Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008
Parabéns TSF!

Um artigo de Adriana Neves

 

A TSF festeja hoje o seu vigésimo aniversário. Em 1988, Emídio Rangel, um dos fundadores da TSF, inaugurava a emissão, um minuto antes das sete da manhã, com uma de declaração de intenções sobre o que ia ser a nova rádio que queria romper com o modelo instituído, de rádio e de jornalismo, em Portugal.
 

Parabéns TSF, pelo bom jornalismo e pelos bons momentos de rádio que proporcionas.

 


uma psicose de Paulo Colaço às 14:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (7)

Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008
Perda da inocência?
É hoje notícia a fraude que envolve os eurodeputados e que pode chegar a 140 milhões de euros envolvidos. Ao que parece, apesar da tentativa de parte dos eurodeputados de silenciar a questão, ao mesmo tempo que outros exigem que tal se torne público, existe um relatório que dá conta da existência de fraude e má gestão.

Pode mesmo ler-se que um eurodeputado, por altura do Natal, decidiu bonificar um membro do seu staff com o valor de 19 salários!

Refere-se, ainda, o favorecimento a partidos, com avultadas transferências de dinheiro, benefícios pessoais, não pagamentos à Segurança Social e má utilização de fundos...

A informação está a surgir aos bocadinhos. Certamente as pressões são muitas...

Com isto, está a União Europeia a perder a inocência e a credibilidade que lhe é (era) reconhecida? Será «só» isto?


uma psicose de Carlos Carvalho às 10:44
link directo | psicomentar | psicomentaram (14)

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
Um exemplo

Carlos Coelho é Deputado Europeu pelo PSD e o grande impulsionador de acções de formação como a nossa Universidade de Verão. Não é novidade. Que tem um site também não o é. O seu site tem 25 mil internautas registados. Brutal! Porquê? Porque se trata de um espaço de extraordinário valor.

Sempre interessante e actualizado, dispõe agora de uma área com 33 perguntas/respostas sobre o Tratado de Lisboa.

A Dra. Manuela Ferreira Leite disse um dia, num Conselho Nacional do PSD, que sabíamos todos mais sobre UE desde que o Carlos Coelho era Deputado Europeu.
Quando temos andado a falar de políticos pelos piores motivos, este post pretende falar de um deles pelos melhores.


uma psicose de Paulo Colaço às 22:46
link directo | psicomentar | psicomentaram (17)

Como se Castram os Sonhos!

Menezes falou ontem!

Hoje:

O ex-ministro Nuno Morais Sarmento classificou hoje como «avulsa» e «não reflectida» a proposta de Luís Filipe Menezes de retirar publicidade da RTP, considerando ainda que «tardam» as iniciativas políticas do actual líder social-democrata.

Depois do tiro de campanha eleitoral de Sócrates na última entrevista que deu a Nicolau Santos e Ricardo Costa, Menezes atacou ontem, mas hoje não se fez esperar o contra ataque interno!



Não será assim que o PPD/PSD comprometerá a sua vitória em 2009?

Ou os Pseudo Candidatos a Presidente do PSD em 2009+1(entenda-se depois das legislativas) já começam a sentir que afinal em 2009-1 (entenda-se antes das legislativas) ainda é possível?


uma psicose de Diogo Agostinho às 16:21
link directo | psicomentar | psicomentaram (40)

Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008
Obamacans

“Obamacans” é a fusão entre Obama e Republicans. São dirigentes e adeptos do Partido Republicano que apoiam Obama com garra.
Fala-se em nomes como Colin Powell ou a bisneta do Dwight Eisenhower. Relata o DN que até um dos estrategas de McCain diz preferir sair de cena a ter de combater Obama.

Pergunto: é infantil achar que Obama já ganhou?


uma psicose de Paulo Colaço às 18:53
link directo | psicomentar | psicomentaram (38)

Full speed a-left

Demetris Christofias, Secretário Geral do AKEL (comunista) foi, dia 24 de Fevereiro, eleito presidente do Chipre por 53,36 % dos votos contra 46.64% de Ioannis Kasoulides, o candidato conservador.

 

 

O Chipre é o primeiro Estado-Membro da União Europeia a eleger um Presidente comunista, apesar de o AKEL, mesmo ainda antes da queda da União Soviética, ter amenizado o seu programa ideológico.

 

 

Esta vitória foi conseguida à custa de uma promessa de retoma de negociações para a re-unificação da ilha, recorrendo a laços históricos entre movimentos de esquerda de ambos os lados como nova estratégia a adoptar no processo negocial.

 

 

Uma última ressalva: apesar da expectativa que antecede este mandato, há que ter prudência perante as reacções às esperanças nele depositadas. De facto, uma excessiva pressão para que se atinja um resultado rápido, pode ter como fim nefasto o privégio da velocidade das soluções em detrimento da sua estabilidade.


uma psicose de José Pedro Salgado às 11:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
O poder de uma SMS
Será que o SMS veio do PPD/PSD????

