Quinta-feira, 31 de Julho de 2008
O preço certo em bastonadas



O nosso bastonário tem batalhado por uma advocacia e justiça mais transparentes. Queixa-se a toda a hora dos caciques, dos corruptos e malfeitores de toda a ordem.


Ora hoje queixo-me eu.


Sou um liberal, é certo. Mas pense-se na advocacia de hoje em dia (em Portugal). Os advogados ou são conhecidos e a eles nos dirigimos; ou então vamos ao amigo do amigo, ao primo afastado que se licenciou em direito; ou "ouvi dizer que aquele é bom"... Pois este é o maior obscurantismo da advocacia.


Um advogado não pode fazer publicidade do seu escritório por causa da nobreza da profissão. Por causa da nobreza da profissão??? Então e o consumidor?


Não seria legitimo que o cliente de um serviço soubesse claramente as condições do seu prestador de serviços por antecipação? Os bancos são obrigados a ter as clausulas contratuais expostas na agência, a referir sempre quais as taxas a que se referem nos anúncios publicitários. As agências de viagem têm que anunciar os preços finais dos seus produtos; os automóveis com os preços chave na mão; os planos tarifários de comunicações, enfim, todo o mercado deve ser transparente no estabelecimento do preço, mas a nobreza da advocacia impede que os advogados façam publicidade de si mesmos e que os clientes saibam que na porta ao lado existe um serviço mais barato.

Nem se venha com a história das publicidades abusivas porque essa regra vale para todos os serviços e é regulada por lei sendo punido quem abusar; nem tão pouco com o argumento de que isso seria matar a pequena advocacia. Então não existem pequenas e médias empresas a competir com gigantes do mercado nos diversos sectores? Para este argumento tenho 2 palavras: LONDON STYLE. A pequena lojinha familiar de fatos por medida nos aliados. Qual Zara a 300 metros... LONDON STYLE meus caros.


Foi só um desabafo.


uma psicose de Tiago Sousa Dias às 15:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (15)

Aceitam-se apostas...
Cavaco vai hoje falar ao país.
O Presidente da República interrompe assim as suas férias para uma comunicação oficial feita a partir de Belém e a ser transmitida pelas televisões.
Fonte próxima do nosso PR assegura que se trata de um assunto verdadeiramente importante. Será a situação geral do país? O chumbo do Estatuto Político-Administrativo dos Açores? Ou o veto de alguma das leis que esperam a promulgação de Belém?

Uma coisa é certa: faltam já poucas horas para ser desvendado aquele que será o mais curto tabu de Cavaco.


uma psicose de Margarida Balseiro Lopes às 15:39
link directo | psicomentar | psicomentaram (27)

Preso por ter cão...
Bush autorizou o cumprimento de uma sentença de morte a um soldado condenado por homicídios e violações várias.
É uma prerrogativa presidencial para casos de penas de morte a aplicar a militares.
O último Presidente norte-americano que autorizou uma execução nestes termos foi Eisenhower, em 1957.
Kennedy foi o último Presidente que teve nas mãos a vida de um militar, tendo optado pela prisão perpétua.

Não gosto da pena de morte. Devia ser universalmente abolida.Mas a pergunta impõe-se: se Bush tivesse comutado a pena ao soldado não seria acusado de proteger os senhores da farda?



uma psicose de Paulo Colaço às 11:38
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Quarta-feira, 30 de Julho de 2008
Encerramento compulsivo da Universidade Moderna
Infelizmente, más notícias da minha Universidade, Universidade Moderna de Lisboa.

Obrigado a todos os chupistas, gatunos e vigaristas que tornaram isto possível.

É um dia de luto. Perde-se um grande valor Pedagógico. E ainda nem percebi qual o destino da Moderna de Lisboa...</p>

Lisboa, 30 de Julho de 2008 (MCTES) „o A Universidade Moderna de Lisboa e a sua entidade instituidora, a DINENSINO, foram hoje notificadas de um despacho do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago, que determina o encerramento compulsivo daquela Universidade e a cessação das autorizações de funcionamento de cursos em Setúbal e Beja concedidas à DINENSINO.

Nos termos da Lei, estas entidades dispõem agora de um prazo até 31 de Agosto para se pronunciarem, após o que será tomada uma decisão definitiva.

Como é do conhecimento público, em 3 de Agosto de 2007, considerando as informações disponíveis quanto às perturbações no funcionamento da Universidade Moderna, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior determinou a abertura de um processo de averiguações quanto:

(i) À manutenção dos pressupostos do reconhecimento de interesse público da Universidade Moderna de Lisboa;

(ii) Às condições pedagógicas de funcionamento da Universidade Moderna de Lisboa e dos cursos que a DINENSINO mantém em funcionamento em Beja e Setúbal.

As lacunas na informação facultada pela DINENSINO conduziram à prática de sucessivas diligências adicionais, a última das quais determinada por despacho de 13 de Maio de 2008, visando obter os dados objectivos indispensáveis a uma apreciação rigorosa e segura da situação, tendo sido dadas à DINENSINO e à Universidade Moderna todas as oportunidades de correcção da situação.

