reconheça-se, mostra a confiança do eleitorado.
Porém, se o orgasmo da vitória não lhe tolher o discernimento, estará hoje tão preocupado quanto eu com a falta de saúde da democracia nos Açores.
É que 53,24% de abstenção devia fazê-lo reflectir.
E o seu partido, perdeu 15 mil votos.
 
Uma saudações especial para o nosso companheiro Carlos Costa Neves que se bateu de forma séria e abnegada para a melhoria do bem-estar dos açorianos.


uma psicose de Paulo Colaço às 02:23
link directo | psicomentar | psicomentaram (17)

Domingo, 19 de Outubro de 2008
Viva o positivo, abaixo o negativo!

 WASHINGTON - Former Secretary of State Colin Powell endorsed Sen. Barack Obama, D-Ill., for president on Sunday, criticizing his own Republican Party for what he called its narrow focus on irrelevant personal attacks over a serious approach to challenges he called unprecedented.

 

Ora aqui está um republicano com juízo!



uma psicose de jfd às 15:17
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

Sábado, 18 de Outubro de 2008
Dar o peito às balas

Nos dias que correm é perigoso ser polícia. Mas porquê? Para começar, além de se estar envolvido em cercos a bairros problemáticos sob as ordens da laia da propaganda ministerial, a generalidade dos polícias tem um vencimento curto, paga a sua própria farda, traz consigo armas e equipamentos já desactualizados, transporta-se em carros com idade considerável, é obrigada a fazer turnos extra para angariar mais alguns euros ao final do mês, trabalha administrativamente em locais que por vezes não têm o minimo de condições, carrega um estigma social que vai desde a caça à multa, passando pelas situações que envolvam a legitima defesa, até às dúvidas sobre a sua real autoridade e por fim, acaba no facto de se um polícia perseguir um cidadão infractor e se danificar algo durante a perseguição, terá de cobrir essas despesas na larga maioria dos casos.

 

Numa altura em que o velho slogan "Portugal, país de brandos costumes" se encontra em deterioração avançada, é urgente dotar as forças de segurança com mais meios e com uma legislação que as torne mais eficazes na protecção dos cidadãos, sob pena de nascer uma espécie de "far west" entre nós.



uma psicose de Luís Nogueira às 18:48
link directo | psicomentar | psicomentaram (2)

Mais um grande psico-momento

Cerca de 75 dirigentes e militantes da JSD e do PSD não perderam a oportunidade de debater o tema da competitividade e das preocupações sociais com os nossos oradores.

Luís Palha da Silva e João Proença estiveram animados e certeiros.

Foram duas horas e meia de bom serão, o 13º do Psicolaranja.

Agradecemos à CPD/Castelo Branco e JSD/Covilhã pela parceria, hospitalidade e mobilização.

Ao Dr. Carlos Pinto, Presidente da CM local, uma nota de apreço pelas palavras de incentivo para com o Psico.

 



uma psicose de Paulo Colaço às 06:11
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 08:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008
Mas o que é isto?

 

"Maria Manuela Dias Ferreira Leite

(n. Lisboa, 3 de Dezembro de 1940).
Licenciou-se em Economia, pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (1963), com a classificação final de 16 valores. No ensino, foi assistente universitária (1966-79) no Instituto Superior de Economia e é, desde 2005, professora convidada do Instituto Superior de Gestão. Integra os Conselhos Superior e de Orientação Estratégica da Universidade Católica Portuguesa.

É militante do Partido Social Democrata desde 1985, pelo qual foi deputada à Assembleia da República (1991-00) e de cuja bancada parlamentar foi vice-presidente (1996-01).

Exerceu funções governativas no XI Governo como Secretária de Estado do Orçamento (1990-91). No XII Governo assumiu o cargo de Secretária de Estado Adjunta e do Orçamento (1993)
e foi Ministra da Educação de 7 de Dezembro de 1993 a 28 de Outubro de 1995.

Entre 1995 e 1999 presidiu à Comissão Parlamentar de Economia, Finanças e Plano da Assembleia da República. Torna-se Ministra de Estado e das Finanças do XV Governo, dirigido por Durão Barroso. Por divergências com Pedro Santana Lopes afastou-se da vida política activa em 2004, que retomaria um ano depois, na liderança do PSD de Luís Marques Mendes.

Foi membro do Conselho de Estado (2006-2008).

Assumiu, em 31 de Maio de 2008 a presidência da Comissão Política Nacional do PSD."