No momento em que se fala na criação de uma Associação Nacional de Professores em Defesa da Educação, os Docentes saem à rua em manifestações organizadas por SMS.

O Eng. Sócrates, repudia manifs e levanta a questão de organizações partidárias por detrás destas manifs.

Será este um novo modelo de fazer política?

As novas tecnologias podem ditar agora o fim de medidas para uma legislatura e provocar uma deriva governamental ao minuto?


uma psicose de Diogo Agostinho às 12:46
link directo | psicomentar | psicomentaram (25)

Domingo, 24 de Fevereiro de 2008
Policia e Futebol


 

Um artigo de Adriana Neves
 
O procurador da República Almeida Pereira é o nome escolhido pelo Director Nacional da Polícia Judiciária (PJ), Alípio Ribeiro, para dirigir a directoria do Porto, no seguimento do pedido de demissão de Vítor Guimarães, na sexta-feira. Almeida Pereira foi também recentemente ouvido como testemunha num processo originado por notícias que o davam como magistrado próximo do presidente do FCP, Pinto da Costa, e a quem o clube teria pago viagens ao estrangeiro. No entanto, nunca foi constituído arguido e mostrou-se mesmo indignado com a suspeição que sobre si foi lançada.


 

Nos dias em que vivemos, em que se acentua cada vez mais a promiscuidade entre o futebol, a policia e a justiça, que acham desta nomeação?


uma psicose de Paulo Colaço às 19:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (6)

De como a América (não) está preparada para um presidente negro ou uma "presidenta" e de como estes


Muito se tem falado, escrito e ouvido sobre as eleições americanas. O facto mais interessante parece unânime, temos pela primeira vez e com reais hipóteses de vencer as presidenciais deste ano um negro ou uma mulher.

Devemos, parece-me, pôr esta histórica história em perspectiva. Quando se fala em estar a América preparada ou não para o tal presidente negro ou "presidenta" partimos para a discussão abertamente, contudo logo somos impelidos a esmiuçar os resultados. Seja por vontade própria, seja por sermos impelidos pelas análises mediáticas, partimos em busca do fundo da questão, da tal quintessência, até porque é normal sermos curiosos.

Em o fazendo vamos estratificando os resultados, desdobramos os votos em jovens e velhos, trabalhadores, estudantes, reformados, "n'importe quoi". É normal que assim seja, o tratamento estatístico dos dados é saudável e, de um ponto de vista antropológico-cultural, necessário.

Agora, pensem nisto, já viram alguma vez, em eleições europeias, um nível de detalhe no tratamento desses dados que inclua a raça, o credo e a etnia, e que os valorize da mesma forma que os critérios supracitados de forma tão natural como nas eleições americanas?!

Eu, sinceramente, não. Posso andar distraído, mas nunca vi um politólogo/politicólogo a descrever, com a minúcia com que a CNN nos brinda, o facto de x percentagem de eleitores serem negros ou hispânicos, católicos ou protestantes e de como os candidatos têm de melhorar nesse segmento em particular.
Dirão vocês que o problema é nosso, que Portugal não dispõe da diversidade étnica e religiosa de um país como os EUA. Bom, posso até aceitar o princípio, mas ele não explica tudo.
Em primeiro lugar porque não explica que em eleições em países como a França ou Inglaterra não se vislumbre, de igual modo, uma tal dispersão de dados (pode ser que ande distraído, mas não me lembro, como já disse, de tal minúcia estatística);
Em segundo lugar, e mais importante, não explica o facto de, para cada um desses grupos, haver uma mensagem absolutamente distinta, ou pelo menos de existir a necessidade de contactá-los como se de produtos diferentes se tratasse. Pensemos, se é certo que os EUA são um "melting pot", não menos certo é que se gabam de o ser em harmonia, paz e prosperidade. Tudo isto é verdade, mas não faz de um conjunto de pessoas aglomeradas num território um povo, muito menos um país.

No fundo o que tento argumentar é que se trata de uma declaração tácita de derrota nacional. Sem dar por ela os políticos americanos, ao terem pesos, medidas e palavras diferentes para cada um desses estratos, estão a reconhecer, não as duas américas de que Edwards falava desde 2004 (a pobre e a rica, mais compreensível até), mas as 4, 5 ou 6 que existem. E isto é tanto mais grave quanto esses mesmos políticos não se dirigem a minorias cujo peso democrático é menor (por exemplo os indianos).

Ora, proclamar uma campanha de negros, asiáticos ou católicos, é um sinal, para mim, do muito que falta fazer. E acreditem que não é elegendo um negro ou uma mulher, cujas campanhas operam nesses moldes, que se alterará utopicamente o "status quo". É um passo importante é certo, mas não esperem milagres.