As averiguações realizadas pela Inspecção-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e pela Direcção-Geral do Ensino Superior permitiram apurar, de forma inequívoca:

(i) A falta de viabilidade económico-financeira da DINENSINO. Assim, o plano económico e financeiro e demais documentos complementares apresentados não garantem, fundamentadamente, a cobertura das despesas inerentes ao funcionamento da Universidade Moderna de Lisboa e, de igual modo, dos cursos que a DINENSINO mantém em funcionamento em Setúbal;
(ii) O funcionamento em condições de grave degradação institucional e de instabilidade da entidade instituidora, afectando de forma directa, profunda e generalizada a normalidade institucional da Universidade Moderna;
Do processo resulta igualmente que os denominados «estabelecimentos de ensino superior» de Setúbal e de Beja nas suas actuais condições de funcionamento, ao nível institucional e pedagógico, não se conformam com os requisitos exigidos para a concessão do reconhecimento de interesse público a estabelecimentos de ensino superior privado, designadamente em matéria de qualificações do corpo docente, e não detêm a forma legal de estabelecimento de ensino, não podendo, enquanto tal, ser objecto de qualquer negócio jurídico visando a sua transmissão ou alienação, como foi pretendido no caso de Beja.
Por último, o despacho agora proferido salienta a necessidade de salvaguarda dos interesses dos estudantes e responsabiliza a Universidade e a sua entidade instituidora pela rigorosa perservação de todos os registos académicos.
Na pendência de uma decisão definitiva, mantém-se naturalmente a decisão de não autorização de novas vagas de ingresso para a Universidade Moderna já tomada em 2007.

MCTES/fim</p>


tags:

uma psicose de jfd às 19:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

Investe Governo, Investe!

O nosso PM, Eng. José Sócrates, lançou a promessa que o Governo irá investir 400 milhões de Euros na educação nos próximos meses. Esse investimento passa pela instalação de Internet em todas as salas de aulas, assim como redes de vídeo – vigilância nas escolas e a criação do cartão de estudante para que as crianças/jovens não andem com dinheiro nas escolas.

Internet: acho bem! Cada vez mais o ensino passa pela Internet!

Vídeo – vigilância: gostava de acreditar que seria útil, mas em muitas escolas não o será pelo facto de não serem problemáticas; noutras, pelo contrário, seria muito útil se essas redes de vigilância conseguissem sobreviver uma semana que fosse!

Cartão de Estudante: já tive oportunidade de utilizar esses cartões desde o 9º ano e só trazem complicações, além disso as crianças não deixam de andar com dinheiro por andar com um cartão magnético.

Parece que o senhor PM está a começar a investir em áreas realmente importantes, embora parte desse investimento esteja a ser mal gerido, mas isso é algo a que já nos habituámos! O mais engraçado é que ultimamente tem-se ouvido tantas novas medidas, tantos novos investimentos…que trabalhador que anda o nosso Governo! Ah, lembrei-me…já estamos quase a meio do ano de 2008…que coincidência!


uma psicose de Paulo Colaço às 18:50
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Vergonha!
Lisboa, 30 Jul (Lusa)

Vinte e três deputados nunca faltaram às reuniões na Assembleia da República nos dez meses da sessão legislativa - 15 são do PS, quatro do PSD, dois do CDS-PP, um do PCP e outro do PEV.
De todos os líderes parlamentares, Bernardino Soares, do PCP, foi o único a estar presente em todas as reuniões plenárias.
Na lista dos deputados mais assíduos na bancada socialista constam Ana Maria Rocha, Custódia Fernandes, Fernanda Asseiceira, Fernando Jesus, João Bernardo, Jorge Strecht, Manuel José Rodrigues, Maria José Gamboa, Marisa Costa, Matilde Sousa Franco, Miguel Coelho, Odete João, Pedro Farmhouse, Vasco Franco e Ventura Leite.
No segundo maior partido, o PSD, são quatro os deputados que não falharam nenhuma reunião em São Bento: Fernando Antunes, Fernando Santos Pereira, Ribeiro Cristóvão e Vasco Cunha.
No CDS-PP, dois deputados estiveram em todas as reuniões: Abel Baptista e António Carlos Monteiro.
Heloísa Apolónia, do Partido Ecologista "Os Verdes", é outra das totalistas, tendo estado presente nas 109 reuniões plenárias.
A esta lista de deputados cumpridores podem ainda juntar-se os que só se ausentaram de São Bento em missão parlamentar. Dois são do PSD (Luís Carloto Marques e Pedro Quartin Graça) e quatro do PS (Marques Júnior, Miranda Calha, Osvaldo de Castro, Teresa Moraes Sarmento).
IEL/NS.

É esta a representação da nossa classe de políticos.
Quero lá saber das desculpas e subterfúgios.
Eu voto, senhoras e senhores; cumpram!
Vivemos num país que cultiva e institucionaliza a desresponsabilização.
Tenham vergonha, começando pelo meu partido...



uma psicose de jfd às 15:15
link directo | psicomentar | psicomentaram (52)

Pequim 2008
Segundo o diário desportivo A Bola, os jornalistas estrangeiros que se preparam para acompanhar os jogos olímpicos em Pequim, não têm tido até à data, um acesso livre a determinados sites na internet. Entre esses sites estão os da BBC, da Amnistia Internacional, de alguns jornais de Hong-Kong, entre outros...
Apesar de já ser esperada por muitos, esta situação é intolerável! O Regime Chinês mostra desta forma ao Mundo a sua verdadeira face. Provavelmente a sua face mais sombria. Como será possível acompanhar e viver os grandes jogos da humanidade, sem um pleno exercicio da liberdade?


uma psicose de Luís Nogueira às 15:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Terça-feira, 29 de Julho de 2008
S.N.S., R.I.P.