 

in http://www.psd.pt/?idc=110&idi=207



uma psicose de Diogo Agostinho às 17:33
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

Típico post de sexta-feira I

Talvez com esta versão teríamos ficado no pódio...



uma psicose de Paulo Colaço às 15:09
link directo | psicomentar | psicomentaram (4)

O ideólogo falou...

 

"O presidente da distrital de Lisboa do PSD, Carlos Carreiras, acusou, o comentador do programa da SIC Notícias «Quadratura do Círculo» e companheiro de partido José Pacheco Pereira, de «cobardia» e «grande desonestidade intelectual», ao atacar Santana Lopes considerando-o o rosto da derrota do PSD em 2005 e apontar como possíveis candidatos a Lisboa nomes como Pedro Passos Coelho, António Borges e Nuno Morais Sarmento."

 

in Diário Digital

 

O ideólogo da líder falou...

 

E quem atacou? O seu ódio de estimação.

 

Mas num ponto concordo com o senhor nomes como Pedro Passos Coelho, António Borges ou Morais Sarmento são excelentes nomes...mas e Portugal é só Lisboa? E porque não Oeiras? Amadora? Odivelas? Loures? Porque não Faro? Ou só o conforto do lar é que faz falta? Grandes nomes nacionais fazem falta em qualquer cidade...

 

Alguém conhecia a Figueira? Vamos a votos...vamos pôr no mapa outras cidades...



uma psicose de Diogo Agostinho às 12:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

O problema do ar

Medina Carreira concedeu entrevista a Mário Crespo.

O Andarilho, uma das boas referências da blogosfera lusa, apelidou o entrevistado de “homem livre”.
Sem papas na língua, o antigo Ministro da Finanças, zurziu em todas as direcções.
No entanto, quando Mário Crespo lhe pedia soluções, Medina dizia que era tudo muito complicado e mudava de assunto.
 
Assim também eu sou livre...
 
Acho que é exemplar na identificação dos problemas mas tem amargura a mais nas suas palavras. Se me permitem a analogia, eu diria que Medina Carreira parece daqueles restaurantes a que falta algo para serem perfeitos.
 
Se a vista é boa, o serviço óptimo, a comida divina, é no preço que está o busílis.
 
Se o preço é simpático, a comida genial, o serviço esmerado, azar dos Távoras, está virado para a lixeira municipal.
 
Se a comida é magnífica, a localização insuperável e o preço acessível, os empregados são umas bestas...
 
Medina tem tudo o que é preciso, menos aquele ar pacificado com a vida que um crítico deve ter para as suas tiradas não soarem a mágoas.


uma psicose de Paulo Colaço às 05:45
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Uma vida dedicada aos outros!

 

 

 

 

No dia 17 de Outubro de 1979 uma grande mulher de causas nobres ganhou o Prémio

Nobel da Paz. Falo de Madre Teresa de Calcutá, distinguida por oferecer uma vida a causas humanitárias.

 

"O que eu faço é simples: ponho pão nas mesas e compartilho-o"

 

Prestando homenagem a esta ilustre personagem histórica pergunto, será que cada vez mais se verifica que acções como estas são raras e que vivemos num mundo mais egoísta? Ou pelo contrário, as acções humanitárias tendem cada vez mais a expandir na procura da cooperação com os mais necessitados?

 


:

uma psicose de Tânia Martins às 00:54
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008
E Agora?

Portugal empatou ontem com a Albânia. Um dos piores resultados da História, tendo em conta que defrontámos uma das equipas mais fracas da História... Ainda por cima nem nos podemos queixar de muitas contrariedades extra até porque o adversário jogou com menos um jogador (depois de uma expulsão justa) desde os 40 minutos de jogo.

 

A nossa Selecção ainda vai a tempo de se apurar. Muito a tempo, até! Aliás, se olharmos para a classificação vemos que só dependemos de nós próprios e qua ainda falta jogar muito. E, de resto, o Professor Queiroz já disse que vamos apurar-nos porque jogaremos para ganhar em qualquer lado.

 

Então porquê a pergunta desesperada do título? Eu explico:

 

E agora? Onde estão os críticos de Scolari? O burro era mesmo ele? Ou Queiroz é mais burro ainda? Ou o problema é que os jogadores são vedetas? E são mais agora ou no tempo do brasileiro que toda a gente queria que fosse "chular" dinheiro para outro lado? Os adeptos do Chelsea parece que não andam muito chateados...



uma psicose de Bruno Ribeiro às 19:19
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008
Desligar a máquina...

A Associação Portuguesa de Bioética vai entregar esta semana um parecer ao Governo, ao Parlamento e ao Presidente da República em que propõe a realização de um referendo nacional sobre a prática da eutanásia.