A discussão que lanço aqui não pode deixar de ter uma portugalidade latente. Pensem bem, estaremos nós melhor ou pior do que os americanos neste aspecto? Seria possível em terras lusitanas um presidente negro, ou uma "presidenta", ou uma presidenta negra, ou um judeu confesso, ou muçulmano? É que às vezes a superioridade moral ocidental (leia-se europeia) esconde lacunas muito perigosas...

uma psicose de Paulo Colaço às 03:42
link directo | psicomentar | psicomentaram (27)

A Psicose Aumenta...
É com muita honra que apresentamos à blogosfera as mais recentes aquisições do Psicolaranja.

Diogo Agostinho – Eixo Algarve/Campo Pequeno (UV 2007)
Francisco Castelo Branco – Cascais (UV 2006)
João Marques – Braga (UV 2007)

Boa-sorte aos novos Psicóticos, sejam bem-vindos!

uma psicose de Paulo Colaço às 01:48
link directo | psicomentar | psicomentaram (13)

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008
Luta de Galos


Um destes homens vai ser Presidente do Governo Espanhol. Isso é certo mas nada mais!

Estas eleições encerram uma imprevisibilidade absoluta. A sociedade espanhola continua dividida desde 13 de Março de 2004 quando se realizaram as últimas eleições, dois dias depois dos atentados na Estação de “Atocha”. Uma legislatura conturbada e de rupturas também não ajudou à pacificação da vida política.

Os temas quentes da campanha são a mostra de uma profunda divisão na sociedade espanhola. A ilegalização da ANV (braço político da ETA que substituiu o Batasuna), os direitos dos homossexuais, a desagregação da nação espanhola pela concessão de maiores atribuições às regiões autónomas são só alguns deles. De resto, ultimamente, surgiu na agenda o comportamento da economia espanhola que foi inferior às expectativas nos últimos tempos. Prova do fosso que nos afasta de Espanha é o facto de este tema estar a dar a volta às eleições quando a economia espanhola cresce o dobro da nossa!

O PP, congénere espanhol do PSD, tem vindo a recuperar nas sondagens apesar de estar atolado numa crise interna que lhe pode custar a vitória. Até dia 9 de Março muito haverá a dizer. Neste momento as sondagens apontam para uma diferença nunca superior a 3% nas intenções de voto.

Aceitem este jacto de um Polvo importado de Espanha.
(Tiago Milito)


uma psicose de PsicoConvidado às 14:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (40)

MMS
Hoje fui abordada à porta da faculdade, pelo Movimento Mérito e Sociedade. Estão dependentes de 7500 assinaturas para formarem um partido, que terá como sigla MMS. Assinei.
Num momento em que há um descrédito absoluto da nossa classe política, em que estamos cada vez mais afastados da classe governativa, regozijo-me com este tipo de iniciativas.

Eu ainda acredito, e vós?


uma psicose de Margarida Balseiro Lopes às 12:44
link directo | psicomentar | psicomentaram (38)

Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008
Servem para isto!


“Felicito a JSD por esta Vitória! Foram os primeiros a sair à rua e a denunciar o que se ia passar. Tal como aqui já escreveram, provam desta forma que as juventudes partidárias fazem sentido. Foram eles que provocaram o debate e vieram para a rua.” in Público

“A decisão do Secretário de Estado é uma concessão à pressão exercida pela JSD. Cumprindo finalmente a sua obrigação [a JSD] realizou várias acções de rua e de propaganda, e forçou a que os Partidos (incluindo o seu) e o Governo tomassem atenção a este problema” in Sol

Estes textos estão publicados nas caixas de comentários às notícias on-line do Público e Sol. Referem-se ao confessado abanão que a JSD deu no Governo fazendo-o recuar quanto à Porta 65.

Trata-se igualmente de uma outra forma de fazer política: no mesmo meio a que milhares têm acesso (jornais on-line) fazer passar a nossa mensagem!
O título que eu dei ao post é a resposta à pergunta: “para que servem as Jotas?”


uma psicose de Paulo Colaço às 15:56
link directo | psicomentar | psicomentaram (17)

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008
Chumbado!
O Tribunal de Contas chumbou o empréstimo de 360 milhões de euros pedido pela Câmara de Lisboa.
O tribunal considerou que o plano de saneamento financeiro apresentado pela autarquia tem pouca credibilidade.
Os muitos credores, um rol de 157 páginas, ficam agora à espera de soluções legais que serão (?) apresentadas depois de uma reunião de emergência convocada para hoje.

Haverá época de recurso para António Costa?


uma psicose de Margarida Balseiro Lopes às 19:44
link directo | psicomentar | psicomentaram (36)

And so it starts...