O Governo prepara-se para impor a exclusividade aos médicos que trabalhem para o Serviço Nacional de Saúde. A proposta tem como principal objectivo combater a falta de clínicos. A Ordem dos Médicos crítica a proposta e avisa que pode violar a constituição.

 

 

Com estas e outras medidas, cheias de boas intenções que sejam, se faz um sistema colapsar.

 

Depois de anos de uma política de saúde sem rumo (que começaram durante o Governo de Durão Barroso), esta medida vem dar uma machadada final no velho S.N.S.

 

 

Porque convenhamos:

 

 

-entre um sistema que nos acolhe, estimula, dá condições, paga bem;

 

 

- e um outro que faz tudo menos expulsar-nos à vassourada;

 

 

duvido que os médicos portugueses tenham dificuldade em escolher.


uma psicose de José Pedro Salgado às 09:26
link directo | psicomentar | psicomentaram (34)

Domingo, 27 de Julho de 2008
Chupistas!
O PP quer uma investigação ao funcionamento do rendimento mínimo.
Já faltava.
Não me choca que exista este tipo de ajuda do Estado a quem mais precisa.
Mas alguém sabe como funciona? As instituições não comunicam entre si e há verdadeiros super-beneficiários, que auferem a este rendimento sem o merecer, e em diversas freguesias.


uma psicose de Paulo Colaço às 18:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

Obama Rock Star

Quem perde um pouco do seu tempo, e agradeço desde já por isso, para ler o que escrevo, sabe que sou um fervoroso adepto de Obama. E que me divirto imenso com as eleições Americanas. Até me zango se for preciso. Mas algo de estranho se passou com esta saída de Obama dos EUA... Vi, li e ouvi... E não consegui deixar de sentir totalmente aquela coisa que sinto sempre que oiço um americano falar na Europa. Mesmo com o discurso de Berlim, a postura em Paris e os elogios em Londres, já não via Obama. Via mais um Americano. Mas! Este é mesmo um pouco diferente dos outros. Rapidamente voltei a ver Obama. Obama Rock Star. Obama futuro presidente do Mundo!
Começando pelo principio. A sua passagem pelo cenário de guerra foi algo de absolutamente genial. Mensagem totalmente controlada. No Afeganistão foram utilizadas as suas palavras, no Iraque o exército Americano, querendo ser o mais imparcial possível, só ajudou ainda mais o Senador júnior, em Israel um sucesso.
Na América? Um McCain que meses antes desafiava Obama, queixava-se agora da viagem feita com tantos jornalistas. Périplo esse, que havia sido feito por McCain, e que na sua visita à Europa não havia disponibilizado logística nenhuma aos jornalistas.
E lá veio o primeiro anúncio vergonhoso, e já lá canta um segundo, em que McCain culpa Obama, calculem!, pela crise petrolífera.
Mas Obama foi genial, e colocou na mente de todos a confirmação da sua retórica de que a surge não teria o efeito que lhe dão, mas sim apenas teria apanhado o comboio de algo que já se passava pelo Iraque fora.

Não houve nenhuma gaffe nesta viagem de Obama, nada de mal a apontar.
Apenas a direita ortodoxa grita e esperneia nos EUA para meu deleite e diversão!

Será que nós Europeus estamos mesmo apaixonados por Obama?
Porque será que sinto que a Presidência dos EUA se lhe escapa a cada dia que passa?

O que sabemos nós, Europeus, que os Americanos não sabem?



uma psicose de jfd às 18:04
link directo | psicomentar | psicomentaram (45)

Porque não concretiza?
Já não é a primeira vez que somos brindados com declarações deste teor e com esta gravidade. "João Cravinho alertou que a grande corrupção e o crime estão a aumentar em Portugal e mostrou-se também preocupado com a independência do Tribunal de Contas e do recém-criado Conselho para a Prevenção da Corrupção." Assim, o ex-Ministro das Obras Públicas do Governo socialista do Eng.º António Guterres, disse que: "eu olho para aquele CPC e penso que nem sequer é uma cereja em cima do bolo, porque não há bolo, não há cereja, não há nada. É evidentemente uma entidade de forte pendor governamental". O PS já veio responder, dizendo que "não recebe lições de combate à corrupção".

Mas afinal em que ponto ficamos? Que "forte pendor governamental é este"? Não querendo entrar numa caça às bruxas, porque razão João Cravinho não concretiza as suas denúncias? Será que tem algum conhecimento de causa? A mostrar pelo que se tem visto ultimamente na praça portuguesa, virou moda acusar, lançar chamas ao palheiro e depois de o ver arder, sair sem dizer mais nada. Se existe corrupção ao mais alto nível do Estado, que se identifiquem os infractores e que sejam julgados em tribunal. Caso contrário, escusam de tentar transformar a República Portuguesa, numa República de frutos tropicais.


uma psicose de Luís Nogueira às 18:01
link directo | psicomentar | psicomentaram (19)

Sábado, 26 de Julho de 2008
Ciganos, vadios, prostitutas… e vinho verde!
Uma Portaria de 1985 dá à GNR indicações muito claras e rígidas para lidar com ciganos (eufemisticamente chamados de nómadas), vadios, mendigos e prostitutas.

O texto da Portaria tem pérolas como esta: a Guarda "deve exercer especial vigilância sobre grupos e caravanas que habitualmente se deslocam de terra em terra fazendo comércio, participando em feiras ou desenvolvendo quaisquer outras actividades próprias da vida itinerante, observando-os nos seus movimentos com o fim de prevenir e reprimir a prática de actos delituosos".