Eu defendo a eutanásia e admito que o referendo é o mecanismo que serve com mais eficácia o propósito do debate nacional. Eu avançaria com a proposta. E vós?


uma psicose de Paulo Colaço às 02:58
link directo | psicomentar | psicomentaram (16)

Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
Perguntas on-line para Marques Mendes

 É já amanhã a Psico-Tertúlia com Luís Marques Mendes, um evento com inscrições já encerradas.

Em todo o caso, os nossos convidados respondem a perguntas que nos chegam via Psico e LMM não fugirá à regra.

 

As perguntas (sobre o livro) podem ser aqui publicadas mesmo durante a tertúlia.


uma psicose de Paulo Colaço às 11:58
link directo | psicomentar | psicomentaram (19)

Em casa que não há pão...

 

O que se passa com o nosso Partido?

 

Marcelo critica Manuela Ferreira Leite, Menezes propõe Marcelo como candidato a Primeiro-Ministro. Morais Sarmento dá entrevistas a dizer que gostava de ser Presidente do Partido. Marques Mendes escreveu um livro. Rui Rio não aparece.

 

É este o cenário que entra na casa de todos nós...



uma psicose de Diogo Agostinho às 10:10
link directo | psicomentar | psicomentaram (39)

Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008
From USA, with love

Aproxima-se rapidamente o dia 4 de Novembro.

A campanha neste momento, nos EUA, está num tom de agravamento para o lado baixinho e a puxar para o nojento do lado da direita, o do lado da esquerda é o deixa andar.

McCain cada vez mais dá tiros nos pés! Palin, já nem com um novo penteado vai lá; recentemente viu-se confirmada a acusação de abuso de poder e viu-se o caracter pequenino e vingativo da senhora, sendo o marido o principal instigador. Foi convidada para abrir um jogo que hockey no gelo e levou com tantas vaias que aumentaram a música e o som do comentador.

Do lado de Obama, evitam-se os ataques baixos da outra campanha e pergunta-se onde andam os Clinton e outros que tais... As sondagens andam favoráveis. Mas teme-se primeiro, que as intenções não se concretizem em votos devido ao crónico problema dos jovens que não vão votar, ou das incorrectas respostas dadas em sondagens devido ao factor racial.

Por cá irritam-me os pressupostos especialistas que só dizem porcaria. Que falam mal de Obama e da vacuidade do seu discurso só porque é lugar comum, invocando em contraponto a experiência de McCain, que há 3 semamas se referia aos fundamentais da economia Americana como basilares e estáveis.

Qualquer argumento de vacuidade acerca de Obama, para mim, está morto à nascença e só mostra a pequenez de quem o produz. Obama é negro, Obama está a 3 semanas de poder vir a ser o próximo Presidente dos Estados Unidos da América. Só nós com a formatação políticamente correcta europeia, mas o interior fervilhante de incoerências, é que não atingimos a GRANDIOSIDADE deste facto. Aproveito para deixar aqui uma sugestão; está na altura de revisitar o primeiro texto de um dos colegas de blogue; De como a América (não) está preparada para um presidente negro ou uma "presidenta" e de como estes(...) do João Marques (o resto do título ter-se-á perdido da transição), para que pensemos um pouco.

É realmente dificil e complicado de saber o que acontecerá nesta recta final. Só mesmo dia 5 ou talvez 6 saberemos como será o resto das nossas vidas. Sim das nossas vidas. Desengane-se que somos labregos ou pacóvios por prestar atenção ao que se passa com os Americanos.

E as últimas semanas são viva prova do que aqui afirmo...

 

 



uma psicose de jfd às 08:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Domingo, 12 de Outubro de 2008
Como se chamava mesmo este filme?

Alguém bufou ao Sol que o Governo queria implicar Manuela Ferreira Leite pelo desaire na compra de dois submarinos.

MFL esfregou a mãos e disse: ‘bora lá falar nisso! Venham eles!
O Ministro Silva Pereira, instado a responder, disse que o Governo estava mais preocupado em resolver a crise.
Vejo que Silva Pereira é tão homem quanto Sócrates.


uma psicose de Paulo Colaço às 14:13
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Batota?

Sobre o escândalo das casas da CML, ainda não li em lado nenhum a crítica à viciação do mercado que estas "rendas" importam.

 
Como se “compensa” o mercado pela rendas beneméritas de, por exemplo, uma loja de cristais da Marinha Grande (25,33 €) em zona nobre da cidade?
 
É que, ao fim do mês, pagar rendas a preços de mercado ou ter amigos na CML, não será bem a mesma coisa…


uma psicose de Paulo Colaço às 13:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.