No dia 17 deste mês a Província Autónoma do Kosovo e de Metohija declarou unilateralmente a sua indepêndencia da República da Sérvia, transformando-se assim na República do Kosovo.

Nos estados soberanos que já reconheceram o Kosovo como estado soberano incluem-se os Estados Unidos, a França, a Turquia, o Reino Unido, a Alemnha e Latvia.
No que toca a estados cuja soberania é apenas parcialmente reconhecida, temos Taiwan (sendo que a República Popular da China já se manifestou no sentido de Taiwan não deter competência para tal) e a República Turca do Chipre (que é apenas reconhecido pela Turquia).

Para mais, a Austria, a Bélgica, a Bulgaria, a Dinamarca, a Estónia, a Finlândia, a Hungria, a Irelanda, a Itália, a Lituânia, o Luxemburgo, a Polónia, a Eslovénia e a Suécia, todos Estados Membros da UE, e ainda a Croácia (candidata à adesão da UE), estão a planear reconhecer o Kosovo, de acordo com o aprovado segunda feira de manhã no Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros da União: que cada Estado iria assumir a sua posição individualmente.

Finalmente, o Chipre, a Roménia, a Eslováquia, a Espanha, e a Russia, entre outos, afirmaram não reconhecer o Kosovo.

Os problemas que isto levanta são vários.

Não obstante a reunião do Conselho de Ministros dos Negócios Estrangeiros tenha reconhecido a situação como excepcional, a verdade é que isto abre um precedente grave. Não é por acaso que a maioria dos países que não reconheçam estejam contra uma luta independentista, ou que países cuja soberania é só parcialmente reconhecida se manifestem a favor da declaração unilateral.

Assim, nada impede que, por exemplo, Guimarães se passe e funde a República do Minho.

E já há reflexos disto: a Palestina já ameaçou que se declarará independente unilateralmente se as negociações com Israel não tiverem sucesso.

A divisão entre os países da U.E. pode-se tornar mais grave do que calculamos. Podemos estar a caminhar para uma situação de conflito entre dois blocos na qual a política de alianças não esteja tão bem definida como desejaríamos.

"A posição portuguesa sobre a proclamação de independência do Kosovo será definida “em estreito diálogo” com os parceiros europeus e uma vez auscultados o Parlamento e o Presidente da República, afirmou esta segunda-feira, em Bruxelas, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado."

Finalmente, o Kosovo está neste momento sob protecção da ONU. Ora, quem toma decisões na ONU é o Conselho de Segurança. Tendo em conta que há países no CS conta e a favor, a ONU terá de sair de lá. Restam-nos três hipóteses: NATO, UE, e EUA.

A NATO não pode pelo mesmo motivo. Resta-nos a UE e EUA.
Para além dos problemas já mencionados com a UE, o Kosovo é paupérrimo e inviabilíssimo. Assim, qualquer instituição que se ocupe desta tarefa está a meter-se num buraco negro financeiro. Vejamos quem terá a coragem.



O problema é simples, mas por onde passa a solução?


uma psicose de José Pedro Salgado às 15:08
link directo | psicomentar | psicomentaram (34)

3 anos depois...



Faz hoje precisamente 3 anos que o Partido Socialista liderado por José Sócrates venceu as eleições legislativas. Foram três anos de governação autista, cega, propagandistica com tiques de autoritarismo. Das influências junto dos canais de comunicação, ao fecho das urgências; do escandalo da licenciatura às gaffes dos Ministros; dos 150 mil postos de trabalho prometidos, aos 8,2% de desemprego tudo parece correr mal mesmo quando a mensagem passa tão bem.


Três perguntas para quem quiser responder:

- Qual a medida que mais aplaude e qual a que mais critica?

- Qual a maior gaffe dos membros deste Governo?

- Qual o balanço global desta Governação socialista?


uma psicose de Tiago Sousa Dias às 09:13
link directo | psicomentar | psicomentaram (31)

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008
Também me cheira mal...



O presidente do PSD estranhou a existência, ultimamente, de diversas suspeitas a dirigentes dos Governos PSD/PP.

«Ouvimos falar de histórias” mas não passam da fase incipiente de inquérito. O pior é que são demasiados inquéritos, alvitrou (e bem) Menezes.


uma psicose de Paulo Colaço às 18:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (22)

O fim de uma era???
"Não aceitarei -repito - não aspirarei nem aceitarei o cargo de Chefe do Conselho de Estado".

Será que ficará assim marcado o fim de uma era? A queda de um dos últimos bastiões de um tempo que já lá vai?
O que acontecerá a este país?
A Utopia de uns, o Inferno de outros.
É incrível como contra tudo e contra todos, este regime já leva mais de 50 anos.
Com os seus vícios e as suas virtudes.
Cuba é Comunismo. Cuba é violação de direitos humanos. Cuba é centralismo económico. Cuba é inovação médica. Cuba é destino turístico. Cuba é parte do imaginário colectivo de muitos democratas!