Há anos que defendo a extinção da GNR.
Está ultrapassada, vejo nela a cultura do ócio, a pouca exigência dos seus operacionais transformou-a numa força nada respeitada.
Os seus bons operacionais passariam para a PSP.



uma psicose de Paulo Colaço às 12:12
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Quinta-feira, 24 de Julho de 2008
Rê Tê quê?


A nossa querida e excelsa RTP deu-se, mais uma vez, ao trabalho de gastar o nosso dinheiro para comprar jogos de futebol. De forma exclusiva, será o "serviço público" a transmitir, em sinal aberto, os jogos da Liga Sagres.
Pergunto eu, é isto que cabe à televisão pública? Batalhar com os privados por transmissões caríssimas, ocupar um espaço que está já ocupado? É que se assim é vou aproveitar e enviar uma carta à administração para o regresso da Fórmula1 às matinés de Domingo...

uma psicose de Paulo Colaço às 16:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (67)

É uma prioridade?

A Juventude Socialista reuniu-se no último fim-de-semana em Congresso.
.
Do conclave saíu o novo líder e apenas uma ideia: Legalizar o Casamento entre homossexuais!
.
É esta uma preocupação do país? Não tem mais a dizer uma Juventude partidária que faz parte de um Partido que é Governo?


uma psicose de Diogo Agostinho às 12:28
link directo | psicomentar | psicomentaram (40)

O "sobe e desce" do desemprego em Portugal
Estávamos na campanha eleitoral de 2005, quando o ainda candidato ao lugar de Primeiro-ministro, José Sócrates, disse que a taxa de 7,1% de desemprego era na altura a "marca de uma governação falhada" e de uma "economia mal conduzida". Desde esse dia muito mudou. Chegou ao Governo, implementou o seu programa e pasme-se, em Outubro de 2007 Portugal já contava com 8,3% de desempregados, onde pela primeira vez em quase 30 anos superava a taxa de desemprego espanhola. Entretanto dizem as estatísticas que a referida taxa desceu, apesar das justificadas desconfianças face aos reais números do desemprego.

Eu ponho em causa “as estatísticas” com noticias como esta! Em que se diz, que “até ao final do mês oito empresas, com mais de 100 trabalhadores, vão encerrar no distrito de Braga.” Constituindo “um cenário de crise no sector têxtil que deve levar para o desemprego pelo menos mais 800 pessoas. […] Só no último mês e meio cerca de 5 mil pessoas perderam emprego na região.” Como esta, existem inúmeras noticias semanalmente com o mesmo teor.

Todos sabemos que "o número de empresas declaradas falidas aumentou 39,4% no primeiro semestre de 2008 face a igual período do ano passado."

Afinal quem tem razão? São os números do Executivo ou são os dados das instituições independentes, que tendem a mostrar um quadro mais negro? Desconfio que o sentimento nas ruas, atesta bem quem terá razão... O Governo culpa a crise internacional, a falta de qualificação de alguns portugueses, mas não terá ao fim destes 3 anos alguma responsabilidade?


uma psicose de Luís Nogueira às 11:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Quarta-feira, 23 de Julho de 2008
Malha apertada

A Comissão Europeia decidiu suspender fundos à Bulgária, perto de 500 milhões de euros. Motivo: falta de resultados no combate à corrupção. Na berlinda está também a Roménia.

O clube UE tem requisitos de entrada mas terá requisitos de manutenção? Alguns dos actuais membros estariam em maus lençóis se quisessem aderir hoje.
Já viram como está Justiça em Portugal?
É um dos factores da perda de investimento estrangeiro, a par do sistema fiscal, burocracia e leis laborais.
Podemos questionar a moralidade da decisão aplicada à Bulgária?


uma psicose de Paulo Colaço às 18:33
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

Domingo, 20 de Julho de 2008
Política, convívio e História
Ainda decorre a festa do 34º aniversário da JSD.
A Figueira da Foz é o palco, o cenário é a praia.
Estão/estiveram por cá centenas de militantes de todo o país.
Festa, convívio, intervenções políticas, entre as quais a de Manuela Ferreira Leite, e História.
Foi hoje lançado um "pequeno livro" sobre os antigos líderes da JSD.
Já fazia falta um documento assim!
E viva a JSD!


uma psicose de Paulo Colaço às 01:51
link directo | psicomentar | psicomentaram (87)

Sábado, 19 de Julho de 2008
Paredes feitas de dinheiro...

Diante de um menú de degustação de fusão japonês-mediterrânico, tive uma interessante conversa com um grupo de espanhóis. A crise está instalada. Só o Governo ainda teima em fugir à expressão. Quem tem muito dinheiro, continua a tê-lo, mas quem pouco tinha, mal está.
Em Espanha, ter o dinheiro no banco significa ter o seu saldo médio trimestral acima de determinado valor reportado directamente ao fisco. Para se fugir, fazem-se casas, compram-se casas, enchem-se paredes de dinheiro. Esta pequena história leva-me a pensar... Por mais forte e eficaz que seja a máquina fiscal, o mercado paralelo há-de sempre vingar?


uma psicose de jfd às 14:41
link directo | psicomentar | psicomentaram (15)

Sexta-feira, 18 de Julho de 2008
Menezes em Directo


"DEPOIS DE MIM VIRÁ... Luís Filipe Menezespresidente da Câmara de Gaia e ex-presidente do PSD

