Sábado, 12 de Janeiro de 2008
xo Lixo Lixo Lixo Lixo Lixo Lixo Lixo Li
Nápoles está entupida de lixo. Anos de más decisões, e de falta de força Estatal para impor as (poucas) boas decisões levam a constantes colapsos do sistema de lixo desta cidade.
Reflexo de um dos países desta UE como tendo o Estado menos eficiente?
Guerrilha urbana, cheiro nauseabundo, impacto visual mais que óbvio.
E a insatisfação alastra-se agora a outros locais da Itália; a Sardenha estância balnear por excelência, foi a primeira a responder ao apelo de Prodi para “albergar” o lixo de Nápoles. Ora os primeiros carregamentos não foram muito bem recebidos.
Em Nápoles o Exército lá continua a limpar as ruas.
E continua-se a pedir solidariedade a todos os Italianos pelo problema desta cidade.

É o colapso de um Estado, dizem uns.
É a vitória da Máfia Napolitana, dizem outros.
Minha rica Lisboa, Meu rico Portugal! Digo eu :))


uma psicose de jfd às 22:28
link directo | psicomentar

7 comentários:
De Paulo Colaço a 13 de Janeiro de 2008 às 02:12
Na primeira vez que fui a Bruxelas, dei-me conta de uma realidade desconhecida para mim: muitos restaurantes despejavam (palavra forte mas literal) para a rua restos de gelo (sobretudo picado) e muito lixo à mistura.
A rua ficava a cheirar a peixe (outrora envolvido por esse gelo) e com um aspecto terrível.

No Norte acontece algo parecido: sacos de lixo deixados à porta de prédios. Uns abrem-se, outros nunca estiveram fechados, cheiros, moscas: um verdadeiro perigo público.

Na minha terra todas as ruas têm um ou mais contentores de lixo. Noutros concelhos a aposta é noutro sentido.

Não conheço o caso de Nápoles, mas quando o povo nao tem cuidado e as autoridades não destinam verbas/meios/inteligencia, é o ambiente e a saúde pública que pagam...


De Adriana a 13 de Janeiro de 2008 às 21:23
O lixo é um problema flagrante em Napoles mas há muitas cidades portuguesas que sofrem do mesmo. No norte do pais é muito frequente deixar o lixo a porta e origina mau cheiro e por vezes desastre total quando os caes vadios decidem rasgar as sacas.

Ainda agora na epoca natalicia tivemos problemas na cidad e do Porto com o lixo. Por isso não é preciso ir a Italia ou Bruxelas.


De jfd a 13 de Janeiro de 2008 às 23:31
Hummmm
Viste as fotos? Tens visto as noticias? A intervenção do Exercito? A intervenção do Governo?
Há paralelo no problema de Nápoles no Portugal do sec XXI?


De Adriana a 14 de Janeiro de 2008 às 13:39
Há paralelo no problema de Nápoles no Portugal do sec XXI. Porém no Porto a situação acabou por e resolver pacificamente. Ma sas ameças de greve não faltaram e todas as epocas natalicias o probelam se repete. Será melhor ter um problema uma vez ou todos os anos o mesmo problema? A escala do problema do lixo em napoles pode ser maior que em Portugal mas deixa de ser um problema.


De jfd a 17 de Janeiro de 2008 às 13:08
Why the Mafia Loves Garbage
Hauling trash and organized crime.
By Michelle Tsai
www.slate.com
Slate Explainer Podcasts 01/14/08

The Italian government called in the army on Tuesday to clean up the mounting piles of waste in the city of Naples. Residents blame the authorities for not doing more to stop the Camorra, the region's Mafia group, which controls garbage collection and has caused the city's constant waste problem for more than a decade. Organized crime appears to have a hand in trash collection all over the world, from Naples to Tony Soprano's northern New Jersey. Why are gangsters always hauling garbage?

It's Mob Economics 101: Find a business that's easy to enter and lucrative to control. Criminal organizations make lots of money from drugs, human trafficking, and counterfeit goods, but creating a monopoly on garbage collection is attractive because the business itself is legal, and public contracts return big profits. Compared with something like running a casino or grocery store, the logistics of taking trash from Point A to Point B are a no-brainer. Anyone with a truck and a couple of strong guys can make good money, and there's always a demand for the service.

Here's how it works: The mob organizes the trash-hauling businesses in a given city to prevent competition from driving down prices. They fix prices, rig bids, and allocate territories in such a way that customers can't choose who picks up their garbage. The Camorra, a larger and older group than the Sicilian Mafia, have controlled the industry in Naples for about 25 years. The mob harasses non-Camorra garbage collectors and extorts money from them; meanwhile, its own companies do a shoddy job. The country's Mafia groups have also illegally dumped toxic, industrial waste in Naples and other parts of the country.

Criminal organizations elsewhere in the world also find profit in trash schemes. In parts of Taiwan, gangs dig into the riverbank for gravel and sell it to construction companies. Then, they fill up the holes with waste they've collected. Georgian crime bosses swooped in when the city of Tbilisi privatized waste transport (PDF). In New York City, La Cosa Nostra more or less dominated trash collection from the 1950s until Rudy Giuliani seized control of the industry as mayor in the 1990s. It all started when members worked their way into the Teamsters union, which included garbage truck drivers; this allowed the mob to dictate which companies the drivers would work for, effectively pushing out non-Mafia operations. (The Mafia also controlled the construction sector through unions.)

For a large crime organization, the garbage racket provides relatively little in the way of revenue compared with traditional criminal enterprises like gambling, loan-sharking, and narcotics. This is especially true in Italy, where the mob operates in many industries. The Camorra is thought to make $70 billion a year, much of it from drugs, contraband cigarettes, and DVDs, as well as public sector contracts in construction and cleaning. Another Italian group, the 'Ndrangheta, traffics 80 percent of Europe's cocaine. The Mafia is so pervasive in Italy that, according to a large trade association, it controls one out of every five businesses in the country.


De jfd a 25 de Janeiro de 2008 às 23:33
E lá se foi o Governo Italiano. Venho o próximo... Tantos governos desde o fim da guerra...


De Francisco cardoso a 11 de Novembro de 2008 às 14:31
com um caneco seus parvos preservem a nossa rica Lisboa e a nossa rica terra ou querem morrer cedo de mais preservem totós


Comentar post

Notícias
Psico-Social

Psico-Destaques
Psicóticos
Arquivo

Leituras
tags
Subscrever feeds
Disclaimer
1- As declarações aqui pres-tadas são da exclusiva respon-sabilidade do respectivo autor.
2 - O Psicolaranja não se responsabiliza pelas declarações de terceiros produzidas neste espaço de debate.
3 - Quaisquer declarações produzidas que constituam ou possam constituir crime de qualquer natureza ou que, por qualquer motivo, possam ser consideradas ofensivas ao bom nome ou integridade de alguém pertencente ou não a este Blog são da exclusiva responsabilida-de de quem as produz, reser-vando-se o Conselho Editorial do Psicolaranja o direito de eliminar o comentário no caso de tais declarações se traduzirem por si só ou por indiciação, na prática de um ilícito criminal ou de outra natureza.