"O meu dever elementar não é o de me agarrar aos cargos, nem fechar o caminho a pessoas mais jovens, mas transmitir experiências e ideias cujo modesto valor provém da época excepcional que me foi dado viver".

Quem é, foi e será para vocês Fidel Castro???
O que será de Cuba?


uma psicose de jfd às 09:31
link directo | psicomentar | psicomentaram (21)

Domingo, 17 de Fevereiro de 2008
Efeitos da Lei?


Hoje li esta notícia: «A receita com o imposto sobre o tabaco sofreu uma quebra de quase 50%, diz o jornal “Sol”. Segundo dados do Ministério das Finanças, em Janeiro de 2008 o Estado arrecadou 140 milhões de euros, contra os 249 milhões de Janeiro de 2007.»

Leva-me a perguntar aos psicóticos e psico-amigos: como estão a lidar com a nova lei do tabaco?


uma psicose de Paulo Colaço às 14:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (18)

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008
Universidade Europa



Este fim-de-semana traz-nos mais uma acção de formação para jovens quadros da família laranja.
A JSD e o GEPSD (Grupo Europeu do PSD) criaram a Universidade Europa.
A Europa pós Tratado de Lisboa é o grande tema, sendo reciclagem de conhecimentos para uns e verdadeiro baptismo de fogo para outros, nestas matérias.
O Prof. Deus Pinheiro e a Deputada Zita Seabra são dois dos oradores. Um abraço aos promotores, Carlos Coelho e Pedro Rodrigues, e votos de bons trabalhos.


uma psicose de Paulo Colaço às 16:29
link directo | psicomentar | psicomentaram (61)

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008
A vida ao contrário
Numa altura em que foi lançado o debate sobre a qualidade de vida, o desemprego, a falta de oportunidades de trabalho qualificado, a quantidade de cursos de formação que se vão acumulando, imaginem que a vida era exactamente ao contrário.
Ei-la.
Começo morto e livro-me disso.
Depois acordo num lar para a terceira idade, sentindo-me melhor cada dia que passa.

A seguir sou expulso, por estar demasiadamente saudável.
Gozo a minha reforma e recebo a minha pensão de velhice.

Então, quando começo a trabalhar, recebo um relógio em ouro como presente logo no primeiro dia.
Trabalho 40 anos, até ser demasiadamente novo para trabalhar.

Vou para o liceu e bebo álcool, vou a festas e sou promíscuo.

Depois vou para a escola primária, brinco e não tenho responsabilidades.

Transformo-me então num bébé e passo os últimos 9 meses a flutuar pacifica e luxuosamente, em condições equivalentes a um spa, com ar condicionado, serviço de quartos entregue por cabo, e depois...

Acabo num grande orgasmo.

E esta hein?

uma psicose de Tiago Sousa Dias às 11:48
link directo | psicomentar | psicomentaram (24)

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008
FederEUlizar
No próximo fim-de-semana a JSD realiza a primeira edição da Universidade da Europa. Em parceria com o deputado Carlos Coelho, esta iniciativa tem como um dos principais objectivos fazer-nos pensar no futuro da instituição dos 27.
Passados mais de 20 anos sobre a nossa adesão, creio que mais do que uma inevitabilidade, a nossa entrada revelou-se essencial para o desenvolvimento económico e social do país. Mas será este o modelo de União que queremos?
No momento em que já fomos ultrapassados pela Grécia, estamos na iminência de ficarmos cada vez mais para trás na corrida europeia. E a pergunta que impera: o que fazer?
Será o federalismo a solução?


uma psicose de Margarida Balseiro Lopes às 20:11
link directo | psicomentar | psicomentaram (30)

CSI Lisboa

A primeira base de dados de perfis de ADN para fins de identificação civil e investigação criminal pode ser criada em Portugal a partir do próximo mês, conforme lei publicada hoje.

Eu estou a favor, mas há quem tenha reservas.

Diz o “Público” que a lei é semelhante às que vêm sendo aprovadas pela Europa, mas enfrenta a apreensão e resistência de vários sectores da sociedade, nomeadamente da Comissão Nacional de Protecção de Dados, do Conselho de Ética para as Ciências da Vida, mas também do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista.


uma psicose de Paulo Colaço às 16:28
link directo | psicomentar | psicomentaram (17)

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008
Qual dos democratas será candidato?