Nem quero imaginar o que se escreveria sobre o anterior líder social-democrata se ele, em escassas seis semanas, não tivesse divulgado uma proposta, estivesse em hibernação enquanto os camiões bloqueavam o País e culminasse tal período de ausência com a pomposa declaração de que o casamento era um magistério virado em exclusivo para a procriação! Aquando da sondagem de Fevereiro, o anterior líder do PSD afrontava o pico de uma campanha negra, interna e externa, nunca vista antes em mais de trinta anos da nossa democracia. Ao invés, nestes 45 dias ninguém criticou as omissões, os silêncios, o discurso generalista, ou o conservadorismo radical da actual direcção do partido. Ainda bem, todos merecem o seu estado de graça. E isto de ser líder tem que se lhe diga.
.
Contudo, muito do que quis provocar com a minha demissão está atingido. Não houve uma eleição eufórica e já está provado que não é a mudança de "chefe", por mais que um substituto seja levado ao colo pelos interesses instalados e pela intelligentsia que parasita o statu quo, que resolve as entorses estruturais do PSD.Em trinta anos, o PSD especializou-se em dizimar presidentes.
.
Menos tempo, ou tão pouco quanto eu próprio, passaram por S. Caetano à Lapa, Emídio Guerreiro, Rui Machete, Sousa Franco, Menéres Pimentel, Santana Lopes. Pouco mais tempo, exclusivamente por "culpa" da inércia dos calendários eleitorais, estiveram Mota Pinto, Fernando Nogueira e Marques Mendes. Saíram ainda sem glória Marcelo Rebelo de Sousa e Durão Barroso!!!O PSD só "tolerou" dois líderes em três décadas: Sá Carneiro e Cavaco Silva. É decisivo que os seus militantes e apoiantes entendam o porquê de tal bizarria.
.
Dos actuais vice-presidentes e apoiantes de topo da actual maioria, foram vários os que deram a cara em 50 (!) entrevistas televisivas nos primeiros 60 dias do meu mandato. Todas a criticar e a pedir a substituição da direcção mais representativa da história do PSD. "Nem que fosse à bomba!"Para além do citado Carnaval, acusavam-nos de não fazer oposição, de não dinamizar as bases e de não ter um discurso e propostas estruturadas!!!
.
Hoje é claro que a substituição de Ângelo Correia por António Capucho não deu mais credibilidade à liderança do Conselho Nacional, que a substituição de Amorim Pereira por Morais Sarmento não trouxe nada de novo. Finalmente é óbvio que a substituição de Santana Lopes por Paulo Rangel diminuiu substancialmente a capacidade de afirmação parlamentar.
.
Mas para que o PSD possa regressar aos tempos altos da militância como com Sá Carneiro e Cavaco Silva, e daí chegar ao poder com solidez e capacidade reformista, é preciso que o partido se modernize e se repense ideologicamente. Isso só será possível se o caminho que a minha direcção estava a trilhar possa ser retomado.
.
Um partido de bases para voltar a reformar o País."
.
Comentários?


uma psicose de Diogo Agostinho às 09:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (22)

Quinta-feira, 17 de Julho de 2008
Sodomia

Já não me lembro quem foi que disse a frase:

 

"Ser homossexual já foi proibido, agora é aceite, qualquer dia é obrigatório."

 

Não concordo com a frase nem com a ideia que a ela está subjacente, embora a use diversas vezes como exemplo de certos extremos a que a sociedade tende a chegar.

 

 

No entanto, não nos podemos esquecer que existem formas de ver o mundo que não adoptam uma perspectiva minimamente liberal quanto à escolha sexual de cada um. Como exemplo temos as declarações do Presidente do Irão que clamava orgulhosamente não existirem homossexuais no seu país.

 

 

Mais recentemente temos o caso do líder da oposição malaica, detido após ter sido acusado por um seu acessor de 23 anos do crime de sodomia, uma vez que relações sexuais entre homens são proibidas naquele país.

 

 

Naturalmente que estas atitudes chocam com a nossa cultura. Sei que a mim me fazem extrema impressão, tanto pela discriminação em si, como pela ingerência na esfera da vida privada que comportam.

 

 

Assim, deixo a questão: Tem o mundo ocidental o dever de tentar mudar estas mentalidades? E terá o direito de o fazer?


uma psicose de José Pedro Salgado às 17:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008
Habemos Seleccionador
Carlos Queiroz é, oficialmente, o novo Seleccionador de Portugal.

É a solução certa?


uma psicose de Diogo Agostinho às 15:02
link directo | psicomentar | psicomentaram (33)

Questão Nuclear
Vítor Constâncio defendeu, ontem, na Assembleia da República, a necessidade de se estudar e debater a questão da Energia Nuclear em Portugal.

Hoje, Oliveira Fernandes, presidente do Conselho de Administração da Agência de Energia do Porto, diz que tal debate é "inoportuno" levantar"a discussão quando não existe documento para discutir e porque este Governo disse que a energia nuclear não seria tema a debater neste mandato. É desviante e alienante em relação à abordagem dos problemas da sociedade."

O tema já foi falado no passado, abordado por alguns e sugerido por outros.

Nos dias que correm a factura energética a pagar por Portugal é extremamente elevada, muito por culpa da dependência energética, em termos de matérias-primas, que o nosso país apresenta. Com a escalada dos preços do petróleo a situação agrava-se.

A utilização da Energia Nuclear poderia proporcionar uma enorme quebra nessa dependência energética, desafogando o país.