Hillary Clinton Barack Obama
Pledged: 924 Pledged: 986
Superdelegates: 224 Superdelegates: 135
Total: 1,148 Total: 1,121


Entre inerentes e eleitos, estão já apurados 2295 dos 4049 delegados à Convenção Democrata em Agosto. Surpreendentemente, tudo está em aberto...



uma psicose de Tiago Sousa Dias às 02:12
link directo | psicomentar | psicomentaram (148)

Domingo, 10 de Fevereiro de 2008
2018? Nem pensar!!!
Sexta feira ouvi na TSF os lobbies do esférico a dar os primeiros passos...
"Se queremos organizar teremos de falar primeiro, cada um [A federação de Portugal e a de Espanha] com o respectivo governo"

Pensei eu para comigo "Pronto já começa o circo de novo..." Começa a corte aos €uros do contribuinte...

Hoje chego a casa, e para minha alegria vejo o nosso Presidente da Republica, de terras Espanholas dizer categoricamente que temos OUTRAS PRIORIDADES!

Grande Cavaco!!!
Viva o PR!!!
Salvem os meus euros!


uma psicose de jfd às 20:13
link directo | psicomentar | psicomentaram (37)

Conta-me histórias daquilo que eu não vi...


"- Really? Then take the universe and grind it down to the finest powder and sieve it through the finest sieve and then show me one atom of justice, one molecule of mercy. And yet you act, like there was some sort of rightness in the universe by which it may be judged:
- Yes. But people have got to believe that or what's the point?" Hogfather - Terry Pratchet

É verdade. A Justiça, a Verdade, o Bem, o Mal e tantas outras "coisas" não são senão histórias que nos contamos a nós próprios.

E se o são, de que servem?

Servem para compreendermos um mundo que nos seria incompreensível de outro modo, para aprendermos lições inexplicáveis de outras formas...

"Humans need fantasy to be human. To be the place where the falling angel meet the rising ape" Hogfather - Terry Pratchet

E é verdade. O que nos distingue dos macacos é isto mesmo. Conseguimos explicar o mundo aos nossos netos através de histórias. Sejam elas a Bíblia, a Cinderela ou um hino nacional. E assim as gerações seguintes partem mais à frente que nós partimos. E chegam mais longe que nós chegámos.

"Fairy tales are more than true — not because they tell us dragons exist, but because they tell us dragons can be beaten. " - G.K. Chesterton



uma psicose de José Pedro Salgado às 02:34
link directo | psicomentar | psicomentaram (8)

Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008
Para quem não viu

Estão publicados, nos vídeos do Sapo, quatro excertos do grande embate entre Luís Paixão Martins e José Pacheco Pereira.

- Início das intervenções de LPM e JPP

- LPM e JPP: a acreditação dos lobbies junto do Parlamento

- LPM: a democratização do acesso à assessoria mediática

- JPP: incompatibilidades dos deputados e a Comissão de Ética


uma psicose de Paulo Colaço às 23:18
link directo | psicomentar | psicomentaram (1)

Simplex ou Complex?

O Governo anunciou hoje no CCB, com toda a pompa e circunstância o pacote de medidas que compõem o Simplex para 2008, fazendo também o balanço do que foi este programa no ano que acabou.

Balcão casa pronta, Cartão do Cidadão, Portal do Cidadão, Balcão "Perdi a carteira", Segurança Social Directa, Empresa na Hora, Informação Empresarial simplificada, Registo de patente online e Declaração de exportação através da Internet são alguns dos novos serviços que o Executivo pretende implementar neste novo ano com o objectivo de desburocratizar a Administração Pública e facilitar a vida ao cidadão.

O propósito é nobre. Segundo o Primeiro Ministro, após 30 anos de Governos a anunciarem a desburocratização, finalmente este objectivo está a ser cumprido.

Quanto mais simples, melhor? Ou será toda uma outra história? Este programa será efectivamente uma melhoria para a vida colectiva ou é uma manobra de propaganda genialmente orquestrada?

uma psicose de Inês Rocheta Cassiano às 19:47
link directo | psicomentar | psicomentaram (5)

Ditadura “no” proletariado…

Carvalho da Silva abandona a CGTP em 2012
(In Público on-line)

O homem está lá há mais de 20 anos!!!


uma psicose de Paulo Colaço às 15:01
link directo | psicomentar | psicomentaram (10)

Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008
Tenho um sorriso tonto na cara...

Nasce como blog satírico, evolui como espaço de reflexão séria, recruta autores multidisciplinares, recolhe leitores assíduos, angaria comentadores esclarecidos, organiza eventos incontornáveis. O Psicolaranja é tudo isso e mais: corajoso (dá a cara), trabalhador (empenha-se em iniciativas laboriosas) e despretensioso (não procura ganhar vantagens).

Nos 38 dias que já leva este ano, o Psico somou 43 artigos e 1083 comentários. Uma média de 28,5 por dia. Neste preciso dia saímos nos “blogs do Público”, pág. 2 do encarte P2.

Estou babado.


uma psicose de Paulo Colaço às 15:57
link directo | psicomentar | psicomentaram (25)

Os factos e o resto

Facto: o líder parlamentar do PSD está a projectar uma série de “presidências abertas”. A Bancada vai para o terreno, sempre com um tema em agenda.

Facto: a primeira “presidência aberta” será em Castelo Branco, a 12 de Fevereiro, e inclui visitas a instituições de saúde.

Facto: esta informação é contemporânea à recusa de Santana em trabalhar com a agência de comunicação proposta pelo líder do Partido.

Facto: a 2 de Fevereiro, o DN dava conta da inquietação que esta iniciativa estaria a causar a Menezes.

Quanto ao resto, cheira-me a bicefalia, mas sei pouco destas coisas.


uma psicose de Paulo Colaço às 12:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Afinal quem é a nossa policia?



O Ministro da Justiça, este que em tempos (quando era Ministro da Administração Interna) disse "Esta não é a minha Policia", o mesmo que disse que conhece bem o problema dos Tribunais porque a filha era advogada estagiária e lá lhe ía contando..., vem agora dizer que reitera a confiança no Director Nacional da Policia Judiciária, Alípio Ribeiro.

Ora, não é muito grave o que Alípio Ribeiro disse... apenas que o processo de Maddie está inquinado... É que na pior das hipóteses, a de serem verdadeiras as afirmações (ainda que vagas), coloca-se a questão: porque é que se constitui alguém arguido? Por mediatismo? Por conveniência? Para passar a batata quente? O que é que aconteceu ao critério de justiça e das fundadas suspeitas?

Como é possível que declarações destas passem incólumes? Como é possível reiterar confiança nesta pessoa a menos que se trate de um amigo de casa com quem almoça semanalmente? É esta a Policia que tem ao seu dispor e agora é a sua Policia Senhor Ministro?

Como estará a sentir-se a comunidade britânica quando o mais alto responsável pela investigação criminal portuguesa diz que foi precipitada a constituição dos pais da menina como arguidos? Mas a pergunta das perguntas: Que será, doravante, do processo se todos os agentes ficam desmotivados?

Acho que este processo foi atingido letalmente pelas declarações de Alípio Ribeiro e só não chove lá para os lados da Justiça porque a remodelação já foi.

uma psicose de Tiago Sousa Dias às 09:44
link directo | psicomentar | psicomentaram (12)

Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008
A «saga» do Ensino Superior
É hoje notícia a intenção de Mariano Gago não financiar cursos com menos de 20 alunos, o que, naturalmente, implicará o seu encerramento. A medida soa polémica, mas não sei se será bem assim. É certo que surgirão professores e «lucradores» (permitam-me a expressão) do ensino a levantar a voz contra a medida anunciada. No entanto, creio que o problema do ensino superior não se fica por aqui.

Em Portugal, entre o ensino politécnico e o universitário, existem 3500 cursos de vários graus, descontando já os 1742 que não tiveram qualquer aluno no ano lectivo de 2005/06. Universificando a questão, são ao todo 5342 cursos, que dispõem de 1427 designações diferentes. Cursos não faltam. Em alguns faltam alunos. Noutros faltam perspectivas.

É certo que quando terminar a transição de Bolonha, 2009/10, os números tenderão a estabilizar e a uniformizarem-se. No entanto não se adivinham alterações capazes de repensar o ensino na sua base. Com isto refiro-me à inegável realidade que é a formação, no ensino superior, de desempregados.
Existem cursos sem saída, sem procura. Defendo que o ensino deveria realmente ensinar, mas o que realmente se passa é uma procura desmesurada pela avaliação, em vez da procura de conhecimento.

Considero que a reflexão sobre o Ensino Superior se vem arrastando ao longo dos anos e, infelizmente, assistimos a uma procura de «desenrascar» as vidas dos alunos sem se privilegiar as vocações de cada aluno.

Se temos falta de médicos, porque havemos de os contratar no Uruguai, como recentemente aconteceu, em vez de abrirmos novas vagas em medicina, formando médicos, criando emprego e possibilitando, a quem tem a vocação para medicina, o alcançar do curso?

Porque não mudar a forma de entrada nos cursos superiores, dando preferência à vocação? É certo que as médias são muito importantes, mas também é certo que a alegria e a felicidade melhoram em muito os resultados e a produtividade. Defendo um meio termo, conjugando a vocação natural de cada um com a vocação adquirida durante a escolaridade.

Parece-me certo que a «saga» do Ensino Superior continuará...


uma psicose de Carlos Carvalho às 01:58
link directo | psicomentar | psicomentaram (20)

Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008
Tudo o que sempre quis saber sobre as eleições norte-americanas e que só o Psico explica...



Amanhã, super-tuesday é com o Psico!

José Pedro Salgado
modera uma tertúlia sobre o sistema eleitoral norte-americano. Temas: sistema eleitoral, quem são os pretendentes à nomeação democrata e republicana, seus percursos e principais ideias.