Parece-me a mim que a recusa à utilização desta energia baseada em questões de segurança, devido a possíveis acidentes, é despropositada. A tecnologia evolui de tal forma que tais situações têm muito baixa probabilidade de ocorrer. Lembre-se que há vários anos que não se registam acidentes significativos em centrais nucleares. Aliás, se este fosse o principal «defeito» da Energia Nuclear, já devíamos todos estar bem amedrontados com a Central Nuclear Espanhola situada a cerca de 30km da fronteira com Portugal...

O que me parece mais complicado é a questão dos resíduos tóxicos, altamente radioactivos. Em Inglaterra, por exemplo, existe uma autoridade totalmente independente que garante a segurança desses resíduos. Funciona na perfeição, muito graças à independência económica e politica dessa «fiscalização».

Parece-me, pois, que em Portugal seria difícil garantir tal independência dum organismo semelhante, a fim de se garantir a «limpeza» desta solução energética. Talvez ainda tenhamos de aprender e saber algo mais sobre este assunto, mas, na minha opinião, pode ser uma das soluções de que precisamos.

Que vos parece? Há condições para a criação de um organismo fiscalizador, totalmente independente, capaz de garantir o limpo funcionamento da Energia Nuclear?

Pode ser uma solução?


uma psicose de Carlos Carvalho às 12:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (40)

Terça-feira, 15 de Julho de 2008
Quid satiriat?

 

Quem se deve sentir ofendido com esta caricatura?

 

 

a) Os Obamas?

 

 

b) Os Republicanos?

 

 

c) Os muçulmanos?

 

 

d) Ninguém, é uma piada.

 

 

Eu sei qual escolho...


uma psicose de José Pedro Salgado às 20:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

De Boliqueime a Belém! 69 anos depois

Hoje faz anos Sua Excelência o Senhor Presidente da República.

Um homem que tem um trajecto ímpar na vida política portuguesa.

Nasceu em Boliqueime, algarvio, trabalhador, metódico, venceu nos corredores de Lisboa. Foi Ministro das Finanças de Francisco Sá Carneiro e Primeiro-Ministro durante 10 anos, com duas maiorias absolutas. Hoje existe uma corrente "cavaquista", onde engloba pessoas de topo do meio empresarial e político.
.
Chegou ao cargo de Presidente da República após uma tentativa falhada contra Sampaio esperou 10 anos pela sua vez. Geriu silêncios e aparições com uma mestria incrível.
.
É assim Aníbal Cavaco Silva, um político não profissional.

Happy Birthday, Dear President!


uma psicose de Diogo Agostinho às 09:49
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008
Direitos dos animais

Este mês realizam-se as tradicionais festas de San Fermin em Pamplona
Uma das atracções são as largadas de toiros
Existe igualdade nesta situação?

Até onde vai o direito dos animais? Até onde pode o Homem violar os seus direitos?

O Homem e o Animal são um e a mesma coisa?


uma psicose de Francisco Castelo Branco às 13:01
link directo | psicomentar | psicomentaram (23)

Capitalismo nacionalizado...
A Meca do Capitalismo, da Mão Invisível e do Liberalismo Económico, nacionaliza hoje o IndyMac Bank, como consequência da sua impossibilidade para cumprir as obrigações junto dos seus clientes. O Banco reabrirá como IndyMac Federal Bank. É a crise do sub-prime. Nos Estados Unidos, e após a Crise de 29, foi criada a Federal Deposit Insurance Corp. (FDIC). Uma entidade Federal que segura parte dos depósitos dos clientes dos Bancos que para ela contribuem com prémios chorudos.
Ora, o sistema está em colapso. Já foi um, temem-se outros. E se forem realmente mais? Onde está a essência da América? A sua capacidade fria e calculista de separar o trigo do joio?
Há cerca de 6 anos que a América económica anda muito mal. E anda com mixed signals... Os grandes brincam com o dinheiros dos pequenos. Aqueles safam-se, estes lixam-se. O Mundo sofre. E depois livra-se tudo com taxas de juro baixas, irrealistas.
Este Neo-Conservadorismo (os neo-Cons de Bush e Cheney) que assola a América, está a penhorar o nosso futuro...
O Mercado não está a funcionar e as consequências vão ser catastróficas. Para todos nós, e é por isso que este assunto nos interessa.



uma psicose de jfd às 09:20
link directo | psicomentar | psicomentaram (91)

Sexta-feira, 11 de Julho de 2008
ai fone?? qué isso?!?

Será que sou eu que sou careta? Estúpido? Retrógrado? Invejoso? Pobre? Idiota? Atrasado mental? Não entendo a loucura, a falta de racionalidade e falta de senso comum e de ligação com a dura realidade.
Estamos todos, ninguém escapa, rendidos a esta sociedade de consumo. Eu sou um vitima, tu és uma vitima. E ontem ao longo do dia e pela noite dentro, chegou a nova droga.
Estamos perdidos. É a República das Bananas.
Como podem os serviços noticiosos gastar tanto tempo com esta treta?
Quem me explica?

Cambada de carneiros...




uma psicose de jfd às 14:51
link directo | psicomentar | psicomentaram (30)

Será que Sócrates é o mesmo?
Quercus acusa: carros eléctricos estão isentos de imposto automóvel, ao contrário do que disse Sócrates

Durante a campanha eleitoral, Sócrates era mansinho. Agora verte arrogância por cada poro.
Antes, sabia camuflar as suas falhas. Agora são imensamente crassos os seus disparates.
Antes, os benefícios prometidos abrangiam muitos. Agora promete coisas que já temos.

Será que no lugar de José Sócrates está um duplo muito mal documentado?

uma psicose de Paulo Colaço às 13:33
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

O estado das Nações




O que é o G8? Diz-se tradicionalmente que é o Grupo dos 7 países mais industrializados mais a Rússia. Ora, este "mais a Rússia" só nos leva a crer que a Rússia não é um dos países mais industrializados mas ainda assim deve estar presente no G8. De facto, nos dados do FMI a Rússia lá aparece em 7ª mas para todos os outros (v.g. Banco Mundial) não é um dos 8 países mais industrializados e nele se devia incluir a China, saindo o Canada, e entrando a Índia para o lugar da Itália.
Nesta perpsectiva apenas se compreende a presença da Rússia e ausência da China numa perspectiva politico-militar. É que a Rússia entrou em 1998 para o então G7 sobre o pretexto de se terem dado passos importantes na democratização do país. O que nos diz então que o estado politico do país é factor de consideração do G8.
Ora, será então que algo deve ser mudado no G8? Uns falam da entrada do México, Brasil, China e India, passando assim a G12. Talvez não seja fácil... Imagine-se, por exemplo, a posição do Japão quando falada a possibilidade de entrar a China ou a Argentina sobre o Brasil... E que dizer se outro modelo como a passagem para G5? Sairia a Itália, naturalmente, o Canada e... qualquer outra baixa seria rotura nas relaçõs internacionais para não falar destas por si só. Por outro lado, temos assistido a um "corporativismo internacional" desmedido em todas as áreas e para cada uma delas. A Europa é o exemplo: EFTA, UE, NATO, ONU. A Finlândia, por exemplo, faz parte de todos estes organismos.
ONU, Mercosul, OEA, CPLP, ALADI, OTCA, UNASUL,CI-A e UL... todas estas têm o Brasil como membro...
A União para as Nações Africanas, o Mercosul, União das Nações Sul Americanas seguem a União Europeia e agora McCain na sua campanha vem falando da "Liga dos bons" e lá para os lados do oriente fala-se de uma União Asiática...
A minha dúvida é até que ponto pode a sociedade internacional evoluir com a vontade dos Estados em agruparem-se segundo interesses comuns aos mesmos; ou até que ponto não seria bem mais salutar ao interesse das boas relações internacionais que o espirito criador destas organizações fosse uma verdadeira vontade supra-estado, um corpo e mente unos como verdadeiros sujeitos internacionais.
Até lá... onde vamos parar?


(nota: apeteceu-me escrever este texto depois de ler as noticias neste link http://ultimahora.publico.clix.pt/?idCanal=11 vejam a parte das "noticias desta secção" e vejam a confusão que vai na nossa comunidade internacional...)


uma psicose de Tiago Sousa Dias às 12:42
link directo | psicomentar | psicomentaram (27)

Quinta-feira, 10 de Julho de 2008
Gostam dele, naturalmente.
O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou hoje que apoia a reeleição de Durão Barroso para a presidência da Comissão Europeia, quando o primeiro mandato do português terminar, em 2009.
Compreende-se que José Manuel Durão Barroso esteja na estima dos líderes europeus.
Tem low-profile, não fazendo sombra a nenhum Chefe de Estado ou de Governo; é um especialista em diplomacia e relações internacionais, um traço que todos reconhecem; tem sentido estratégico para a Europa e Mundo, o que é importantíssimo para a UE; sabe gerir a equipa, como o demonstrou como PM.
Para além disso, é poliglota, bem-disposto, um homem do mundo.

É natural que gostem do nosso Zé, certo?


uma psicose de Paulo Colaço às 16:15
link directo | psicomentar | psicomentaram (23)

Estado da Nação

Na melhor e mais saudável tradição, o Primeiro Ministro está no Parlamento para o debate do Estado da Nação.
Já se passou mais que uma hora e o PSD está a levar a tareia do costume. Sócrates domina o género. É peixe dentro de água. A arrogância cai-lhe tão bem. Já disse, e digo de novo, admiro!
O que é preciso para derrotar este senhor no jogo parlamentar?
Ou será que estamos demasiado centrados no derrotar por derrotar?
Que Angústia!


uma psicose de jfd às 16:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (28)

Quarta-feira, 9 de Julho de 2008
PARABÉNS

O Psico tem dois novos dê-érres!
Well done, boys!


uma psicose de Paulo Colaço às 13:43
link directo | psicomentar | psicomentaram (25)

Reflexões do "outro lado da barricada"
[...]Somos hoje um dos países com maiores desigualdades sociais da União Europeia. O que para quem sempre sonhou com um Portugal livre, democrático, pluralista e mais justo representa uma imensa e intolerável desilusão.

As mulheres são mais sujeitas à pobreza do que os homens, a ruralidade mais pobre do que as cidades médias, estas, com populações, em média, mais ricas do que as grandes cidades, onde existem muitos excluídos. A concentração da riqueza está, cada vez mais, nas mãos de menos pessoas. E a pobreza em geral alastra e começa a atingir as classes chamadas médias.

Como é que um tal fenómeno, tão triste e desagradável, vai resolver-se? E em que tempo será possível fazê-lo? São questões pertinentes e complexas, naturalmente. A crise global agravou a situação, como se tem visto. Assim não podemos continuar. Não nos podemos resignar. Há que mudar. Precisamos de um modelo de desenvolvimento diferente, com maior dimensão social e ambiental.