Oradores:
MÓNICA FERRO – Docente no ISCSP
NELSON FARIA – Psicolaranja
PEDRO RODRIGUES – Presidente da JSD

Nota: a Inês Cassiano fará o acompanhamento on-line dos diversos acontecimentos para não perdermos pitada.


uma psicose de Paulo Colaço às 03:35
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 08:37
link directo | psicomentar | psicomentaram (96)

Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008
Parada e Resposta (foi ontem)





LPM: Por favor, não confunda consultores de comunicação com o Cunha Vaz, ou tudo o que diz está certo. [jocoso]
JPP: Ambos partilham o mercado… [provocador]
LPM: Por favor! Não ofenda o mercado. [grande!]


uma psicose de Paulo Colaço às 16:07
editado por Essi Silva em 12/12/2012 às 08:38
link directo | psicomentar | psicomentaram (28)

Dificil Equação ...
No Jornal Diário Económico vem hoje publicado um artigo assinado por António Carrapatoso, “O “sistema””, no qual se pode ler:

“O “sistema” político-económico-social vigente inibe o desenvolvimento e a realização dos cidadãos, desaproveitando as suas capacidades actuais e potenciais, e prejudica o nosso progresso económico e social. É um sistema injusto pois dificulta a criação de um país de oportunidades para todos, mantendo uma grande parte da população com poucas opções, reservando-lhe um papel passivo de meros consumidores e de força de trabalho dependente e massificada. É um sistema ineficaz, pois não permite que os vários recursos e activos do país (humanos, físicos e de capital) sejam aplicados ao seu melhor uso, onde mais valor económico e social possam criar. Nem sempre são as pessoas mais capazes e competentes (e os projectos que acrescentam mais valor) que vencem mas antes aqueles que melhor conhecem o sistema prevalecente e nele melhor estão integrados.”

No final são ainda apontados como maiores resistentes á mudança os mais comprometidos e dependentes do sistema tradicional.
“Estes só mudarão quando não tiverem outra alternativa que não seja a de abraçarem o novo sistema. Então perceberão que, se quiserem alcançar os seus objectivos, terão que apostar num equilíbrio justo entre o interesse público e privado, conviver com o princípio da igualdade de oportunidades, valorizar a liberdade e independência dos cidadãos e demonstrar a sua real capacidade para criarem valor na nossa sociedade.”

Psicóticos e Psico-Amigos que comentário vos sugere estas afirmações?
Que modelo de desenvolvimento queremos nós para Portugal?
E no nosso quotidiano que fazemos, ou podemos nós fazer para não alimentar comprometidos e dependentes do sistema?


uma psicose de Paulo Colaço às 13:27
link directo | psicomentar | psicomentaram (9)

À bastonada!!!




Que me digam que é preciso denunciar toda e qualquer situação de corrupção... aceito; que cada cidadão esteja alerta e use os seus direitos constitucionais de acção alertando as autoridades para a prática de crimes, seja de colarinho branco ou não... acho muito bem; mas que o bastonário da ordem dos Advogados assuma a função de acusador público, isso não. António Marinho Pinto foi eleito pelos advogados portugueses para defender a Ordem dos Advogados e não para assumir funções de procurador... do público. As acusações feitas na última semana e reiteradas na Grande Entrevista ontem à noite não dignificam a posição que ocupa, parecendo mais uma espécie de Vendeta à grande advocacia que o não apoiou na sua candidatura do que própriamente uma postura séria e construtiva que qualquer cidadão deve ter.
Onde mais se notou essa postura foi quando depois de falar "em casos abstractos sem indicar nomes" como o dos "sobreiros" ou das "contas de familiares na Suiça", ambos de ex-ministros (casos abstractos diz o Senhor Bastonário...), veio logo de seguida defender o Partido Socialista no Caso Casa Pia afirmando que este caso não passa de uma manobra politica.
O que pensarão as vitimas do caso Casa Pia do Bastonário que acha que este processo não é motivado pelo facto de haver uma rede pedófila, mas por questões politicas?
Mais,
A postura do Senhor Bastonário, incendiária e demagógica (quantas vezes falou dos "pobres", os "trabalhadores", dos "pequenos criminosos" - coitadinhos dos pequenos CRIMINOSOS...) só sai imaculada num Estado amorfo e pacífico como o nosso. Não tenho dúvidas que em França, os subúrbios estariam já a arder como há dois anos, se uma figura desta dimensão fizesse um discurso como o de ontem.
Este bastonário, que poderia ser o mais útil de sempre pelo papel que assume enquanto activo defensor público da democracia, não prestou um bom serviço ao país e continuará a não o fazer se continuar a falar com um maçarico numa mão e um programa de Governo na outra.


uma psicose de Tiago Sousa Dias às 09:17
link directo | psicomentar | psicomentaram (35)

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.