Mário Soares, Pobreza e Exclusão Social, in DN 08/07/08

Que "novo" modelo será este? Será que o Executivo de José Sócrates e o Partido Socialista em 2009 poderão apresentar não só o "trabalho feito", como políticas concretas para inverter esta grave realidade abordada por Mário Soares? Penso e sei que não, pois os resultados são visíveis nas ruas. O que é estranho é existir quem ainda pense o contrário, ou seja, que vivemos num "mar de rosas", dizendo que "não existe nenhuma situação de emergência social". Basta olhar para os crescentes números de pedidos de ajuda do Banco Alimentar, que foram referidos por MFL em entrevista na semana passada...


uma psicose de Luís Nogueira às 12:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (32)

Terça-feira, 8 de Julho de 2008
Quem decide?

"Rui Rio recandidata-se à Câmara do Porto, anunciou hoje o líder da distrital do PSD, que garantiu não ter pedido autorização à direcção nacional do partido para negociar com o CDS/PP a renovação de coligações nas autárquicas. "
«Era o que mais haveria de faltar eu esperar por indicações nacionais», afirmou o dirigente do Porto"

Algumas análises:

Rui Rio é um bom candidato contra Elisa Ferreira?

O processo de decisão deve partir de quem? Distrital ou Nacional?

E Lisboa? Carlos Carreiras decide?



uma psicose de Diogo Agostinho às 18:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (19)

Terríveis últimas quatro letras...
É um avanço civilizacional tremendo: os Delfins vão acabar.
Estou muito contente.
Aproveitando a onda, bem podia o Paulo Coelho vir dizer que ia deixar de escrever...


uma psicose de Paulo Colaço às 10:00
link directo | psicomentar | psicomentaram (37)

Segunda-feira, 7 de Julho de 2008
Começam cedo...

Um quarto dos jovens sofre violência no namoro.
.
Entre jovens dos 15 aos 25 anos, 25% já foram vítimas de violência na relação, um fenómeno que atinge níveis «preocupantes» e idênticos aos verificados no casamento, de acordo com as conclusões de uma série de estudos de uma equipa de psicólogas da Universidade do Minho, em Braga.
.
Dos 15 aos 25? Mas não é a nossa geração? A primeira geração que, pela primeira vez, nasceu sem a Guerra como resolução de conflitos.
.
Que futuro esperar desta geração?
.


uma psicose de Diogo Agostinho às 09:42
link directo | psicomentar | psicomentaram (34)

34 anos a formar jovens portugueses na esteira da democracia e participação!

A JSD faz anos e é, para mim, motivo de festa.
A Jota foi muito importante na minha formação e lembro-me sempre disso quando ouço o Bruno Ribeiro referir-se a alguém dizendo: “fez-lhe muita falta passar pela JSD”.
Recomendo um salto ao site para se entusiasmarem com o evento de aniversário e a (re)leitura de um texto sobre a nossa história que me deu muito gozo escrever.
Viva a JSD!!!


uma psicose de Paulo Colaço às 00:56
link directo | psicomentar | psicomentaram (19)

Domingo, 6 de Julho de 2008
Playground
O Conselho de Justiça manteve decisões que anteriormente colocaram Boavista no escalão inferior e Pinto da Costa suspenso dois anos. Com toda a polémica gerada, igualmente muito jurídica, será que isto ainda faz parte do futebol?


uma psicose de Paulo Colaço às 12:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (18)

Sábado, 5 de Julho de 2008
Hitler e a Borracha

Um homem de 41 anos foi hoje detido por arrancar a cabeça da figura de cera de Adolf Hitler no Museu Tussauds de Berlim.

Terá sido um acto simbólico de desagrado mas leva-me a um ponto diferente. Preservar a memória histórica é essencial, do meu ponto de vista. Alguma opinião pública alemã criticou a presença de Hitler no recentemente inaugurado Museu Tussauds de Berlim. Eu pergunto: mas Hitler terá sido um produto da nossa imaginação? Não terá existido mesmo?

E se amanhã demolirmos o Castelo de Lisboa por ter sido construído por "ocupantes árabes"?


uma psicose de Paulo Colaço às 14:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (11)

Sexta-feira, 4 de Julho de 2008
Os meios justificam os fins?
Maria de Lurdes Rodrigues acaba de dar uma entrevista na RTP1 em que fica clara a ambição e o desejo desmesurado de trabalhar para as estatísticas, ao reportar-se aos resultados dos exames nacionais de 12ºano.
Pelo meio de gaguejos, nervosismos e incoerências, a ministra da Educação anuncia que "estava farta da situação que tinha" e orgulha-se de anunciar que este Governo e as suas políticas educativas foram essenciais no processo de fazer a Matemática acessível aos alunos.
Apesar de os resultados saírem apenas na próxima Segunda-feira, é já sabido que a média da disciplina de Matemática A subiu 3 valores, ao contrário da média de Português que este ano regista saldo negativo.
Se a Educação é um dos pilares fundamentais da formação do ser humano, não devia ser tratada com tal leviandade e facilistismo. A formação das pessoas não aumenta com exames fáceis, mas sim com professores rigorosos, programas complementares entre disciplinas e não repetitivos e horários adequados.
Sempre ouvi dizer que não se deve dar logo o peixe. É preciso dar as canas para se ensinar a pescar.


uma psicose de Inês Rocheta Cassiano às 20:14
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.